Menu
Busca quarta, 26 de junho de 2019
(67) 9860-3221
DETERMINAÇÃO

Autor de facada em Bolsonaro é absolvido, mas continuará em Campo Grande

14 junho 2019 - 17h05Por Agência Brasil

O juiz Bruno Savino, da 3ª Vara da Justiça Federal em Juiz de Fora (MG), absolveu nesta quarta-feira (14) Adélio Bispo de Oliveira, autor do ataque a faca contra o então candidato à Presidência da República Jair Bolsonaro durante a campanha eleitoral do ano passado. A decisão foi proferida após o processo criminal que considerou Adélio inimputável por transtorno mental. 

Na decisão, o magistrado decidiu também que Adélio Bispo deveria ficar internado em um manicômio judiciário por tempo indeterminado. No entanto, diante da periculosidade do acusado, ele permanecerá  no presídio federal de Campo Grande, onde está preso desde o atentado.

Bolsonaro foi esfaqueado por Adélio enquanto fazia campanha na cidade mineira, no dia 6 de setembro do ano passado. 

No mês passado, após a realização de laudos periciais oficiais, o juiz concluiu que Adélio é inimputável, ou seja, de acordo com as leis penais, não pode ser responsabilizado criminalmente por seus atos. De acordo com a perícia, o acusado é portador de transtorno delirante persistente.

"Todos os profissionais médicos psiquiatras que atuaram no feito, tanto os peritos oficiais como os assistentes técnicos das partes, foram uníssonos em concluir ser o réu portador de transtorno delirante persistente. Quanto à avaliação sobre a capacidade de entendimento do caráter ilícito do fato e a capacidade de determinação do acusado, suas conclusões oscilaram entre a inimputabilidade e a semi-imputabilidade", diz a decisão. 

Conforme denúncia feita pelo MPF e aceita pela Justiça, o acusado colocou em risco o regime democrático ao tentar interferir no resultado das eleições por meio do assassinato de um dos concorrentes na disputa presidencial.

De acordo com o procurador autor da denúncia, Adélio Bispo planejou o ataque com antecedência de modo a excluir Bolsonaro da disputa.

A defesa de Adélio afirma que ele agiu sozinho e que o ataque foi apenas “fruto de uma mente atormentada e possivelmente desequilibrada” por conta de um problema mental.

Deixe seu Comentário

Leia Também

LOTERIA
Bolão de Dourados leva mais de R$ 1 mi na Quina de São João
NOVA ANDRADINA
Irmãos são presos com R$ 2,7 mil em notas falsas compradas via web
SUL DE MS
Polícia recupera veículo após tentativa de fuga de motorista
DOURADOS
Délia vai à delegacia registrar queixa por calúnia nas redes sociais
CRIME AMBIENTAL
Dono de mineradora de areia é multado por degradar área protegida
DOURADOS
TJ suspende sessão que julgaria Idenor Machado
COTAÇÃO
Dólar fecha em queda de olho em Previdência e à espera do G20
MATO GROSSO DO SUL
Governo encaminha à Assembleia dois projetos com alterações de leis estaduais
VIAGEM
Inverno na Serra Gaúcha: dicas do grupo Casa da Montanha #ad
TRÁFICO
Mais de doze toneladas de entorpecentes são incinerados em Dourados

Mais Lidas

DOURADOS
Trans e namorado são presos suspeitos de extorquir cliente após programa
FRONTEIRA
Homem assassinado em estacionamento de shopping é ex-policial
DOURADOS
Jovem morre ao bater moto contra carreta parada no Água Boa
DOURADOS
Homem escapa de tiros na Vila Toscana; ex-namorada e o atual dela seriam os autores