Menu
Busca segunda, 17 de fevereiro de 2020
(67) 9860-3221

Academia de Letras de Maracaju empossa imortais hoje

10 dezembro 2003 - 14h05

Acontece hoje, no Plenário da Câmara de Vereadores, a partir das 19 horas, a posse dos membros fundadores da Academia Maracajuense de Letras.A solenidade contará com a presença do escritor e secretário da Academia Douradense de Letras (ADL) Nicanor Coelho, entre outros escritores sul-mato-grossensese. Serão empossados o Advogado Adersino Valensoela Gomes, o Professor Adersino Valensoela Gomes Junior, Professora Ana Cristina Oliveira Marcondes, Poetisa Ana Rosa Mazzucatto, Poetisa Eloiza Reis Lima, Professora Helena Schneid, Poeta e professor José Paré, Professora Julieta Debona, Professora Lenira Sansalone Dias, Escritor e Pastor Paulo Alves Domingues, Acadêmico Pedro Pessato, Escritora e Professora Sueli Mendonça.Mais informações sobre a Academia de Maracaju podem ser obtidos no Portal da Literatura Sul-Mato-Grossense www.literaturasulmatogrossense.com 

Deixe seu Comentário

Leia Também

BENEFÍCIO
Saque do FGTS 100% digital é lançado pela Caixa
POLÍTICA
Em carta, 20 governadores reclamam de postura do presidente Bolsonaro
ATUALIZAÇÃO
Número de casos suspeitos de coronavírus no Brasil continua em três
IGUATEMI
Após agredir esposa, policial mata sogro com tiro no peito em fazenda
JUSTIÇA
Sucessor de Minotauro é denunciado por posse de arma de fogo
QUEIMA
Polícia incinera mais de 3 toneladas de drogas
DOURADOS
Sensação térmica chega próximo a 40ºC em dia de temperatura mais alta do ano
CAMPO GRANDE
Estelionatário que vendia produtos falsificados pela internet é preso em flagrante
COTAÇÃO
Dólar abre a semana em alta e chega a R$ 4,32
MS-384
Ministério Público instaura inquérito para apurar condições de rodovia

Mais Lidas

DOURADOS
Ferido com tiro no peito, entregador chega pilotando moto na UPA
VILA SÃO BRÁS
Venezuelanos são flagrados consumindo maconha em bairro de Dourados
DOURADOS
Líderes de motim que causou estragos na Unei são levados à delegacia
DOURADOS
VÍDEO: Internos 'batem grade' e queimam colchões em princípio de rebelião na Unei