Menu
Busca sexta, 19 de julho de 2019
(67) 9860-3221

Bancos recuam nas projeções de crescimento econômico para 2013

13 dezembro 2012 - 18h30

Analistas de instituições financeiras consultados pela Federação Brasileira de Bancos (Febraban) recuaram nas previsões de crescimento econômico para o próximo ano, segundo a Pesquisa Projeções Macroeconômicas e Expectativas de Mercado, divulgada hoje (13). A expectativa dos bancos é que o Produto Interno Bruto (PIB) cresça 1,1% neste ano e 3,5% em 2013. Na última pesquisa, apresentada em outubro, os índices eram 1,5% e 3,9%, respectivamente.

De acordo com a Febraban, as projeções acompanham os resultados do PIB do terceiro trimestre de 2012, que ficou em 0,6%, conforme dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgados em 30 de novembro. A pesquisa dos bancos foi feita entre os dias 6 e 11 de dezembro com 31 analistas das principais instituições financeiras. Para 2013, espera-se uma recuperação generalizada, mas com destaque para os setores agropecuário e industrial.

As previsões para a inflação neste ano também seguem os dados da economia mais recentes. A projeção é que a inflação fique em 5,6%. A taxa é 0,2 ponto percentual maior que a registrada na última sondagem. No próximo ano, a expectativa é que ela fique em 5,4%.

Em relação à inadimplência, o cenário é mais otimista, com recuo de 5,9% em 2012 para 5,3% no próximo ano. Quase a metade dos analistas ouvidos (46%) na pesquisa disse que o comportamento “acompanha o crescimento dos salários e da economia doméstica e deve contribuir de maneira mais efetiva para a recuperação do crédito no próximo ano”, destaca o relatório da federação.

O crédito deve fechar o ano com expansão de 16,1%, na avaliação dos bancos. O índice é igual ao registrado na última pesquisa. Eles apostam que o crescimento do crédito deve ficar praticamente no mesmo patamar deste ano, com 16,2% em 2013.

A maioria dos economistas (68%) também revelou expectativa de que a taxa Selic permaneça no patamar atual de 7,25% durante todo o ano de 2013. Na pesquisa de outubro, essa avaliação atingia apenas 50% dos consultados.

Pela primeira vez, a pesquisa da Febraban mostrou previsões de cortes adicionais da taxa básica de juros para o próximo ano. Cerca de 11,1% dos analistas manifestaram a avaliação de que a taxa pode ficar ainda menor. Ao mesmo tempo, também 11,1% acreditam em uma Selic maior para 2013.

Deixe seu Comentário

Leia Também

PEDESTRIANISMO
‘9ª Corrida Saúde Cassems-Noturna’ abre inscrições na próxima segunda-feira
LEGISLATIVO
Instituída Frente em Defesa da Saúde Mental e Combate à Depressão e ao Suicídio
RODEIO FESTIVAL
Dourados se transformará na Capital do rodeio de MS em agosto
POLÍTICA
Sede da Ancine será transferida para Brasília, diz Bolsonaro
DOURADOS
Projeto reforça segurança nas aldeias indígenas
POLÍCIA
Enteada busca polícia acusando padrasto de estupro e violência doméstica
PEDRO JUAN
Homem que mandava nudes a mulheres é preso na fronteira
POLÍTICA
Reinaldo Azambuja participa do lançamento da licitação da ponte em Porto Murtinho
GOVERNO
MP que garante permanência de servidores na DPU é publicada
DOURADOS
Reunião na Câmara define conselho para cobrar R$ 30 milhões do aeroporto

Mais Lidas

FRONTEIRA
Pistoleiros são presos após executarem homem a tiros
DOURADOS
Delegado encerra Inquérito e aguarda perícia para saber se tiro que matou bioquímico foi acidental
DOURADOS
AGORA: Homem é baleado no Estrela Verá
FRONTEIRA
Suspeito de ter matado homem encontrado boiando em rio é preso