Menu
Busca segunda, 10 de agosto de 2020
(67) 99659-5905

Apoio a Moka reúne 500 filiados do PMDB na Capital

12 dezembro 2009 - 10h10

A Juventude do PMDB em Mato Grosso do Sul (JPMDB) e o PMDB Mulher da Capital reuniram cerca de 500 pessoas na noite de ontem, em Campo Grande, num ato em apoio à candidatura do deputado federal Moka às prévias do partido. A eleição interna para definir o candidato da legenda ao Senado está marcada para 7 de março de 2010.

Participaram da manifestação os deputados estaduais Junior Mochi e Celina Jallad, os secretários estaduais Carlos Marun (Habitação) e Tânia Garib (Ação Social), os prefeitos Marcílio Alvaro Benedito (Novo Horizonte do Sul), Ilca Corral (Nioaque) e Marcos Benedetti (Vicentina), além dos vice-prefeitos Adriano Ferrugem (Nova Alvorada do Sul) e Gustavo Carvalho (Aparecida do Taboado) e os vereadores da Capital Ribeiro e Vanderley Cabeludo.

Militante da agremiação, a primeira-dama Beth Puccinelli também marcou presença no evento, assim como a presidente do PMDB em Campo Grande, Carla Stefanini, que assume neste sábado a presidência do PMDB Mulher no Estado, e o presidente da Juventude Estadual do partido (JPMDB), Ulisses Costa.

A expectativa era de que a mobilização reunisse cerca de 400 peemedebistas. “Os atos em apoio ao Moka têm nos surpreendido. Sempre o número de filiados presentes tem superado nossas expectativas”, afirmou o presidente da JPMDB, Ulisses Costa, afirmando que muitos filiados tiveram que se acomodar fora do salão onde se realizava a manifestação.

Segundo a liderença jovem, o companheirismo e a fidelidade de Moka ao partido têm puxado a militância para seus atos. “O Moka nunca ameaçou deixar o PMDB, mesmo que tivesse uma decisão sua contrariada ou vencida pela maioria. É aquele companheiro que se pode contar nos bons e maus momentos”, discursou Ulisses. “E a militância deve escolher o candidato mais bem colocado nas pesquisas e que tenha condições de ganhar uma das vagas ao Senado”.

Orgulho da militância

Para o secretário estadual de Habitação, Carlos Marun, a figura do político Moka se confunde com a história do PMDB no Estado. “Moka não é somente um político leal e honrado, como é uma pessoa muito amiga em quem podemos confiar”, destacou.

O deputado Junior Mochi lembrou dos momentos difíceis em que passou quando disputou a Prefeitura de Coxim. “O Moka foi um dos poucos companheiros que subiram no meu palanque, que abraçou de fato minha campanha. Ele sabe que pode contar comigo”, garantiu.

A deputado Celina Jallad disse que Moka é um político difícil de encontrar por saber respeitar as decisões da legenda e trabalhar coletivamente. “Nunca vi o Moka virar as costas para o partido. Quando esteve para ser candidato a prefeito de Campo Grande abriu mão para outro companheiro e no dia seguinte estava segurando a bandeira do partido. É, de fato, um peemedebista que deve
orgulhar a militância”, discursou a deputada.

"É minha vez"

Ao falar para as centenas de filiados, Moka detalhou sua trajetória política, que começou ainda quando fazia o curso de Medicina da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, em 1978. O deputado diz que sempre foi apaixonado pela política, postura que o levou a presidir o Diretório
Acadêmico de Medicina, um dos mais disputados e politizados da época.
Destacou o fato de nunca ter perdido eleição por saber o momento certo de disputar os cargos. Está no seu sétimo mandato consecutivo, que começou como vereador em Campo Grande em 1982.

“A minha hora de disputar o Senado é esta. O PMDB sempre foi minha preferência. Agora, tenho certeza de que os militantes vão me conduzir à disputa ao Senado e de lá garantir uma vaga em Brasília”, conclamou, dizendo que seu princípio de fazer política é aglutinar em torno das candidaturas da legenda filiados comprometidos com as ideias coletivas, sem individualismo.

Também fizeram discursos em a apoio a Moka a presidente do PMDB da Capital, Carla Stefanini, a secretária Tânia Garib e os vereadores Ribeiro e Vanderley Cabeludo. A manifestação também registrou a presença de representantes dos diretórios acadêmicos da UNAES e UCDB e do Daclobe
(Diretório Acadêmico de Direito da UCDB).

Deixe seu Comentário

Leia Também

CAMPEONATO BRASILEIRO
Santos sai na frente, mas vê Bragantino empatar nos acréscimos
TRÁFICO DE DROGAS
Após perseguição, polícia apreende 300 quilos de maconha
INTERNACIONAL
Polícia entra em confronto com manifestantes em Beirute
CULTURA
Mostra traz 98 filmes de 24 países sobre questões ambientais e sociais
CORONAVÍRUS
Itália tem 463 novos casos de Covid-19 e duas mortes em 24 horas
OPINIÃO
Autossuficiência que almejamos
PANDEMIA
Brasil registra 3 milhões de casos de coronavírus e 101 mil mortes
BRASILEIRÃO
Flamengo é derrotado pelo Atlético-MG com gol contra de Filipe Luís
FUTEBOL
STJD aceita pedido do Goiás e partida contra o São Paulo é adiada
INTERNACIONAL
Doadores prometem ajuda humanitária “importante” ao Líbano

Mais Lidas

DOURADOS
Homicídio ocorreu após madrugada de farra e confusões na Jaguapiru
PANDEMIA
Paciente internado em Dourados morre de coronavírus
DOURADOS
Equipe do Samu se desloca para atender vítima de facadas em bairro
PANDEMIA
Cerca de 90% douradenses diagnosticados com Covid estão recuperados