Menu
Busca segunda, 20 de maio de 2019
(67) 9860-3221
FEIRA AGROPECUÁRIA

55ª Expoagro: tecnologia avança, mas falta conectividade no campo

Segundo pesquisadores da Embrapa, a chamada ‘revolução digital’ no campo só não aconteceu porque conexão de internet ainda não chegou às fazendas e lavouras

14 maio 2019 - 14h50Por Da Redação

O pesquisador da Embrapa Instrumentação, em São Carlos (SC), Lúcio André de Castro Jorge, disse na manhã desta terça-feira (14) durante palestra na 55ª Expoagro que a falta de conectividade é a principal barreira para a implantação de novas tecnologias no campo. Segundo ele, muitas tecnologias já estão disponíveis para o produtor, mas o avanço digital ainda não acontece por um problema básico: falta sinal de internet no campo. A palestra “Agricultura da era digital” integra a programação técnica da 55ª Expoagro, que segue até domingo (19) no Parque de Exposições João Humberto de Carvalho. A feira é promovida pelo Sindicato Rural de Dourados.

Durante o evento, o pesquisador falou sobre a agricultura 4.0 e o futuro da atividade com o uso de drones e inteligência artificial. Segundo ele, a agricultura passa por um processo de migração para a era digital, mas ainda faltam investimentos das empresas de telefonia para a implantação de conectividade nas propriedades rurais 

O palestrante afirmou que muitas tecnologias já estão disponíveis, como o uso de sensores inteligentes e também as análises de dados a partir da agricultura digital. “Porém, apesar das ferramentas que já existem, o que falta hoje é a conectividade para avançar no uso estes dados de forma a melhorar a produtividade e a eficiência na produção rural como um todo”, disse ele. “Quando isto acontecer, aí sim teremos uma verdadeira revolução digital no campo”, acrescentou.

Segundo ele, o uso de tecnologias no agronegócio já tem provocado mudanças significativas na atividade, como o uso racional e direcionado de insumos e ferramentas que garantem melhor precisão na tomada de decisões. “O campo hoje já trabalha com excelentes níveis de produtividade, mas sabemos que a tendência é evoluir cada vez mais. Esta evolução já está acontecendo e quem ganha é a cadeia produtiva como um todo”, disse o pesquisador.

Promovida pela Embrapa Agropecuária Oeste em parceria com Sindicato Rural de Dourados e SGSUnigeo, a palestra também apresentou relatos sobre o uso de tecnologias no campo e as tendências para a agricultura digital.

Deixe seu Comentário

Leia Também

AO VIVO
Câmara julga denúncia de quebra de decoro parlamentar contra Idenor Machado; assista
TRÁFICO
Morador em Rondônia é preso na BR-463 com mais de 600kg de maconha
CAMPO GRANDE
Servidor público é alvo de golpe e criminosos fazem empréstimo de R$ 77 mil
FAMOSOS
Após troca de farpas, Anitta diz: "Não tenho tempo para assistir Sonia Abrão"
EDUCAÇÃO
Em MS 95 mil estudantes se inscreveram para o Enem
DOURADOS
Brigada realizará Páscoa dos Militares com celebrações religiosas
RESSOCIALIZAÇÃO
Blocos de cimento fabricados em presídio vão garantir calçamento a bairros de Aquidauana
PRESSÃO
Bolsonaro diz que sem reforma, faltará dinheiro para salários em 2024
EDUCAÇÃO
IFMS abrirá 80 vagas para cursos de graduação no 2º semestre
SEGUNDA LEVE!
Peito de frango recheado com frutas secas no molho de laranja

Mais Lidas

DOURADOS
Mulheres são presas ao tentar levar droga para maridos na PED
RODOVIÁRIA
Mulher é presa em Dourados com maconha que seria entregue no RS
DOURADOS
Guarda flagra adolescentes bebendo vodka durante a madrugada no Centro
EDUCAÇÃO
Inscrições do Encceja 2019 começam nesta segunda-feira