Menu
Busca terça, 23 de abril de 2019
(67) 9860-3221

100 Anos das Assembleias de Deus no Brasil

10 junho 2011 - 16h38

[...] sobre esta pedra edificarei a minha igreja, e as portas do inferno não prevalecerão contra ela. Livro de S. Mateus cap. 16, v. 18 parte b. - Bíblia Sagrada

Preste a completar seu primeiro centenário - a maior denominação pentecostal no Brasil e no Mundo orgulha-se de sua história e se prepara para os desafios pós-centenário.

Tradicionalmente reconhece-se o começo do movimento pentecostal contemporâneo como tendo início no ano 1906 em Los Angeles, nos Estados Unidos, na Rua Azuza, onde houve um grande avivamento caracterizado, principalmente, pelo "batismo com o Espírito Santo" evidenciado pelos dons do Espírito (glossolalia, curas milagrosas, profecias, interpretação de línguas e discernimento de espíritos).

Devido à projeção que ganhou na mídia, o avivamento na Rua Azuza rapidamente cresceu e, subitamente, pessoas de todos os lugares do mundo foram conhecer o movimento. No começo, as reuniões na Rua Azuza nº 312, aconteciam informalmente, eram apenas alguns fiéis que se reuniam em um velho galpão para orar e compartilhar suas experiências, liderados pelo Pr. William Seymour (1870-1922).

Rapidamente, grupos semelhantes foram formados em muitos lugares dos EUA, mas, com o rápido crescimento do movimento, o nível de organização também cresceu até o grupo se denominar Missão da Fé Apostólica da Rua Azuza.

A origem das Assembleias de Deus no Brasil está no fogo do reavivamento que varreu o mundo no início do século XX, especialmente na América do Norte (EUA). Os participantes desse reavivamento foram cheios do Espírito Santo da mesma forma que os discípulos e os seguidores de Jesus durante a Festa Judaica do Pentecostes, no início da Igreja Primitiva, conforme está escrito em Atos 2. Assim, eles foram chamados de “pentecostais”.

Exatamente como os crentes que estavam no Cenáculo, os precursores do reavivamento do século XX falaram em outras línguas que não as suas originais quando receberam o batismo no Espírito Santo. Outras manifestações sobrenaturais tais como profecia, interpretação de línguas, conversões e curas também aconteceram.

Daniel Berg e Gunnar Vingren, dois missionários suecos de origem batista, que se conheceram em torno deste avivamento da Rua Azuza, receberam de Deus, através de uma profecia de um irmão que deveriam ir a um lugar chamado Belém, Pará. Sem saberem onde ficava tal terra foram acha - lá na biblioteca mais próxima, em livros de geografia, era um estado Pará, e Belém sua capital em um país chamado Brasil, predominantemente católico.

Sem ao menos saber falar português ou possuindo algum dinheiro, conseguiram embarcar em um navio e chegaram a Belém do Pará, em 19 de novembro de 1910. Ninguém poderia imaginar que aqueles dois jovens suecos estavam para iniciar um movimento que alteraria profundamente o perfil religioso e até social do Brasil por meio da pregação de Jesus Cristo como o único e suficiente Salvador da Humanidade e a atualidade do Batismo no Espírito Santo e dos dons espirituais.

As igrejas existentes na época – Batista de Belém do Pará, Presbiteriana, Anglicana e Metodista - ficaram bastante incomodadas com a nova doutrina dos missionários, principalmente por causa de alguns irmãos que se mostravam abertos ao ensino pentecostal. A irmã Celina de Albuquerque, na madrugada do dia 2 de junho de 1911, foi a primeira crente a receber o batismo no Espírito Santo no Brasil, o que não demorou a ocorrer também com outros irmãos.

O clima ficou tenso naquela comunidade, pois um número cada vez maior de membros curiosos visitava a residência de Berg e Vingren, onde realizavam reuniões de oração. Resultado: eles e mais dezenove irmãos acabaram sendo desligado da Igreja Batista. Convictos e resolvidos a se organizar, fundaram a Missão de Fé Apostólica em 18 de junho de 1911, que mais tarde, em 11 de janeiro de 1918, ficou conhecida como Assembleia de Deus, tendo seu Estatuto registrado no Cartório de Registro de Títulos e Documentos.

As outras denominações preocupadas de que a Assembleia de Deus absorvesse as demais denominações, as igrejas se uniram para combatê-la, levando aos jornais a denúncia que seriam uma seita perigosa. As matérias acabaram atraindo mais gente para os cultos, que mais tarde declarariam estarem cheios do poder de Deus.

Em poucas décadas, a Assembleia de Deus, a partir de Belém do Pará, onde nasceu, começou a penetrar em todas as vilas e cidades até alcançar os grandes centros urbanos como São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Porto Alegre. Em 1950 as Assembleias de Deus já haviam ultrapassado a Congregação Cristã, tornando-se assim, a maior igreja protestante do Brasil.

As ADs (Assembleias de Deus) estão em todos os municípios do país e se organizam sem estarem ligadas administrativamente a uma instituição nacional. A ligação nacional entre as igrejas é feita através dos seus pastores que são filiados à Convenção Geral das Assembléias de Deus no Brasil (CGADB), com sede no Rio de Janeiro, sobre a presidência do Pr. José Wellington Bezerra da Costa, em cada Estado os pastores estão ligados a convenções regionais ou a ministérios. Essas convenções, em geral, credenciam evangelistas e pastores, cuida de assuntos da liderança e de direção das igrejas. Essas convenções operam um tipo de liderança regional entre a igreja local e a Convenção Geral.

A CGADB é dirigida por uma Mesa Diretora, eleita a cada dois anos numa Assembléia Geral. Hoje, as igrejas Assembléias de Deus atuam em todo o país com números estimado em cerca de 20 milhões de fieis, ou seja, 40% do total de evangélicos do Brasil. Mundialmente, o número de adeptos das ADs aumentou 2,5% em 2010, um ganho de cerca de 1,6 milhões de pessoas, e atingiu um total de 63.090.251 em todo o mundo.


Segundo o Prof. Paulo Romeiro da Universidade Presbiteriana Mackenzie, uma das colaborações das ADs no Brasil foram à evangelização e a inclusão social:

“Evangelização. Eu creio que o número de evangélicos cresceu muito no país e isso se deu pelo trabalho de evangelização das Assembleias de Deus, principalmente nas primeiras décadas (do século XX). Eu creio que houve um arrefecimento a partir da década de 1980 e 1990, mas nas décadas anteriores o número de evangélicos cresceu muito por causa das Assembleias de Deus. A Assembleia de Deus trouxe uma grande contribuição neste aspecto. Eu creio que outra grande contribuição assembleiana foi à inclusão social. As pessoas marginalizadas e outras que vieram das cidades interioranas para as grandes cidades receberam a colaboração das Assembleias de Deus para a inserção social.”

Destacam-se ainda a Faculdade Evangélica de Ciências, Tecnologia e Biotecnologia da CGADB, a FAECAD – RJ e a Casa Publicadora das Assembeias de Deus – CPAD, maior gráfica cristã da América Latina, fundada em 1940, referência no mercado. Na área social as ADs, destacam-se pela construção de hospitais (Hostipal Bom Pastor AD – Corumbá/MS) e campanha de ajuda aos necessitados, como nas enchentes em Santa Catarina (2008) e/ou em secas no Nordeste.

Logo, é fato que temos muito a comemorar, neste centenário - é um momento único, marcado pelos esforços das gerações passadas, mas em um mundo em constante mudança é evidente que os desafios surgem, sejam eles, morais, éticos, filosóficos, administrativos etc, e precisamos manter firmes no objetivo que é Jesus Cristo ( Romanos cap.12 v.2 e Malaquias. cap.3 v.2) .

Neste momento convidamos a todos os amigos e cidadãos de nossa cidade a participarem dos eventos e comemorações que a Assembleia de Deus Min. Belém em Ivinhema/MS organizará, seguindo o cronograma nacional das ADs, nos dias 10,11 e 12 de junho sobre a pres. do Pr. José Pereira Sobrinho. Faça-nos uma visita e venha ser parte desta família, cultos todas as terças, quintas-feiras, sábados e domingos, das 19h às 21horas.

“Mas Deus prova seu amor para conosco, em que Cristo morreu por nós, sendo nós ainda pecadores.” Romanos cap. 5 v.8

Deixe seu Comentário

Leia Também

TRÊS LAGOAS
Confirmado segundo caso de gripe H1N1 em Mato Grosso do Sul
UEMS
Engenharia Ambiental e Sanitária faz questionário à população douradense
JUDICIÁRIO
TJ/MS terá horário de funcionamento invertido nesta quarta-feira
MEIO AMBIENTE
Ambiental apreende 1.250 metros de redes e liberta 25 kg de peixes
ELEIÇÕES
TRE/MS volta atrás e diz que população escolherá novo prefeito de Miranda
POLÍTICA
Governadores irão ao Congresso discutir Plano Mansueto, Fundeb e Lei Kandir
COMBUSTÍVEIS
Petrobras volta a subir preço da gasolina nas refinarias após 18 dias
INOCENTE
Defesa do ex-presidente Lula diz que vai recorrer para garantir absolvição
ECONOMIA
Dólar fecha em queda, de olho na votação da reforma da Previdência na CCJ
MS
Congresso Holístico Internacional em Bonito é aberto a profissionais e interessados no tema

Mais Lidas

DOURADOS
Homem é preso após oferecer cocaína a policiais militares
DOURADOS
Motociclista morre ao bater na traseira de carreta no Terra Roxa
RIO BRILHANTE
Vídeo mostra acidente que matou ex-jogador do Águia Negra
DOURADOS
Homem encontrado morto no rio Dourados foi deixado no local pelo sobrinho no sábado