Menu
Busca quinta, 20 de fevereiro de 2020
(67) 9860-3221

André Azevedo diminui vantagem para o líder do Dakar

14 janeiro 2004 - 16h29

O piloto Brasileiro André Azevedo diminuiu ainda mais a diferença para o líder na categoria caminhõs no rali Raris-Dacar, o russo Vladimir Tchaguine. O piloto brasileiro terminou em segundo o percurso entre Bamako e Ayoûn el Altroûs, a 13ª etapa da competição.Azevedo finalizou a etapa em 7h44min39s, enquanto Tchaguine, que teve um pneu furado na segunda parte do percurso, terminou com o tempo de 7h54min35s, em quarto. Com isso, a vantagem do russo caiu em 9min56s. No geral, Tchaguine está à frente do brasileiro em 44min28s.O primeiro colocado da etapa foi o Karel Loprais, que cruzou a linha final a em 7h39min43s, e agora está em terceiro. Na classificação geral, Tchaguine lidera com 46h23min09s, seguido por Azevedo, que tem como companheiros os tchecos Tomas Tomecek e Jaromir Martinek, com 47h07min37s. Loprais está em terceiro, com 48h10min51s.   

Deixe seu Comentário

Leia Também

PAULISTÃO
Palmeiras e Guarani abrem hoje a sétima rodada
COLISÃO FRONTAL
Motorista foge após provocar acidente envolvendo ônibus com 20 universitários
RETA FINAL
Cartório Eleitoral de Dourados volta a realizar cadastro biométrico após interrupção
REGIÃO
Trabalhador de fazenda é encontrado morto em Santa Rita do Pardo
DOURADOS
Segundo sorteio do “Nota Dourada” premia cinco contribuintes
ECONOMIA
Vendas no comércio varejista crescem 3,6% em janeiro, diz Serasa
DOURADOS
Câmara aprova efetivação do Conselho de Proteção e Defesa dos Animais
CRÉDITO
Caixa anuncia financiamento imobiliário com juros fixos
BRASILÂNDIA
Homem é preso em flagrante após agredir mulher
DOURADOS
Comissão pede audiência, contratação de auxiliares e professores coordenadores

Mais Lidas

APÓS 9 ANOS
Hipermercado fecha as portas em Dourados no final do mês
DOURADOS
Policial aposentado mata homem e diz ter sido ameaçado com faca
VIOLÊNCIA
Homem é assassinado em frente a padaria em Dourados
DOURADOS
Júri termina com réu condenado a 15 anos por matar desafeto em 2018