Menu
Busca quinta, 27 de fevereiro de 2020
(67) 9860-3221

Aids deixa dois milhões de órfãos na Nigéria

22 janeiro 2005 - 15h50

Pelo menos dois milhões de crianças nigerianas ficaram órfãos por causa da Aids, doença que causa diariamente a morte de 900 pessoas neste país africano, alertou a organização humanitária MSF (Médicos Sem Fronteiras)."As crianças crescem sem pais, que poderiam ter dado a elas educação e ensinado as coisas mais básicas da vida", disse o porta-voz da MSF, Tobias Luppe."Hoje, morreram e morrerão mais de 900 nigerianos por doenças relacionadas à Aids. Estas mortes desagregam famílias e têm um impacto no país", acrescentou, em nota.Dos mais de quatro milhões de nigerianos infectados pelo vírus HIV, cerca de 500 mil precisam urgentemente de tratamento com anti-retrovirais. Destes, somente 20 mil têm acesso ao remédios, acrescentou Luppe."Isso é inaceitável, do ponto de vista médico e ético. Todas as pessoas afetadas pela Aids na Nigéria têm direito de receber tratamento", defendeu.Em 2003, entre 200 mil e 490 mil adultos e crianças vítimas da Aids morreram na Nigéria, o país mais populoso da África. No local vivem 130 milhões de habitantes, de acordo com um estudo das Nações Unidas.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SAÚDE
‘Cassems Itinerante’ leva atendimento em Psiquiatria para Dourados e mais duas cidades
MANDADO DE PRISÃO
Em abordagem por pesca ilegal, PMA captura foragido da justiça
OPORTUNIDADE
Vale Universidade recebe inscrições a partir do dia 3 de março
LEGISLATIVO
Assembleia realiza audiência para apresentação de relatórios da Saúde
COVID-19
Desinfetante, álcool e água sanitária podem eliminar o Coronavírus
CAMPO GRANDE
Suposto receptador exige R$ 4 mil para devolver S-10 furtada
COTAÇÃO
Dólar fecha a R$ 4,44 e renova patamar recorde
SETE QUEDAS
Homem é preso com arma de fogo e munições em área rural
SUJEITO A PUNIÇÃO
Estados e municípios têm até domingo para informar gastos com saúde
UFGD
Universidade abre inscrições para aulas gratuitas de zumba

Mais Lidas

MULTIDÃO
Carnaval na praça central de Dourados termina em ‘confusão e sujeira’
DOURADOS
Mulher tenta sair de mercado com quase R$ 700 em compras sem pagar
INVESTIGAÇÃO
Ex-prefeito de Amambai foi morto após discussão por desacordo trabalhista
PONTA PORÃ
Estado monitora caso suspeito de Coronavírus na fronteira