Menu
Busca terça, 26 de maio de 2020
(67) 99659-5905
BRASIL

Armas de agressor de violência doméstica terão que ser apreendidas

09 outubro 2019 - 08h48Por Agência Brasil

O Diário Oficial da União publica hoje (9) lei sancionada pelo presidente da República, Jair Bolsonaro, que altera a Lei Maria da Penha, para prever a “apreensão imediata de arma de fogo sob a posse de agressor em casos de violência doméstica”.

O texto sancionado manda verificar se o agressor possui registro de porte ou posse de arma de fogo e, na hipótese de existência, juntar aos autos do processo investigativo essa informação.

A lei determina também que a instituição responsável pela concessão do registro ou da emissão do porte, nos termos do Estatuto do Desarmamento, seja notificada da ocorrência.

Segundo o projeto Relógios da Violência do Instituto Maria da Penha (IMP), a cada 7,2 segundos uma mulher sofre agressão física no Brasil.

Deixe seu Comentário

Leia Também

AMAMBAI
Após denúncia de disparo em via pública, homem é preso por porte ilegal de arma
PANDEMIA
Em MS, pacientes internados por coronavírus dobram em 15 dias
DOURADOS
Uso obrigatório de máscara é aprovado com multa de R$ 30 só após segunda notificação
BATAYPORÃ
Dois são presos após tentar matar jovem a pauladas
CORONEL SAPUCAIA
Jovem é flagrado transportando 90 kg de maconha
LEGISLATIVO
Cinco matérias estão pautadas para votação na Ordem do Dia desta terça-feira
AGRESSÃO
Inquilino leva golpe de facão durante conversa com dono de imóvel
DOURADOS
TJ manda Câmara pagar R$ 82 mil para suplente presa dois meses após posse
ESTUDO
MS registra redução de 1.871 crimes no 1º quadrimestre de 2020
UFGD
Editora prorroga prazo de envio de propostas para publicação de livros

Mais Lidas

DOURADOS
Prefeitura estende toque de recolher em 2h em Dourados
PANDEMIA
Dourados tem mais de 150 casos de Covid-19 e secretário diz ser assustadora a crescente na região
PANDEMIA
Dois meses após decreto de emergência, Dourados confirmou 127 casos de Covid-19
PANDEMIA
Número de pacientes internados por coronavírus em Dourados sobe 50% em 24h