Menu
Busca terça, 18 de dezembro de 2018
(67) 9860-3221
MESA DIRETORA

“Ausência coletiva foi estratégia para que a eleição não ocorresse”, diz Alan Guedes

07 dezembro 2018 - 17h35Por Gizele Almeida

O vereador Alan Guedes (DEM) afirmou que a falta de quórum na votação desta sexta-feira (07), na sessão que elegeria a Mesa Diretora da Câmara Municipal de Dourados foi “manobra” da chapa “Legislativo Forte”. A eleição da Mesa Diretora da Casa de Leis  para o biênio 2019/2020  foi adiada após oito vereadores se ausentarem da sessão

O democrata é candidato a presidência registrado na chapa 2 “Legislativo Livre”, a qual conta ainda com Elias Ishy (PT) como candidato a vice-presidência, Sérgio Nogueira (PSDB) como primeiro secretário e Cirilo Ramão (MDB) como segundo secretário. 

Os ausentes desta sexta-feira (07), foram Júnior Rodrigues, Silas Zanata, Cido Medeiros, Bebeto, Jânio Miguel, Juarez de Oliveira, Carlito do Gás e Romualdo Ramin. Idenor Machado, Cirilo Ramão e Pedro Pepa estão presos na Operação Cifra Negra. 

Dos três presos, dois encabeçam a chapa “Legislativo Forte” sendo Pedro Pepa e Cirilo Ramão. Os demais colegas ausentes seriam apoiadores da chapa. 

Diante dos fatos, Guedes disse ao Dourados News que com a ausência coletiva “o que se percebe é que foi uma estratégia para que a eleição não fosse realizada hoje”. 

O legislador opina que “a Câmara Municipal está sangrando há algum tempo. Nos últimos 35 dias, quatro membros dessa Casa de Leis foram presos e isso é ruim e que é preciso devolver o pleno funcionamento da instituição”. 

Ele se refere além dos presos na Operação Cifra Negra e a vereadora Denize Portollan presa no mês passado, na Operação Pregão que investiga fraudes em licitação.

Conforme mostrado pelo Dourados News, a nova eleição da Mesa Diretora da Casa de Leis foi marcada para o sábado (08), às 14h. 

O vereador Alan Guedes diz que espera que espera que a votação aconteça, independente dos resultados. 

“É muito ruim pra Câmara Municipal essa questão mas nós esperamos que amanhã às 14h possamos votar a formação da mesa diretora. Espero que cada vereador decida, cada um é independente, é responsável pelo seu voto e espero que cada um que está apto a votar, o faça”. 

Votações incertas

A presidente da Câmara Municipal de Dourados, Daniela Hall, destacou que é a primeira vez que a eleição da Mesa Diretora não acontece em sua gestão por falta de quórum e que o regimento interno da Casa de Leis prevê que a mesma aconteça até a primeira semana de dezembro. 

Alan Guedes afirmou incertezas diante da situação com as questões a serem votadas, como o orçamento de 2019 do Poder Executivo que também seria votado nesta sexta-feira (07). 

“Com essa situação, não sabemos ainda o que poderá ser votado ainda esse ano. Podemos perder a oportunidade de votar a peça orçamentária da prefeitura”, disse. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

LOTERIA
Mega-Sena pode pagar prêmio de R$ 48 milhões nesta terça-feira
MS
Centro de monitoramento vai agilizar atendimento nas rodovias estaduais
ELLA E REALCE COSMÉTICOS
Eu apoio o projeto Natal para Todos - Dourados Brilha
PAUTA
STF julgará em abril validade de prisão de condenados na 2ª instância
FÁTIMA DO SUL
Incêndio destrói casa e mulher suspeita de envolvimento do ex no caso
UFGD
Mural mostra aumento de 80% em relatos positivos ao HU de Dourados
TELEVISÃO
“A Reunião”, encontro de ex-participantes dos “MasterChef”, nesta terça
SIDROLÂNDIA
Traficante é preso depois de capotar caminhonete com maconha
FUTEBOL
Conmebol sorteia os grupos da Libertadores 2019; veja rivais dos brasileiros
PROCURADOS
Paraguai expulsa mais três integrantes de grupo criminoso brasileiro

Mais Lidas

DOURADOS
Jovem faz desabafo sobre a morte do pai em confronto: “lamento por você ter escolhido esse caminho”
DOURADOS
“Batida” acaba com festa lotada de menores e regada a bebida alcoólica
DOURADOS
Délia exonera cinco secretários de uma só vez e inicia reforma administrativa
POLÍCIA
Jovem é baleada em tentativa de assalto em Dourados