Menu
Busca sexta, 05 de junho de 2020
(67) 99659-5905
SAÚDE

Quanto tempo é normal ficar sem ir ao banheiro? Especialista explica

Veja quais os riscos e como prevenir a constipação!

17 julho 2019 - 16h12Por Por: João Ricardo Duda/Minha Vida

Você já teve dificuldades para evacuar? Embora seja uma situação muito comum quando estamos fora de casa ou comemos alimentos que tendem a "prender" o intestino, quando isso ocorre com frequência ou por muito tempo é preciso procurar ajuda médica.

Considera-se ideal que o indivíduo evacue em média ao menos duas vezes por semana. No entanto, caso haja menor número de defecações mas sem esforço, sem fezes duras e ressecadas, sem a sensação de evacuação incompleta, sem a necessidade de manobras manuais para a expulsão do bolo fecal e sem haver desconforto abdominal relevante, não se pode considerar o paciente como portador de constipação intestinal crônica.

Por que algumas pessoas sofrem mais para ir ao banheiro?

  • As causas são diversas, sendo as mais comuns de origem idiopática ou funcional, ou seja, sem uma doença orgânica associada:
  • Fase motora do cólon (intestino grosso) apresenta atividade neuronal reduzida, ou seja, menor número de impulsos neuronais incorrendo em menor movimentos peristálticos do cólon
  • Disfunções do assoalho pélvico e do esfíncter anal, incorrendo em esforço excessivo, sensação de evacuação incompleta e ou uso de manobras digitais vaginais ou no períneo para evacuar
  • Dieta com ingestão insuficiente de líquidos (água)
  • Dieta pobre em fibras
  • Abuso de cafeína (chá, café, coca-cola) e álcool
  • Ignorar, não obedecer à vontade de defecar (faz com que o cérebro entenda que não deva enviar o estímulo evacuatório)
  • Sedentarismo
  • Estresse, ansiedade e depressão
  • Viagens e mudanças de rotina
  • Hipotireoidismo, gravidez, diabetes mellitus, acidente vascular encefálico, doenças congênitas, Parkinson, Doença de Chagas, entre outras doenças
  • Medicamentos como antidepressivos, anticolinérgicos, opioides, anti-inflamatórios, psicotrópicos, uso crônico de laxativos

Riscos de ficar muito tempo sem ir ao banheiro

Os principais riscos de não tratar a constipação e ficar muito tempo sem ir ao banheiro são:

  • Desenvolvimento de doença hemorroidária
  • Impactação fecal no reto ou no cólon
  • Incontinência fecal
  • Volvo do cólon (torção)
  • Prolapso retal
  • Doença Diverticular dos Cólons
  • Irritabilidade, distúrbios do sistema nervoso
  • Excesso de gases, distensão abdominal
  • Megacólon.

Como prevenir a constipação?

Para prevenir que a constipação cause problemas futuros no corpo siga essas dicas:

  • Consuma fibras alimentares (20 a 35 g/dia) e aumente a quantidade de líquidos (água) (2 a 3 litros/dia) na dieta
  • Pratique exercícios físicos aeróbicos
  • Respeite o estímulo/vontade de defecar, não tente adiar a evacuação
  • Evite o estresse, a ansiedade e o tabagismo
  • Busque orientações com o médico especialista.
     

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

APREENSÃO
Madeira irregular é apreendida durante barreira policial
BRASIL
Ex-presidente do BNDES Carlos Lessa morre no Rio de Covid-19
TRÁFICO
Polícia ‘estoura’ boca de fumo e prende traficante em Dourados
DOURADOS
Suspeito de apontar arma na cabeça de motoboy para roubar veículo é apreendido
DOURADOS
Polícia descobre central que abastecia “bocas de fumo” e prende traficante
PANDEMIA
Em dia que confirma nova morte, MS se aproxima de 2 mil casos de coronavírus
PANDEMIA
Comitê realinha números com Estado e confirma 446 casos de Covid-19 em Dourados
MATO GROSSO DO SUL
Subsecretaria das Mulheres alerta sobre importância de denunciar crimes de violência sexual
DOURADOS
Toque de recolher segue estendido até taxa de isolamento melhorar
CASSEMS
Usina fotovoltaica vai abastecer rede hospitalar em julho

Mais Lidas

PANDEMIA
Em disparada, casos de Covid-19 tem novo recorde diário e passam de 400 em Dourados
EPICENTRO
Casos de coronavírus "explodem" e Dourados registra recorde de confirmações
PANDEMIA
Comitê aponta surtos de coronavírus em dois pontos de Dourados
DOURADOS
Conselho aponta riscos de contaminação em massa por coronavírus no HV