Menu
Busca quarta, 14 de novembro de 2018
(67) 9860-3221
MEDICAMENTO

Anvisa determina recolhimento do remédio para pressão Renopril

15 junho 2015 - 11h53

A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) determinou a suspensão do uso e da distribuição e comercialização de um lote do medicamento para controle de pressão alta, Renopril 20 miligramas (mg), fabricado pela Belfar Indústria Farmacêutica. O lote suspenso é o 034132, com validade até março de 2016, em razão de caixa do medicamento de 20 mg conter cartela de comprimidos de 10 mg.

A medida está em resolução da Anvisa publicada na edição de hoje (15) do Diário Oficial da União e informa que a Belfar encaminhou comunicado de recolhimento voluntário do medicamento à agência.

A Belfar informou que foi encontrada cartela do medicamento de 10 mg em uma caixa que deveria conter o Renopril de 20 mg e a empresa considerou apropriado recolher do mercado todo o lote. Segundo a Belfar, o recolhimento do lote 034132 já foi concluído.

As informações da bula do Renopril indicam que o remédio age dilatando os vasos sanguíneos para ajudar o coração a bombear sangue com mais facilidade para todas as partes do corpo e que essa ação ajuda diminuir a pressão alta.

Deixe seu Comentário

Leia Também

DEVOLUÇÃO
Receita paga sexta-feira restituições do sexto lote do IRPF de 2018
CASA NOVA
Reforma e ampliação do Fórum de Nova Andradina será entregue dia 20
NOVOS CANAIS
Disque Lâmpada da Semsur agora terá número de WhatsApp e e-mail
PEDRO JUAN
“Arquivo vivo”, advogada executada na fronteira ameaçava autoridades
LAVA JATO
Após 3 horas, termina depoimento de Lula no caso do sítio de Atibaia
ELDORADO
Vereador morre em acidente na rodovia BR-163 próximo a Itaquiraí
UFGD
Projeto para construção de aeromodelos está com inscrições abertas
CAMPO GRANDE
Pedestre que teve perna esmagada em acidente morre em hospital
RURAL
Iagro divulga regras para declaração do saldo de caprinos e ovinos
ENSINO SUPERIOR
Local de prova do Enade 2018 pode ser conferido no cartão de inscrição

Mais Lidas

PEDRO JUAN
Advogada de narcotraficantes brasileiros morre após atentado na fronteira
PARAGUAI
Polícia paraguaia acredita que pistoleiros brasileiros mataram advogada
FRONTEIRA
Mulher é assassinada a tiros, quase um ano após execução do marido
PEDRO JUAN CABALLERO
Vídeo mostra momento em que advogada é atingida por pistoleiros