Menu
Busca quarta, 16 de outubro de 2019
(67) 9860-3221

Bebê é dado como morto durante três meses no CE

10 agosto 2002 - 07h49


Um bebê foi "esquecido" durante três meses dentro do berçário da Maternidade-Escola Assis Chateaubriand (Meac) da Universidade Federal do Ceará (UFC). O fato só chegou ao conhecimento público ontem, através de denúncia, feita pela possível mãe da criança à TV Jangadeiro de Fortaleza. A auxiliar de contabilidade Maria do Socorro Morais Amador, 30 anos, desempregada, deu entrada no hospital no dia 12 de abril último com sintomas de "abortamento em curso". Durante o atendimento, foi realizado o que seria o aborto. Mas no dia 23 de julho, mais de três meses depois, o serviço social da Maternidade entrou em contato com Maria do Socorro para comunicar que "seu filho" recebera alta e já poderia ser levado para casa.
"Foi um choque para mim. Como essa criança dita como morta apareceu?', afirmou Maria do Socorro. Quando deu entrada na Meac, ela acredita que estivesse do quarto para o quinto mês de gestação. Mas até então não tinha comprovado a gravidez. Apenas a menstruação estaria vindo pouca, com a barriga não demonstrando crescimento. Maria do Socorro chegou na emergência com fortes dores no ventre e sangramento, perdendo muito líquido. Somente depois do ultra-som, feito na emergência, descobriu-se a gravidez. O diagnóstico de abortamento em curso pode acontecer exatamente até o período da gestão de Maria do Socorro (cerca de cinco meses). Criança que nasce nesse período é chamada de bebê imaturo. Da 28ª até a 36ª semana de gestação, é bebê prematuro.
Na manhã de 13 de abril, ela recebeu a chamada "injeção de força", para o processo de abortamento se concluir. Após o aborto, ela disse que a equipe médica lhe comunicou que seu filho teria nascido com pouco mais de 800 gramas, no entanto não resistiu e morreu. Maria do Socorro contou que ainda fez a curetagem, para a retirada dos restos da placenta. "Em momento algum escutei o choro da criança. Eu também era a única da unidade que não estava com o bebê no colo. Então agora ele aparece?', afirma a provável mãe.

Deixe seu Comentário

Leia Também

JUSTIÇA
Acusado de matar ex-sogra é considerado inimputável e será internação
POLÍTICA
Câmara aprova MP que reformula estrutura do governo federal
CAMAPUÃ
Idoso invade casa para agredir vizinha e é expulso com cabo de rodo
PEDESTRIANISMO
‘9ª Corrida Saúde Cassems-Noturna’ será realizada no próximo sábado
SOCORRO
Em ação conjunta, Bombeiros e PM resgatam criança ferida no Pantanal
VISITA OFICIAL
Bolsonaro vai ao Japão incentivar comércio e buscar investimentos
CORUMBÁ
Triplo homicídio: assassino diz que matou porque foi “zombado”
FUTEBOL
4ª fase da Copa Assomasul será no próximo sábado em Três Lagoas
POLÍTICA
Senador Nelsinho Trad já recebeu 809 solicitações de emendas para 2020
NAVIRAÍ
Populares detém estuprador que agarraou e deixou menina nua

Mais Lidas

PONTA PORÃ
Homem é executado por engano na frente do filho na fronteira
FATALIDADE
Empresário de MS morre em acidente no interior de Minas Gerais
ITAQUIRAÍ
Homem é executado por pistoleiro no Sul de MS
TRÊS LAGOAS
Corpo de empresário é encontrado após mais de 48h de buscas