Menu
Busca sexta, 21 de setembro de 2018
(67) 9860-3221

Amigo de indiana morta após estupro relembra ataque pela 1ª vez

05 janeiro 2013 - 12h00



O amigo que acompanhava a estudante indiana morta após sofrer estupro coletivo em um ônibus em Nova Déli falou à imprensa pela primeira vez nesta sexta-feira e deu detalhes sobre o ataque, ocorrido em 16 de dezembro.

O rapaz de 28 anos, que ficou com uma perna quebrada e outros ferimentos no ataque, disse à rede indiana Zee News que ambos foram enganados para entrar no ônibus e inclusive pagaram a passagem. Segundo o rapaz, o veículo tinha janelas pintadas, e não era possível ver o interior. Ele acredita que os agressores fizeram uma armadilha para que vítimas subissem a bordo.

Após entrar no veículo, ele foi agredido pelos seis homens que estavam a bordo e ficou inconsciente. Os homens então, inclusive o motorista, estupraram a estudante e a agrediram com uma barra de ferro. "Nós tentamos resistir. Ela própria lutou contra eles, ela tentou me salvar", disse o rapaz, que não teve sua identidade revelada. "Ela tentou ligar para a polícia, mas eles pegaram seu telefone."

Socorro

Ele também confirmou relatos iniciais de que, após o ataque, os agressores os jogaram para fora do ônibus com o veículo em movimento e tentaram atropelá-los.

O rapaz criticou a demora da polícia após a agressão e disse que os policiais ficaram discutindo para onde levar a vítima, em vez de socorrê-la imediatamente. "Ela estava sangrando muito. Mas em vez de nos levar ao hospital mais próximo, eles (a polícia) nos levaram a um hospital longe dali."

A estudante, 23 anos, morreu no dia 29 de dezembro, em hospital em Cingapura, para onde havia sido transferida, devido à gravidade dos ferimentos. O episódio provocou uma onda de protestos em toda a Índia e em outros países.

Cinco homens foram indiciados e deverão responder a acusações de estupro e homicídio. Um sexto suspeito está sendo submetido a exames médicos que irão determinar se ele tem idade suficiente para ser julgado no mesmo tribunal. Caso sejam considerados culpados, eles poderão ser condenados à morte.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ECONOMIA
Servidor de Dourados terá acesso ao crédito consignado da Sicredi
POLÍCIA
Agepen etuda ajustar tornozeleiras eletrônicas após 'gambiarra'
FIT
Estão abertas as inscrições para oficina de maquiagem artística
RIO BRILHANTE
Homem invade hospital atrás da ex-mulher esfaqueada por ele
SEU BOLSO
Preço da gasolina chega a R$ 4,65 mesmo sem reajuste nas refinarias
FUTEBOL
Seleção Sub-20 é convocada com Paulinho, Vinicius Jr e Rodrygo
ITINERANTE
Carreta da Justiça oficializa união de casal junto há 46 anos
PROL DA VIDA
Palestras do 'Setembro Amarelo' da UEMS terá transmissão ao vivo
BRASIL
Candidatos não poderão ser presos de amanhã até o dia da eleição
POLÍTICA
Dias Toffoli assumirá Presidência da República na próxima semana

Mais Lidas

DOURADOS
Criança de 1 ano desaparece de dentro de casa no Dioclécio Artuzi
DOURADOS
Polícia fecha entreposto de drogas e prende três no Jardim Colibri
DOURADOS
Esquema começou há 1 ano e maconha era armazenada em pneus
DOURADOS
PF apreende mais de 150 quilos de cocaína na Guaicurus