Menu
Busca quinta, 21 de junho de 2018
(67) 9860-3221

Black Friday: 1,33% dos produtos tiveram grandes descontos no Brasil

13 dezembro 2012 - 18h00

Grandes descontos, maiores a 40% e similares aos que ocorrem durante o Black Friday (tradicional dia de descontos após o feriado de Ação de Graças nos EUA) americano só impactaram 1,33% dos produtos vendidos no Brasil, de acordo com pesquisa de acordo com pesquisa feita pelo Programa de Administração de Varejo (Provar). Segundo o levantamento, que analisou os preços de 1728 produtos, descontos associados a uma grande promoção só ocorreram em 23 itens. Menos de 3% dos itens acompanhados tiveram comportamento típico de promoção pontual, com descontos de cerca de 6%.

Conforme o levantamento, quase metade dos itens pesquisados (47,5%) não sofreu qualquer alteração nem antes nem depois da data enquanto para cerca de 600 itens o preço subiu antes do evento. O Black Friday ocorreu em 23 de novembro deste ano. A pesquisa verificou também que em 37 itens os preços foram aumentados mesmo durante o dia da promoção.

A Provar afirmou que, com base no comportamento monitorado, não houve de fato uma promoção nos moldes do Black Friday americano e que esse tipo de comportamento das empresas fragiliza a confiança dos consumidores em relação ao varejo.

Dentre os produtos analisados destacam-se adegas, ar condicionado, bicicleta ergométrica, aparelho de blu-ray, lavadoras, câmeras digitais, cd players, climatizadors, coifas, fogões, cooktops, dvd players, refrigeradores, filmadoras, forno de micro-ondas, frigobar, freezer, geladeiras, home theaters,lavadoras e secadoras, mini systems, impressoras, notebooks, radio am/fm, smart tv, e TVs.

As lojas pesquisadas foram Americanas, Casas Bahia, Colombo, É Fácil, Extra, Fast Shop, Magazine Luiza, Ponto Frio, Ricardo Eletro, Shoptime, Submarino e Wal-Mart, que vendem produtos de 72 marcas diferentes, conforme o Provar.

Procurada, a B2W, proprietária das marcas Americanas, Shoptime e Submarino ainda não se manifestou sobre a pesquisa. O Grupo Pão de Açúcar, proprietário das marcas (Extra, Casas Bahia e Ponto Frio), o grupo Ricardo Eletro, a Fast Shop, a É Fácil, as Lojas Colombo, o Magazine Luiza e o Wal-Mart também ainda não se pronunciaram sobre o levantamento.

Deixe seu Comentário

Leia Também

UAUUUU!!
Esposa de Faustão ostenta corpão em viagem por Honduras
ECONOMIA
Caged: 33 mil novos empregos formais foram criados em abril
APROVEITAMENTO
Potencial para transformação de biomassa em energia é amplo em MS
PROCON
Pesquisa aponta variação de quase 40% no preço do diesel na Capital
EXÉRCITO
Prazo para alistamento militar termina em 30 de junho
BRASIL
Câmara aprova novo marco regulatório para transporte de cargas
LEILÃO
Com lances a partir de R$ 10 mil, governo leiloa oito terrenos amanhã
REDE ABEVÊ
Veja vídeo da entrega do carro 0km para ganhadora de promoção
INTERNACIONAL
Trump assina ordem para suspender separação de famílias de imigrantes
DOURADOS
UFGD seleciona empreendimentos para Incubadora de Tecnologias Sociais e Solidárias

Mais Lidas

MS-276
Acidente entre trator e caminhonete mata homem em Dourados
COMPLICAÇÃO APÓS CIRURGIA
Juiz aposentado e ex-diretor da Agepen, Ailton Stropa, morre em São Paulo
RESERVA INDÍGENA
Homem é flagrado nu sobre menina de 7 anos em Dourados
SÃO PAULO
Jovem desaparecido há duas semanas foi preso com 74 kg de cocaína