Menu
Busca segunda, 10 de dezembro de 2018
(67) 9860-3221

Alunos da FEI constroem dois carros para competição Fórmula SAE Brasil

28 novembro 2012 - 16h15

#####Assessoria

De 30 de novembro a 2 de dezembro estudantes do Centro Universitário da FEI (Fundação Educacional Inaciana) estarão no ECPA (Esporte Clube Piracicabano de Automobilismo), em Piracicaba-SP, para disputar a 9ª Competição Fórmula SAE BRASIL-PETROBRAS. Dois protótipos, um a combustão e outro elétrico, categoria que estreia esse ano, foram projetados e desenvolvidos pelos estudantes da FEI.

A 9ª Competição Fórmula SAE BRASIL-PETROBRAS reunirá 600 universitários de 27 instituições de ensino superior do Brasil, vindos das regiões Sul, Sudeste, Centro Oeste e Nordeste e organizados em 31 equipes e duas categorias.

Elétrico – O carro da equipe Fórmula FEI Elétrico, composta por cinco alunos dos cursos de Engenharia Mecânica e Engenharia Elétrica, é equipado com 15 baterias de lítio ferro fosfato (LiFeP04), que são as mesmas utilizadas em bicicletas elétrica. As baterias levam duas horas para serem carregadas e garantem autonomia de 25 km ou 27 minutos com o motor ligado. O monoposto atinge velocidade máxima de 90 km/h.

O veículo tem chassi tubular em aço 1020, placas de fibra de carbono e colmeia nomex com adesivo estrutural. A carroceria foi manufaturada em fibra de vidro e diversas peças em alumínio aeronáutico.

Combustão – O Fórmula FEI RS7 mudanças significativas no chassi e suspensão em relação ao seu antecessor, o RS6. O chassi do RS7 é o menor já construído pela equipe e, portanto, foi o subsistema que mais contribuiu com a redução de massa do veículo, que pesa 160 kg. Os amortecedores e molas estão posicionados na parte inferior do veículo. Com esse novo projeto e a posição mais baixa do motor, reduzimos ainda mais o centro de gravidade do Fórmula FEI, que era 240mm e passa a ser 225mm. Outra novidade é em relação ao comando de válvula do motor que foi substituído por comando de competição. “A mudança proporcionou ganho de 4 cv”, conta o capitão da equipe Lucas Kira, 24 anos, alunos do 10º ciclo do curso de Engenharia Mecânica Automobilística.

Já o motor conta com redimensionamento do radiador para redução de massa e dos coletores de admissão e escapamento para aumento de potência em médias e altas rotações. A injeção agora é a FT400, com touch screen e mais recursos que a anterior, FT300.

O veículo tem suspensões duplo A, rodas aro 10", pneus com composto supermacio, freios com pinças, discos e pastilhas projetadas pela equipe, motor monocilíndrico de 450 cc, com alterações para usar álcool, injeção eletrônica programável, controle de tração para aceleração e troca de marchas em plena carga. Com esse novo conceito na transmissão, o piloto pode trocar a marcha sem tirar o pé do acelerador, o que contribui para a redução do tempo de aceleração.

O carro também possui sistema de telemetria desenvolvido pela equipe, que permite a transmissão de informações sobre o funcionamento do carro durante o enduro entre box e veículo. Por meio do sistema, a equipe que está fora da pista recebe informações do carro, como velocidades das rodas dianteiras e traseiras em tempo real, e orienta o piloto por meio de rádio sobre a regulagem de balanço do freio, que pode variar durante uma prova e pode ser regulado pelo piloto durante a prova. Outras informações transmitidas das pistas para os boxes pelo sistema de telemetria são sobre rotação e temperatura do motor e do ar.

Na competição nacional da SAE BRASIL, o fórmula da FEI é pentacampeão brasileiro (2006, 2008, 2009, 2010 e 2011). Em junho deste ano, protótipo alcançou a 8ª colocação na classificação geral da Fórmula SAE de Lincoln, realizada em Nebraska, nos EUA. Essa é a melhor posição obtida até hoje por uma equipe brasileira nas competições da SAE International na modalidade.

Deixe seu Comentário

Leia Também

IMPRENSA
Sindicato dos Jornalistas da Grande Dourados completa 29 anos de luta
CORUMBÁ
Homem perde perna e braço após ser atropelado por trem
DOCUMENTO
Carteira de Motorista com chip é adiada para o final de 2022
EDUCAÇÃO
Inscrições para o Vestibular indígena Teko Arandu começam nesta segunda
FACILIDADE
Pedidos de indenização do DPVAT podem ser feitos por smartphone
BRASIL
Em diplomação, Bolsonaro pede confiança daqueles que não votaram nele
POLÍCIA
Dados da Sejusp apontam redução da criminalidade em MS neste ano
ECONOMIA
Dólar fecha em alta e sobe a R$ 3,92, com temores de desaceleração global
DINHEIRO PÚBLICO
Decreto torna mais rígida a tramitação de processos de licitação em Dourados
PANTANAL
Pedágio na ponte sobre o rio Paraguai é reajustado

Mais Lidas

VIOLÊNCIA
Idosa é espancada, esfaqueada e vai parar na UTI após assalto em Dourados
DOURADOS
Criança morre no HV três dias após ser atropelada na Cachoeirinha
DOURADOS
Dupla é presa por tráfico de drogas na Vila Mariana
INVESTIGAÇÃO
Brasileira desaparecida na Austrália é encontrada morta em praia