Menu
Busca quinta, 23 de janeiro de 2020
(67) 9860-3221

Assomasul propõe R$ 6 mi a mais para transporte escolar

03 dezembro 2003 - 10h13

A Assomasul (Associação dos Municípios de Mato Grosso do Sul) está propondo emenda que destine R$ 17 milhões do orçamento estadual de 2004 ao transporte escolar. Isso significa R$ 6 milhões a mais que o que o governo se disponibilizou a pagar ontem. O presidente da Assomasul, o prefeito de Amambai, Dirceu Lanzarini, afirmou que para cumprir o que manda a Lei 10.709, de 31 de julho de 2003, que modifica a LDB (Lei de Diretrizes e Bases), seriam necessários R$ 20 milhões, considerando que ela obriga os governos a assumirem integralmente o transporte de alunos da rede estadual.Segundo Dirceu, hoje a per capta repassada é de R$ 37,00 e o pleito é de R$ 80,00. A próxima reunião entre representantes da Assomasul e do governo estadual está marcada para acontecer terça-feira, 9 de dezembro, às 10 horas, em Campo Grande.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ROCHEDO
Adolescente atira acidentalmente com espingarda e mata amigo de 13 anos
ECONOMIA
Variação do preço do gás de cozinha é de 22% em Dourados
PONTA PORÃ
Foragido da justiça de Goiás é capturado na fronteira
REGIÃO
Drogas e armas são apreendidas em Angélica durante operação
ECONOMIA
Governo pretende mudar período usado para corrigir salário mínimo
UNIVERSIDADE
Uems oferta 2.163 vagas no Sisu 2020 até domingo
SAÚDE
Brasil é o segundo em número de casos de hanseníase no mundo
NOROESTE DE MS
Policiais encontram mais de 125 kg de cocaína em tanques de combustível
PLEBISCITO
Senado do Chile devolve projeto sobre paridade de gênero à Câmara
DOENÇA
Ministério da Saúde descarta suspeita de caso de coronavírus no Brasil

Mais Lidas

UFGD
Aluna branca aprovada em Medicina como indígena aponta engano na inscrição
VILA ROSA
Homem morre após ser atingido por facada no pescoço em bairro de Dourados
EMPREGO
Empresa abre 136 vagas para classificadores de grãos em Dourados e região
CRIME
EXCLUSIVO: Sucessor de Minotauro é trazido para Dourados em meio a crise penitenciária na fronteira