Menu
Busca sexta, 05 de junho de 2020
(67) 99659-5905
PESQUISA

54% querem Lula preso e 89% que Temer seja denunciado, diz Datafolha

02 outubro 2017 - 08h35Por G 1

Pesquisa do instituto Datafolha divulgada nesta segunda-feira, dia 02 de outubro, pelo jornal "Folha de S.Paulo" aponta que 54% dos entrevistados consideram que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) deveria ser preso com base nas informações reveladas pela Operação Lava Jato.

O petista foi condenado em julho pelo juiz federal Sérgio Moro a 9 anos e 6 meses de prisão pelos crimes de corrupção passiva e de lavagem de dinheiro. Ainda cabe recurso da condenação.

No mesmo levantamento, o Datafolha registrou que 89% dos entrevistados avaliam que a Câmara dos Deputados deve autorizar o Supremo Tribunal Federal (STF) a analisar a denúncia por organização criminosa e obstrução de Justiça apresentada contra o presidente Michel Temer.

Em 14 de setembro, o então procurador-geral da República, Rodrigo Janot, apresentou ao STF uma segunda denúncia contra o peemedebista. No entanto, para que os ministros da Suprema Corte possam apreciar se aceitam ou não a denúncia, os deputados federais têm que dar aval.

Atualmente, a denúncia está sob análise da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara. Depois, os deputados terão que votar em plenário o relatório que será elaborado pela comissão. A expectativa é de que a apreciação da denúncia no plenário da Câmara ocorra até o fim de outubro.

O Datafolha perguntou a opinião dos entrevistados sobre escândalos recentes.

Veja as perguntas sobre Lula

Considerando o que foi revelado pela Operação Lava Jato, Lula deveria ser preso (em %)

Sim, deveria: 54%

Não deveria: 40%

Não sabe: 5%

Na sua opinião, Lula vai ou não ser preso? (em %)

Sim, vai ser preso: 28%

Não vai ser preso: 66%

Não sabe: 7%

Confira a pergunta sobre a denúncia contra Temer

Os deputados federais deveriam autorizar a segunda denúncia contra o presidente Michel Temer? (em %)

Sim, deveriam: 89%

Não deveriam: 7%

Não sabe: 4%

O Datafolha ouviu 2.772 pessoas, em 194 municípios, nos dias 27 e 28 de setembro de 2017. A margem de erro da pesquisa é de dois pontos percentuais para mais ou para menos.

O nível de confiança da pesquisa divulgada nesta segunda-feira, segundo o Datafolha, é de 95%, o que quer dizer que, se levarmos em conta a margem de erro de dois pontos percentuais, a probabilidade de o resultado retratar a realidade é de 95%.

Aprovação do governo Temer

A mesma pesquisa do Datafolha divulgada nesta segunda mostrou que a reprovação ao governo Michel Temer atingiu o pior índice de avaliação desde a redemocratização, com 73% de ruim ou péssimo.

O jornal "Folha de S.Paulo" afirmou ainda que o índice de ótimo ou bom registrado na avaliação ao governo Temer nesta pesquisa é o mais baixo desde setembro de 1989, quando o então presidente José Sarney obteve o mesmo índice em meio à crise da hiperinflação.

Ruim/péssimo: 73%

Regular: 20%

Ótimo/bom: 5%

Não sabe: 2%

Deixe seu Comentário

Leia Também

DOURADOS
Sebrae dará consultoría gratuita sobre biossegurança para empresas
EDUCAÇÃO
MS é o 5º Estado com maior densidade de pesquisadores doutores
TRÁFICO DE DROGAS
Veículo roubado e entorpecente são apreendidos em Ponta Porã
APREENSÃO
Madeira irregular é apreendida durante barreira policial
BRASIL
Ex-presidente do BNDES Carlos Lessa morre no Rio de Covid-19
TRÁFICO
Polícia ‘estoura’ boca de fumo e prende traficante em Dourados
DOURADOS
Suspeito de apontar arma na cabeça de motoboy para roubar veículo é apreendido
DOURADOS
Polícia descobre central que abastecia “bocas de fumo” e prende traficante
PANDEMIA
Em dia que confirma nova morte, MS se aproxima de 2 mil casos de coronavírus
PANDEMIA
Comitê realinha números com Estado e confirma 446 casos de Covid-19 em Dourados

Mais Lidas

PANDEMIA
Em disparada, casos de Covid-19 tem novo recorde diário e passam de 400 em Dourados
EPICENTRO
Casos de coronavírus "explodem" e Dourados registra recorde de confirmações
PANDEMIA
Comitê aponta surtos de coronavírus em dois pontos de Dourados
DOURADOS
Conselho aponta riscos de contaminação em massa por coronavírus no HV