Menu
Busca quinta, 04 de junho de 2020
(67) 99659-5905

Amanhã dia 11 de agosto é o "Dia do Pindura"

10 agosto 2002 - 11h10

"Garçom tira a conta da mesa, coloca o sorriso no rosto, seria muita avareza, cobrar do 11 de agosto". Se você, algum dia, entrar em um restaurante e ouvir um grupo de jovens cantar essa música, saiba que o dono do estabelecimento está sendo alvo de estudantes de Direito que praticam o "pindura".
A data foi criada para comemorar o aniversário da Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo (USP), localizada no Largo São Francisco, região central de São Paulo, que foi inaugurada em 11 de agosto de 1827. De acordo com a coordenadora do Centro Acadêmico XI de Agosto, Lúcia Del Picchia, o "Dia do Pindura" "é a forma de se festejar a criação dos cursos jurídicos no País, na época em que só existia a Faculdade de Direito da USP".
Quase dois séculos depois, os futuros advogados do País permanecem com o "pindura", ou seja, entram no restaurante, comem e saem sem pagar a conta. "É tradição. Os donos de restaurantes sabem disso e muitos respeitam", conta o estudante de Direito do 2º ano da Fundação Armando Álvares Penteado (Faap), Gustavo Covas, que na quarta-feira teve de pagar a conta no Forneria San Paolo, localizado na região sul de São Paulo.
De acordo com o gerente do restaurante, Adílio Vezzaro, o Forneria San Paolo tem uma cota - já esgotada - apenas para o 11 de agosto. "Neste dia, tudo bem. Agora, a semana toda, não tem estabelecimento que possa aceitar", afirmou Vezzaro. Ontem, por exemplo, outros estudantes anunciaram o 'pindura' após terem feito o pedido. Apenas demos um desconto", acrescentou.
Já Gustavo, neto do ex-governador Mário Covas, estava com mais seis amigos (todos da Faap) e pagou a conta de R$ 190 para não ter de ir à delegacia. "Os policiais foram simpáticos. Um deles até me disse que fez Direito e já foi preso por causa do 'pindura'", contou a estudante Cristina Cruz, que não se conformou do gerente do restaurante não ter aceito o ofício (documento que os estudantes entregam e que, normalmente, é colocado na porta do estabelecimento para que todos saibam que aquele restaurante foi alvo do "pindura").
O grupo, que já foi aos restaurantes Japengo e Figueira Rubaiyat, promete continuar com a prática durante esta semana e já tem até mesmo uma agenda. Amanhã, vamos comer com nossos pais de graça", brinca a estudante Carina Abinader.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SAÚDE
Aprovado projeto que obriga fisioterapeuta em CTI em tempo integral
DOF
Veículo furtado em São Paulo é recuperado na região de Maracaju
COVID-19
Senado Federal aprova uso obrigatório de máscaras em todo país
MEIO AMBIENTE
Homem é multado em R$ 5 mil por invadir terreno e fazer terraplanagem
CAPITAL
Não entrega de produto comprado pela internet gera indenização
CORUMBÁ
Polícia prende suspeito de participar do assassinato de professor de 27 anos
ESPERANÇA
Vacina brasileira contra a Covid-19 entra em fase de testes em animais
TRÊS LAGOAS
Homem leva sobrinho-neto de quatro anos a terreno baldio e o estupra
JUSTIÇA
Atacadista deve indenizar por danos ocorridos em carro de cliente
MS
Mulheres dedicam quase o dobro de tempo a mais que os homens nos afazeres domésticos

Mais Lidas

EPICENTRO
Casos de coronavírus "explodem" e Dourados registra recorde de confirmações
PANDEMIA
Novo epicentro, Dourados é a cidade com mais casos de coronavírus em MS
PANDEMIA
Comitê aponta surtos de coronavírus em dois pontos de Dourados
TRÁFICO DE DROGAS
Casal é preso após entreposto da droga ser fechado em Dourados