Menu
Busca sábado, 18 de agosto de 2018
(67) 9860-3221
MS

Artesanatos confeccionados em presídio de Jateí são expostos em eventos

Artesanatos confeccionados em presídio de Jateí são expostos em eventos

30 setembro 2017 - 18h00Por Governo MS

Com a intenção de mostrar à sociedade as peças de artesanatos confeccionadas por reeducandas de Jateí, o Estabelecimento Penal Feminino “Luiz Pereira da Silva” participou de exposições públicas em feiras locais. A iniciativa integra o projeto “Tecendo Vidas”, que é realizado dentro do presídio e utiliza o artesanato em linha para profissionalizar internas.

Com a parceria entre a Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen) e o Poder Público de Jateí, as exposições das peças aconteceram na Feira de Artesanato Sabor & Arte na Praça e na 13ª Festa do Milho, e contou com o apoio da direção e dos servidores do presídio.

Segundo a diretora da unidade, Solange Pereira da Silva, essa ação visa combater a ociosidade das custodiadas, além de proporcionar novas perspectivas de reinserção social. “Desenvolver atividade produtiva dentro do presídio assegura uma profissão e fonte de renda às internas; e a beleza e qualidade das peças demonstram o sucesso dessa iniciativa”, afirmou.

Quem passou pelos locais teve a oportunidade de conferir os trabalhos expostos e adquirir itens artesanais peculiares, todos confeccionados por quatro custodiadas do presídio. A exposição reuniu itens como caixas decoradas, trabalhos em decoupage, crochê, bordados e fuxicos.

A intenção, conforme a diretora do presídio, é realizar a exposição todos os meses na Feira de Artesanato Sabor & Arte na Praça, na primeira sexta-feira de cada mês. “Nossa proposta é ampliar, gradativamente, a divulgação dos trabalhos à sociedade, além de aumentar o número de internas desenvolvendo ocupação produtiva no presídio”, destacou.

Tecendo Vidas

Iniciado há dois anos, o projeto “Tecendo Vidas” tem como objetivo proporcionar capacitação profissional na arte do artesanato para contribuir na geração de renda das internas que não possuem apoio da família.

A partir de orientação do setor de Trabalho da unidade, o conhecimento é passado de uma interna para a outra e a criatividade é a grande aliada do trabalho das reeducandas, que demonstram nas peças a perspectiva de uma vida longe da criminalidade.

Idealizado pela atual diretora do presídio, o foco desse trabalho é contribuir, de forma saudável e gradativa, no processo de reintegração social das internas, além de aumentar a autoestima e influenciar na mudança de valores e comportamentos.

Para a confecção das peças, a administração do estabelecimento prisional realiza a doação dos materiais como linhas e agulhas, e as internas aprendem técnicas de elaboração, acabamento e colorimetria, entre outros.

Inúmeros projetos importantes como este são desenvolvidos em todos os estabelecimentos penais do Estado para proporcionar um cumprimento de pena de forma coesa e humanizada, segundo o diretor-presidente da Agepen, Aud de Oliveira Chaves. “O objetivo é permitir que os internos se ocupem com algo produtivo e aprendam novas técnicas de trabalho que podem ser usadas tanto dentro da unidade quanto em liberdade”, finaliza.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

DOURADOS
Arraiá da UEMS continua neste sábado
DOURADOS
Escolas do Campo recebem palestras e contação de história pelo “À Flor da Pele”
CULTURA
Festival no Memorial da América Latina aborda situação de indígenas
ESPORTES
Santos e Sport se enfrentam por dias melhores no Brasileirão
DOURADOS
Jovem tem moto furtada no centro
SAÚDE
Paraguai aproveita Dia D no Brasil e abre postos para vacinação contra sarampo na fronteira
DOURADOS
Inscrições abertas para seleção de tutor(a) para PET Letras
NOVA ANDRADINA
Polícia atende acidente de trânsito e prende envolvido que era evadido
ELEIÇÕES 2018
Dos 27,4 mil registros de candidaturas, 8,4 mil são de mulheres
CORUMBÁ
Polícia localiza com ajuda de cão cocaína que iria para BA

Mais Lidas

DOURADOS
Defesa questiona "condenação social" e diz que pai de criança não tem ligação com morte
DOURADOS
À espera da audiência de custódia, envolvidos em morte de criança permanecem em delegacia
DOURADOS
Casal acusado de matar criança tem prisão preventiva decretada pela Justiça
DOURADOS
Delegado aguarda laudo para saber se bebê internado no HU foi agredido