Menu
Busca terça, 19 de março de 2019
(67) 9860-3221
DOURADOS

Após seis horas, selfies e comoção, “acorrentado” deixa o Fórum

10 janeiro 2019 - 16h05Por Gizele Almeida

Logo pela manhã um homem que protestava acorrentado em frente ao Fórum de Dourados chamou a atenção e o ato durou até pouco depois das 14h. O Dourados News apurou junto a funcionários que fazem a segurança do local que Nelson Gonçalves da Cruz, 54, permaneceu preso a uma corrente na entrada da instituição durante seis horas e nesse período contou com pessoas que manifestaram apoio, outras que registraram selfies, até ao momento em que foi convencido aparentemente por um amigo a desistir do ato.

O feirante permaneceu na frente do Fórum por horas e não se “desacorrentou” nem mesmo para ir ao banheiro ou comer. 

Ainda conforme informações levantadas pelo Dourados News no local, ele foi surpreendido com pessoas que levaram água e maçã para ele durante sua mobilização. 

“As pessoas ficaram solidárias com ele”, comentou um segurança que preferiu não se identificar. 

O sol atinge fortemente a fachada da instituição durante o início da tarde, o que conforme os funcionários, motivou que Nelson mudasse um pouco de lugar, mas continuando na parte da frente. 

Ainda conforme os funcionários do local, ele só desistiu do ato, após conversa com um homem que argumentava “o que tinha que ser feito já foi, agora a Justiça cuidará de tudo, você não precisa ficar aqui”. 

O caso

O feirante se posicionou “acorrentado” em frente ao Fórum em protesto contra a ex companheira e a Lei Maria da Penha. 

Ele afirma que ficou sem ‘teto’ após acusação de ameaça por parte da ex-mulher, a qual ele nega ter cometido. 

O homem afirma que a ex- companheira o traiu e que ele flagrou a situação.  

Desde então, contou ter sido acusado de ameaça e, por determinação da Justiça, foi informado que deve ficar distante 200m do local onde residia.

Nelson disse ter ido ao Fórum para saber como anda o processo, já que desde a decisão, precisou encontrar um local para morar e se arrumar em outro emprego. Além de comercializar produtos na feira, o comércio dele é anexo à casa de sua propriedade.

O homem foi preso no ano passado acusado por violência doméstica. Ele nega as acusações e disse não existir laudos comprovando isso, porém, por determinação judicial, existe uma medida protetiva para que fique distante da ex-mulher.

 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

UAU
Noiva de Latino, Jéssica Rodrigues posa nua e fala do empoderamento feminino
AQUIDAUANA
Adolescente é trancada dentro de casa e estuprada por quatro homens
DOURADOS
Projeto Palco para Todos retoma aulas para alunos da Reme em abril
ALCÂNTARA
Acordo permite aos EUA lançar satélites a partir do Maranhão
CRIME AMBIENTAL
Campo-grandense é multado por transporte de 500 litros de agrotóxicos
MARÇO
Petrobras anuncia 7º reajuste no preço da gasolina nas refinarias
PRECAUÇÃO
Brasileira estuprada por policiais em prisão na Bolívia é transferida
SIGA/MS
Mais de 90% das lavouras de soja já foram colhidas no Estado
COXIM
Corpo de homem que morreu após colisão de barcos é encontrado
LEÃO
Receita Federal recebeu 3,8 milhões de declarações do IR em 11 dias

Mais Lidas

TRAGÉDIA
Família que morreu em acidente na BR-060 seguia para missa de colação de grau
BR-060
Morre no hospital terceira vítima de acidente na Capital
NAVIRAÍ
Corpo de foragido do semiaberto é encontrado em terreno baldio
SIDROLÂNDIA
Acidente entre carro e caminhão mata duas mulheres na BR-060