Menu
Busca segunda, 18 de novembro de 2019
(67) 9860-3221
SAÚDE

Anvisa interdita mais um lote de vacina pentavalente importada da Índia

14 junho 2019 - 18h20Por G 1

A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) interditou nesta quinta-feira, dia 13 de junho, mais um lote da vacina pentavalente da empresa indiana "Biologicals E. Limited". É a segunda vez que isso ocorre em menos de um mês. Novamente, o lote suspenso é da vacina pentavalente. Ele "obteve resultado insatisfatório no ensaio de aspecto", segundo a agência.

O "ensaio de aspecto" é a análise do órgão regulador que verifica cor, odor e características da embalagem de um produto. Ele identifica qualquer tipo de alteração na textura ou a presença de partículas, por exemplo.

Lotes interditados não são distribuídos.

Justificativa

Em nota, a Anvisa justificou que a vacina em questão não tem registro no Brasil, mas "foi importada pelo Ministério da Saúde de forma excepcional para uso nos programa de imunizações", algo previsto na resolução 203/2017.

Essa norma estabelece os critérios para que produtos não registrados no Brasil possam ser importados. São quatro as situações em que isso pode ocorrer:

Quando não houver disponibilidade do produto no mercado nacional nem alternativas terapêuticas registrada na Anvisa;
Em casos de emergência de saúde pública de importância nacional ou de importância internacional;

Para imunobiológicos integrantes do Programa Nacional de Imunizações que sejam adquiridos pelo Fundo Rotatório da Organização Pan-americana da Saúde (Opas) ou da Organização Mundial de Saúde (OMS);

Doações oriundas de organismos internacionais multilaterais ou agências oficiais de cooperação estrangeira.

A Anvisa explicou, ainda, que a interdição vale somente para um lote específico, e não para todas as vacinas do mesmo fabricante. O lote suspenso é o de número 220103417C, fabricado em abril de 2017 e válido até outubro de 2019.

Até o fechamento desta reportagem, a empresa "Biologicals E. Limited" não se pronunciou. A farmacêutica é especializada na produção de vacinas de baixo custo.

A vacina pentavalente, como o próprio nome indica, protege o paciente contra cinco doenças: difteria, tétano, coqueluche, a bactéria "haemophilus influenza" tipo B (responsável por infecções no nariz e na garganta) e hepatite B. As crianças devem tomar três doses da vacina aos 2, 4 e 6 meses de idade.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CORUMBÁ
Homem invade residência, atira em outro e foge de caminhonete
COAF
Toffoli revoga decisão de acessar dados sigilosos de 600 mil contribuintes
SEXTA EDIÇÃO
Festival gastronômico CataGuavira começa sexta-feira em Bonito
UEMS
Ação preventiva sobre a saúde do homem será quinta-feira em Dourados
CORUMBÁ
Morre em hospital ciclista, de 51 anos, atropelado por veículo
BRASIL
Bolsonaro diz que a reforma administrativa será a 'mais suave possível'
GOLPE
Deu cartão para garota cobrar programa e perdeu mais de R$ 2 mil
ID ESTUDANTIL
MEC informa que emissão da "Carteira de Estudante" não está disponível
CRIME AMBIENTAL
Trator passando em cima de jacarés será investigado pela PMA
BELA VISTA
Condenada por matar filha bebê é encontrada morta em presídio

Mais Lidas

POLÍCIA
Vereador é agredido e roubado quando ia para igreja em Dourados
DOURADOS
Motociclista fica gravemente ferido após colisão no Parque Alvorada
FURTO
Casal é flagrado dentro de panificadora fechada na madrugada
DOURADOS
Mulher ameaça policiais com facão em abordagem por manobras perigosas