Menu
Busca quarta, 26 de fevereiro de 2020
(67) 9860-3221

Ari Artuzi diz que foi ameaçado pelo prefeito Laerte Tetila

22 dezembro 2003 - 11h49

Por ocasião da entrega dos “kits” natalinos pelo prefeito de Dourados Laerte Tetila, na última sexta-feira dia l9 de dezembro, no estádio Douradão; “kits”  que haviam sidos enviados pelo governo do Estado, o deputado estadual Ari Artuzi que já se encontrava nas cercanias do bairro Izidro Pedroso distribuindo o seu calendário de 2004 para os moradores daquela região, ao ver o movimento no interior do estádio Douradão, decidiu ir até lá para entregar o seu material.Ao adentrar no estádio para distribuir o referido calendário que não contém nenhuma “mensagem política” e pelo fato de que os presentes em grande número ao verem o deputado, como sempre,  acabaram cercando-o para poderem receber um calendário igual, o que de forma natural, acabou desviando a atenção daqueles que ouviam os discursos dos “asseclas” de  Laerte Tetila, fato que deixou a sua inábil assessoria abalada e muito irritada,  que de forma inconseqüente mandou uma ameaça ao deputado estadual Ari Artuzi, dizendo que se ele não parasse a distribuição do calendário, a polícia seria chamada.Informado de tal ameaça por parte da assessoria do prefeito Laerte Tetila, neste domingo, o parlamentar declarou: “Primeiro é preciso ficar bem claro que o governador Zeca do PT não veio participar da comemoração do aniversário do município de Dourados porque sente-se envergonhado com a administração que Laerte Tetila vem tendo a frente do executivo douradense”. Em sua declaração Artuzi prossegue, “se tiveram a intenção de chamar a polícia para me impedir de distribuir um simples calendário aos meus amigos do bairro Izidro Pedroso, Parque Nova Dourados e Terra Roxa e, daqueles que se encontravam no interior do Douradão, o que dizer então da atitude de um prefeito que se utilizando da miséria dos mais necessitados, se auto promoveu com a distribuição de um “panettone” de péssima qualidade que havia sido enviada pelo Governo daquele que se recusou a comparecer ao aniversário de Dourados.”Indignado com a ameaça feita pela já manjada e carimbada assessoria de Tetila, Ari Artuzi concluiu: “Só espero que nesta segunda-feira, o PT de Dourados se manifeste diante da atitude  oportunista do “alcaide” douradense, que se aproveitou da ocasião e da necessidade de um povo que sem ter dinheiro, fez discurso político fazendo dos “panettones” natalinos o seu principal produto, isso sim é desrespeito com a população. Espero que a OAB, A Igreja e o Ministério Público se manifestem a respeito do referido evento no qual  ficou “caracterizado” o uso da máquina pública em proveito da pessoa do prefeito de Dourados José Laerte Cecílio”, finalizou Ari Artuzi.(Matéria a assessoria de Ari Artuzi)

Deixe seu Comentário

Leia Também

POLÍTICA
Bolsonaro é criticado após divulgar vídeo com chamado para manifestação
CAPITAL
Policial é ferido com caco de vidro no pescoço ao dispersar foliões
FUTEBOL
Em crise, Corinthians encara o Santo André pelo Paulistão
BRASIL
Bovespa despenca 5% e dólar bate em R$ 4,44 sob impacto do Corpnavírus
COMPROMISSO
CNBB lança campanha da fraternidade com tema 'Fraternidade e Vida'
BONITO
Polícia faz batida em festa sem alvará com adolescentes bebendo
TRIBUTO
IPVA 2020: quem perdeu prazo em fevereiro ainda tem chance de se regularizar
CRIME AMBIENTAL
Homem é multado por manter 10 aves silvestres em cativeiro
FISCO
Nota MS Premiada: no primeiro mês do programa, mais de 5 milhões de notas foram emitidas com o CPF
DOURADOS
Arrecadação municipal atinge R$ 100 milhões em fevereiro

Mais Lidas

DOURADOS
Ex-prefeito de Amambai não resiste e morre no Hospital do Coração
MULTIDÃO
Carnaval na praça central de Dourados termina em ‘confusão e sujeira’
ATENTADO
Aeronave pousa em Dourados e fica a disposição de Lanzarini
DOURADOS
Mulher tenta sair de mercado com quase R$ 700 em compras sem pagar