Menu
Busca quarta, 19 de fevereiro de 2020
(67) 9860-3221

Campanha do Desarmamento recolhe 14% mais armas

17 dezembro 2012 - 18h45

Uma semana após lançar uma nova campanha publicitária para a entrega voluntária de armas, o Ministério da Justiça contabiliza 509 armas de fogo entregues pela população, o que significa um aumento de 14% em relação à semana anterior, quando foram recolhidas 445 armas em quase todo o país.

São Paulo lidera o ranking de entrega de armas, com 149 unidades; o Rio Grande do Sul recolheu 82 e Minas Gerais 66. São Paulo também ocupa a primeira posição na lista nacional, em números absolutos (17mil 759), desde a edição da campanha de 2011. No mesmo período, em números relativos, por 100 mil habitantes, a lista passa a ser: Rio Grande do Sul, Acre, Bahia e São Paulo. Minas Gerais sustenta o nono lugar.

Os três tipos de armas mais entregues nessa semana foram: revólver (298), espingarda (83) e pistolas (45).

Deixe seu Comentário

Leia Também

ECONOMIA
Câmara dos Deputados aprova MP do Agro; texto segue para Senado
UEMS
Inscrições abertas para Exame de Proficiência em Línguas Estrangeiras
ECONOMIA
BC anuncia amanhã marca para pagamento instantâneo no Brasil
PARANÁ
Desembargadora suspende demissões que motivaram greve na Petrobras
UFGD
Revista Videre realiza a primeira chamada de artigos do ano de 2020
BATAYPORÃ
Corpo de homem é encontrado por funcionários durante colheita de soja
SAÚDE
Governo Entrega Estação De Tratamento De Água Em Sete Quedas
INVESTIGAÇÃO
CNJ manda tribunal apurar ida do juiz Bretas a atos com Bolsonaro
NOVA ANDRADINA
Mulher é presa após furtar produtos do interior de supermercado
POLÍTICA
Senadores e deputados reagem à ofensa de Bolsonaro a repórter da Folha

Mais Lidas

DOURADOS
Ferido com tiro no peito, entregador chega pilotando moto na UPA
DOURADOS
Líderes de motim que causou estragos na Unei são levados à delegacia
DOURADOS
VÍDEO: Internos 'batem grade' e queimam colchões em princípio de rebelião na Unei
FRONTEIRA
Festa termina com aniversariante e convidado assassinados por pistoleiros