Menu
Busca terça, 18 de fevereiro de 2020
(67) 9860-3221

Associação do MPE cobra união contra o crime organizado

07 janeiro 2004 - 16h00

Em nota divulgada nesta tarde, a Associação sul-mato-grossense do Ministério Público faz um repúdio ao atentado sofrido no domingo pelo órgão, com o incêndio criminoso que destruiu cinco varros estacionados no prédio do MPE, no Parque dos Poderes, e cobra união entre as instituições para combater a violência e o crime organizado. Os promotores também cobram ações dos parlamentares para que haja medidas mais duras contra criminosos. O atentado foi direcionado ao Gaeco (Grupo Especial de Atuação e Combate ao Crime Organizado), segundo o que ficou apurado até agora.O “Manifesto de Repúdio e Alerta”, como foi intitulada a nota, afirma que o crime não fere apenas o MPE e uma vez que, na visão dos promotores, o atentado foi contra o “patrimônio do povo e, principalmente, uma violência contra o Estado Democrático de Direito”. Veja abaixo a íntegra da nota, em que a associação do MPE declara, ainda, que o ato criminoso não vai intimidar os promotores:  “MANIFESTO DE REPÚDIO E ALERTA”Em razão dos episódios ocorridos na madrugada do dia 04 de janeiro de 2004, no pátio da Procuradoria-Geral de Justiça do nosso Estado, órgão central de administração do Ministério Público Estadual, quando, criminosamente foram incendiados cinco veículos que ali se encontravam estacionados e, audaciosamente, com telefonemas ameaçadores à Entidade da classe, vem a Associação Sul-Mato-Grossense do Ministério Público, que congrega Procuradores de Justiça e Promotores de Justiça, manifestar o mais veemente repúdio pelos ocorridos, servindo também o presente de alerta às demais Instituições do nosso Estado, por entender que houve um sério atentado contra o patrimônio do povo e, principalmente, uma violência contra o Estado Democrático de Direito. É mister ressaltar que o Ministério Público, em nenhum momento, sentiu-se ou se sente atemorizado, mesmo porque a sua função primordial é a defesa da sociedade, devendo, inclusive, incrementar e aprofundar ainda mais suas atividades no combate ao crime organizado em nosso Estado.Entretanto, um fato que muito preocupa e para o qual devem ficar atentas as demais Instituições como a Magistratura, Procuradoria do Estado, Corporações Policiais, Ordem dos Advogados do Brasil

Deixe seu Comentário

Leia Também

UEMS
Ganhadora do prêmio Jabuti faz palestra nesta terça-feira em Dourados
SAÚDE
Quatro cidades recebem atendimento com programa ‘Cassems Itinerante’
EDUCAÇÃO
MEC divulga nesta terça o resultado da segunda chamada do ProUni
SIDROLÂNDIA
Defesa atesta insanidade e homem que matou esposa será internado
DOURADOS
Pregão para fornecimento de refeições no RU da UFGD será hoje
POLÍTICA
Câmara dos Deputados faz sessão para analisar MP do crédito rural
ANGÉLICA
Homem diz que estava indo matar rival ao ser preso com faca e revólver
TEMPO
Terça-feira de sol com aumento de nebulsidade em Dourados
CAPITAL
Pai que matou filho afogado também responderá por tentativa de homicídio
NOVO PADRÃO
Termina prazo extra para placa do Mercosul entrar em vigor no Brasil

Mais Lidas

DOURADOS
Ferido com tiro no peito, entregador chega pilotando moto na UPA
DOURADOS
Líderes de motim que causou estragos na Unei são levados à delegacia
DOURADOS
VÍDEO: Internos 'batem grade' e queimam colchões em princípio de rebelião na Unei
FRONTEIRA
Festa termina com aniversariante e convidado assassinados por pistoleiros