Menu
Busca terça, 25 de junho de 2019
(67) 9860-3221

Advogado entra com pedido para libertar ex-jogador Edmundo

16 junho 2011 - 12h30

O advogado do ex-jogador Edmundo, Arthur Lavigne, apresentou ao Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, por volta do meio-dia desta quinta-feira, pedido de habeas corpus para tentar libertar seu cliente, preso em São Paulo desde a madrugada de hoje.

Segundo o Tribunal de Justiça do Rio, o pedido ainda não foi distribuído aos desembargadores --portanto, não é possível saber quem será responsável por decidir se concede ou não a liberdade. Mas a distribuição vai ocorrer nas próximas horas e a decisão pode ser tomada ainda hoje.

O advogado Arthur Lavigne alega que a pena de Edmundo --condenado em 1999 a quatro anos e seis meses de prisão por responsabilidade em um acidente ocorrido em 1995 na Lagoa (zona sul do Rio) --já prescreveu.

O ex-jogador foi preso durante a madrugada desta quinta-feira, em um flat no Jardim Europa, zona oeste de São Paulo. A transferência será feita de carro, mas não foi informado quantos veículos e homens participarão.

Condenado pela morte de três pessoas em um acidente de trânsito ocorrido em 1995 no Rio, Edmundo teve a prisão decretada no último dia 14. Considerado foragido, ele foi localizado após uma denúncia anônima.

Edmundo aguarda a transferência, sozinho em uma cela da SIG (Setor de Investigações Gerais), da 3ª Delegacia Seccional Oeste de São Paulo. O local tem 2,5 metros2 e não tem colchão. O ex-jogador recebeu duas visitas hoje e comeu apenas o que foi levado pelas duas pessoas que se dizem "conhecidas" dele.

###PRISÃO

Os policiais chegaram ao flat por volta das 23h de ontem e confirmaram com funcionários a presença do ex-jogador no local. Edmundo, que estava sozinho no apartamento, tomou um banho e ligou para seu advogado antes de ser conduzido ao 14º Distrito Policial, em Pinheiros.

Segundo informações da Polícia Civil, o ex-jogador estava calmo e disse que aguardava orientações de seu advogado para se entregar.

Edmundo era considerado foragido. A Polícia Civil do Rio já havia realizado ontem buscas em ao menos quatro endereços à procura dele, sem sucesso.

Edmundo foi condenado em março de 1999 a quatro anos e seis meses de prisão, em regime semiaberto, por homicídio culposo e lesão corporal culposa, por conta de um acidente de carro ocorrido na Lagoa, zona sul do Rio, na madrugada do dia 2 de dezembro de 1995.

Deixe seu Comentário

Leia Também

BONITO
Laudo médico comprova que acusado de matar major é capaz de responder por seus atos
ECONOMIA
Preço médio da gasolina fica R$ 0,05 mais barato em Dourados
BRASIL
Mais de 53,5 milhões de pessoas já se vacinaram contra a gripe
DOURADOS
Suspeito de pelo menos 10 furtos a comércios é preso em Dourados
LEGISLATIVO
Deputados devem votar cinco projetos na sessão ordinária desta terça-feira
LUTO
Ex-deputado de MS morre durante viagem ao Paraná
MUNDIAL
Itália, China, Holanda e Japão jogam pelas oitavas da Copa feminina
DOURADOS
Jovem morre ao bater moto contra carreta parada no Água Boa
DOURADOS
Homem escapa de tiros na Vila Toscana; ex-namorada e o atual dela seriam os autores
LEGISLATIVO DE MS
Solenidade marca 40 anos da 1ª Constituição do Estado e da ALMS

Mais Lidas

POLÍCIA
Gangue invade festa e esfaqueia três adolescentes em Dourados
HOSPITAL DA VIDA
Jovem morre horas após acidente de moto
DOURADOS
Moto com mais de R$ 20 mil em multas é apreendida após flagra de excesso de velocidade
VICENTINA
Colisão frontal mata homem na MS-376