Menu
Busca quinta, 25 de abril de 2019
(67) 9860-3221

Advogado não pode orientar clientes mal intencionados

24 maio 2011 - 14h23

Advogado que orienta seu cliente a instaurar inquérito policial, com base em prova falsa, comete infração ética. O entendimento é do Tribunal de Ética e Disciplina da OAB de São Paulo, que aprovou as ementas do mês de dezembro.

De acordo com o Tribunal de Ética, o "advogado, para exercer em plenitude sua função, não deve deixar-se levar por imposições, promessas, pressões e ambição pecuniária desmedida, devendo acima de tudo manter sua liberdade e independência, não podendo em nenhum momento abdicar de sua honra e de sua ética, e jamais se associar ou colocar seus serviços à disposição de clientes ou terceiros mal intencionados, sob pena de com os mesmos vir a ser confundido, podendo até responder, além de eticamente, na condição de co-autor, por eventual ato de natureza civil ou criminal".

A 462ª sessão de julgamento de consultas sobre comportamento ético, no Salão Nobre da Seccional Paulista, contou com a presença de 71 estagiários de Direito de diversas faculdades.

Deixe seu Comentário

Leia Também

EMPREGO
JBS abre vagas de trainee nas regiões Sudeste e Centro-Oeste
CAPITAL
Gestante e filho de 7 anos são resgatados após enxurrada cobrir carro
UEMS
Curso de Pedagogia realiza encontro brincante no próximo sábado
CORUMBÁ
Adolescente morre após bater a cabeça durante partida de futebol
PRÉ-HABILITADOS
Vale Universidade divulga lista de aprovados e convoca para nova etapa
CAMPO GRANDE
Suspeito de matar enteada por “tchau irônico” é preso após 4 anos
LAVA JATO
PGR cobra de Delcídio parcela de R$ 85 mil do acordo de delação
PEDRO JUAN
Estudantes brasileiros são expulsos do Paraguai e entregues à PF
JUSTIÇA
Fabricante de aparelho defeituoso é condenada por danos morais
BATAGUASSU
Veículo com mais de 400kg de maconha e skunk é apreendido

Mais Lidas

DOURADOS
Homem é assassinado com oito tiros no Jardim Pantanal
DOURADOS
Vídeo mostra momento em que carona desce da moto e executa dono da lava-rápido no Jardim Pantanal
DOURADOS
Homem é assassinado no Jardim Pantanal
PEDRO JUAN
Agente penitenciário é executado na fronteira