Menu
Busca sexta, 20 de abril de 2018
(67) 9860-3221
Clube Indaiá - Janeiro 2018

A procura da “aveia” perfeita, benefícios do grão podem aumentar através de pesquisas

02 janeiro 2013 - 19h10

#####Assessoria


Muitas são as qualidades da aveia, mas poucas pessoas conhecem os reais benefícios que este simples grão pode proporcionar quando adicionado na dieta diária de uma pessoa.

De acordo com o pesquisador de aveia, professor e fundador do Instituto de Ciências Agronômicas – INCIA, Elmar Luiz Floss, além de ser um alimento nutritivo e funcional por natureza, é rico em proteínas de alto valor biológico e bom balanceamento de aminoácidos, ou seja, é altamente indicado na alimentação infantil, quando a criança precisa mais de proteína do que de energia.

Segundo Floss, as vantagens de consumir aveia não param por aí. Ela apresenta em sua composição flavonóides (avenantramidas), que atuam na prevenção do câncer. Além disso, possuem fibras solúveis, que são as responsáveis pela diminuição do colesterol ruim e pela prevenção de doenças do coração, e fibras insolúveis, que aceleram os movimentos peristálticos do intestino, fazendo com que o bolo fecal permaneça menos tempo no intestino, diminuindo a possibilidade de que suas toxinas gerem tumores.

Para o pesquisador, muitos aspectos relacionados a saúde humana mudam quando a pessoa passa a consumir aveia. “Há muitos fatores envolvidos como: o bem estar, a regularidade do funcionamento do aparelho digestivo, o controle dos teores de açúcar no sangue, a diminuição dos riscos de alta pressão arterial e, a longo prazo, a prevenção de doenças como tumores no intestino e doenças do coração”, afirma o professor, que desde 1977 realiza pesquisas com aveia e recentemente lançou o livro “Aveia, memória de uma vida de trabalho e paixão”.

Floss destaca que, atualmente, o consumo médio de grãos de aveia na alimentação humana no Brasil chega a, aproximadamente, 65 mil toneladas/ano. “Isso representa um consumo de menos de 300 gramas per capita/ano, ou seja, apenas 10% do consumo médio dos países europeus, que gira em torno de 3 quilos por ano”, diz, e informa: “É importante salientar que a quantidade ideal de consumo diário varia de acordo com a idade da pessoa, seu peso e objetivo”.

O estudioso salienta que é preciso mudar este cenário e, para isso, defende a disseminação das informações sobre a aveia e seus benefícios para que as pessoas reconheçam seu valor.

A Universidade Federal do rio Grande do Sul desenvolve pesquisas com aveia branca desde 1974. O principal objetivo é o desenvolvimento de variedades que atendam as necessidades dos produtores rurais, das indústrias e dos consumidores.

Para criar uma variedade de aveia na UFRGS são trazidas as linhas de aveia com a melhor genética disponível no mundo. “Na UFRGS através das técnicas de genética e melhoramento clássicos são criadas novas variedades. Do cruzamento até os testes finais, são necessários de 10 a 12 anos para a obtenção de uma nova variedade”, conta o professor da faculdade de Agronomia da instituição, Luiz Carlos Federizzi.

As variedades criadas pela Universidade, antes de serem disponibilizadas aos produtores, são testadas por três anos em vários locais nos Estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná e São Paulo. Somente aquelas linhagens que apresentam rendimento de grãos superiores as melhores existentes no mercado e que apresentam atributos agronômicos e de qualidade superiores são, então, distribuídas aos agricultores. Por sua vez a indústria testa com seus equipamentos quais as variedades que apresentam melhor rendimento industrial e comunica esta informação aos agricultores parceiros.

Durante os testes são avaliados mais de 30 aspectos como: rendimento, qualidade, adaptação a diferentes ambientes, teor de fibras, teor de proteínas, altura da planta, entre outros.

A oferta de grãos de aveia de alta qualidade no mercado interno eliminou, desde a década de 90, a necessidade de importação de grãos de aveia da Argentina e de outros países para suprir o mercado interno. Assim, o País deixou de ser um importador sistemático de grãos de aveia com dispêndio de divisas. “Não só a produção nacional atende a demanda interna, como as cultivares desenvolvidas no Brasil nas ultimas décadas permitiram um aumento no rendimento e principalmente na qualidade dos grãos produzidos que melhoraram o rendimento industrial e propiciaram o melhor aproveitamento pela indústria dos grãos”, diz Federizzi.

As variedades desenvolvidas no País apresentam desempenho agronômico e qualidade de grãos muito superior às variedades importadas. Os agricultores do Sul do Brasil têm na aveia uma grande aliada para o sistema de rotação de cultura utilizado no plantio direto.

Para o consumidor, a aveia é um dos poucos produtos que é integral por sua natureza. Os grãos de aveia que chegam à mesa do consumidor têm exatamente a mesma composição da variedade original, porque no processamento nada é tirado, perdido ou adicionado aos grãos, no caso de flocos de aveia.

A empresa Naturale, de Lagoa Vermelha, é uma das parcerias da UFRGS. “A Universidade desenvolve as cultivares e realiza todos os testes em laboratórios e a campo, a Naturale realiza em primeira mão a avaliação das mesmas em processo industrial, retornando os resultados diretamente para a pesquisa, além de recomendar o plantio dos melhores materiais a seus produtores parceiros.”

O empresário salienta a importância das pesquisas já realizadas. “Os avanços das pesquisas tem sido extraordinários, hoje temos cultivares iguais as melhores dos principais produtores mundiais. Quem ganha com isso? Todos nós, a indústria, pesquisadores, os apaixonados por aveia, a economia e principalmente os consumidores”, avalia de forma positiva.

Deixe seu Comentário

Leia Também

MEIO AMBIENTE
Três homens são autuados em R$ 5 mil por pesca predatória
FUTEBOL
Polícia veta e estreia do Novo na Série D será com portões fechados
DESCAMINHO
Guarda Municipal apreende 960 munições 9 mm no interior de ônibus
UEMS
Inscrições a Programa de Cultura, Esporte e Lazer terminam dia 30
BALANÇO
Operadoras de celular perdem mais de 7 milhões de linhas em março
NIOAQUE
Jovem passa noite a espera de socorro após acidente na BR-060
FUTEBOL
Sorteio define confrontos e mandos das oitavas da Copa do Brasil
NAVIRAÍ
Advogada morre 15 minutos após dar entrada em PS com vírus H3N2
IMPROBIDADE
MPF cobra R$ 22 milhões de Puccinelli e dois ex-secretários por irregularidades na saúde
JUSTIÇA
TJ determina novo exame de DNA para garantir paternidade de gêmeas

Mais Lidas

DOURADOS
Estudante de medicina é preso com R$36 mil em notas falsas
BR-463
Polícia confirma morte de idoso em ataque de pistoleiros
SOLIDARIEDADE
Dourados inaugura a primeira geladeira solidária nesta sexta-feira
DIREITOS HUMANOS
Esposas de presos denunciam agressões e Comissão vai até a PED