Menu
Busca Quarta, 17 de Janeiro de 2018
(67) 9860-3221
Corpal - Dezembro 2017

Black Friday: 1,33% dos produtos tiveram grandes descontos no Brasil

13 Dezembro 2012 - 18h00

Grandes descontos, maiores a 40% e similares aos que ocorrem durante o Black Friday (tradicional dia de descontos após o feriado de Ação de Graças nos EUA) americano só impactaram 1,33% dos produtos vendidos no Brasil, de acordo com pesquisa de acordo com pesquisa feita pelo Programa de Administração de Varejo (Provar). Segundo o levantamento, que analisou os preços de 1728 produtos, descontos associados a uma grande promoção só ocorreram em 23 itens. Menos de 3% dos itens acompanhados tiveram comportamento típico de promoção pontual, com descontos de cerca de 6%.

Conforme o levantamento, quase metade dos itens pesquisados (47,5%) não sofreu qualquer alteração nem antes nem depois da data enquanto para cerca de 600 itens o preço subiu antes do evento. O Black Friday ocorreu em 23 de novembro deste ano. A pesquisa verificou também que em 37 itens os preços foram aumentados mesmo durante o dia da promoção.

A Provar afirmou que, com base no comportamento monitorado, não houve de fato uma promoção nos moldes do Black Friday americano e que esse tipo de comportamento das empresas fragiliza a confiança dos consumidores em relação ao varejo.

Dentre os produtos analisados destacam-se adegas, ar condicionado, bicicleta ergométrica, aparelho de blu-ray, lavadoras, câmeras digitais, cd players, climatizadors, coifas, fogões, cooktops, dvd players, refrigeradores, filmadoras, forno de micro-ondas, frigobar, freezer, geladeiras, home theaters,lavadoras e secadoras, mini systems, impressoras, notebooks, radio am/fm, smart tv, e TVs.

As lojas pesquisadas foram Americanas, Casas Bahia, Colombo, É Fácil, Extra, Fast Shop, Magazine Luiza, Ponto Frio, Ricardo Eletro, Shoptime, Submarino e Wal-Mart, que vendem produtos de 72 marcas diferentes, conforme o Provar.

Procurada, a B2W, proprietária das marcas Americanas, Shoptime e Submarino ainda não se manifestou sobre a pesquisa. O Grupo Pão de Açúcar, proprietário das marcas (Extra, Casas Bahia e Ponto Frio), o grupo Ricardo Eletro, a Fast Shop, a É Fácil, as Lojas Colombo, o Magazine Luiza e o Wal-Mart também ainda não se pronunciaram sobre o levantamento.

Deixe seu Comentário

Leia Também

GOSTA OU NÃO GOSTA?
Petra Mattar provoca em foto na sua rede social
RODOVIAS
MS-338 deve ter tráfego liberado nesta quinta-feira
MS
Agepen vai regulamentar uso de equipamentos de segurança em presídios
Agepen vai regulamentar uso de equipamentos de segurança em presídios
PROJETO
Certidões de defesa de direitos podem ter prazo mínimo de seis meses
Certidões de defesa de direitos podem ter prazo mínimo de seis meses
CAPÍTULO IDÊNTICO
Novamente Justiça nega recurso e posse de Cristiane Brasil continua suspensa
EDUCAÇÃO
Como recuperar a senha do Enem 2017
Como recuperar a senha do Enem 2017
'BALA PERDIDA'
Menor atinge vizinho enquanto 'brincava' com arma de chumbinho
A vítima foi socorrida por uma equipe do Samu; o estado de saúde é considerado grave
OPINIÃO
As estatais e o Estado à espera de reforma
ECONOMIA
Dólar segue exterior, abandona alta e cai a R$ 3,21
Dólar segue exterior, abandona alta e cai a R$ 3,21
REGIÃO
Colisão entre Kombi e Fox na MS- 276 deixa feridos

Mais Lidas

DOURADOS
Homem é derrubado de moto em roubo e fica desacordado
Homem é derrubado de moto em roubo e fica desacordado
BIOMETRIA DIGITAL
Eleitores “correm” por cadastro biométrico e cartório reafirma sobre prazo
POLÍCIA
Quatro motos são furtadas em poucas horas em Dourados
EDUCAÇÃO
UFGD divulga resultado do Vestibular 2018