Menu
Busca quinta, 27 de junho de 2019
(67) 9860-3221
ECONOMIA

Abril tem a maior criação de emprego formal para o mês desde 2013

24 maio 2019 - 15h50Por Agência Brasil

Beneficiada pelos serviços e pela indústria, a criação de empregos com carteira assinada atingiu, em abril, o maior nível para o mês em seis anos. Segundo dados divulgados pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho, 129.601 postos formais de trabalho foram criados no último mês. O indicador mede a diferença entre contratações e demissões.

A última vez em que a criação de empregos tinha superado esse nível foi em abril de 2013, quando as admissões superaram as dispensas em 196.913. A criação de empregos totaliza 313.835 de janeiro a abril e 477.896 nos últimos 12 meses.

Na divisão por ramos de atividade, todos os oito setores pesquisados criaram empregos formais em abril. O campeão foi o setor de serviços, com a abertura de 66.290 postos, seguido pela indústria de transformação (20.470 postos). Em terceiro lugar, vem a construção civil (14.067 postos).

O nível de emprego aumentou na agropecuária (13.907 postos); no comércio (12.291 postos), na administração pública (1.241 postos); nos serviços industriais de utilidade pública, categoria que engloba energia e saneamento (867 postos) e extrativismo mineral (454 postos).

Tradicionalmente, a geração de emprego é alta em abril, por causa do início das safras e do aquecimento da indústria e dos serviços.

Destaques

Nos serviços, a criação de empregos foi puxada pelos atendimentos médicos, odontológicos e veterinários, com a abertura de 20.589 postos formais; seguido pelo comércio e administração de imóveis, valores mobiliários e serviço técnico, com 13.023 vagas. Na indústria de transformação, a criação de empregos foi impulsionada pela indústria de produtos alimentícios e de bebidas (9.884 postos); pela indústria química de produtos farmacêuticos, veterinários e perfumaria (7.680 postos) e pela indústria têxtil (1.845 postos).

Regiões

Todas as regiões brasileiras criaram empregos com carteira assinada em abril. O Sudeste liderou a abertura de vagas, com 81.106 postos, seguido pelo Nordeste (15.593 vagas) e pelo Centro-Oeste (15.240 vagas), influenciado pela safra. O Sul criou 14.570 postos, e o Norte registrou 3.092 vagas a mais no mês passado.

Na divisão por estados, 23 unidades da Federação geraram empregos e quatro demitiram mais do que contrataram. As maiores variações positivas no saldo de emprego ocorreram em São Paulo (abertura de 50.168 postos), em Minas Gerais (22.348), no Paraná (10.653) e na Bahia (10.093). Os estados que registraram o fechamento de vagas formais foram Alagoas (-4.692 postos), Rio Grande do Sul (-2.498), Rio Grande do Norte (-501) e Pará (-25).

Deixe seu Comentário

Leia Também

SHOWBIZZ
Fotógrafo particular! Carol Dias mostra resultado de poses para Kaká
PONTA PORÃ
Polícia apreende caminhonete lotada com 1,3 tonelada de maconha
ABIGEATO
Garras apreende 1,5 tonelada de carne em açougues no Pantanal
APOSENTADORIA
Relator da Reforma Previdência apresenta amanhã versão final do texto
CRIME AMBIENTAL
Empresa é multada em R$ 75 mil por derramamento de 26 mil litros de diesel
COPA AMÉRICA
Tite escolhe Allan para substituir Casemiro contra o Paraguai
RURAL
Produção do algodão atingirá novo recorde em Mato Grosso do Sul
TRÁFICO
Aeronáutica abre inquérito para apurar caso de drogas em avião da FAB
ITAQUIRAÍ
Motorista é preso após fugir com Jeep Renegade roubado na BR-163
PRAZO
Matrículas abertas para os minicursos da 71ª Reunião Anual da SBPC

Mais Lidas

DOURADOS
Délia vai à delegacia registrar queixa por calúnia nas redes sociais
ESTRELA TOVY
Homem morre após ter faca cravada no olho em Dourados
CONTRABANDO
Duas mulheres ficam feridas ao capotar caminhonete carregada de maquiagem
DOURADOS
Rapaz é preso após tentar assaltar mulher na Praça Antônio João