Menu
Busca quinta, 19 de setembro de 2019
(67) 9860-3221
SAÚDE E ESTÉTICA

Pé infantil - cuidados

12 julho 2019 - 09h51Por Podóloga Neide/Dourados News
Cuidar dos pés é importante em qualquer idade, mas nos primeiros anos de vida esse cuidado é tão crucial que na podologia existe uma área especifica para cuidar dessa faixa etária que vai de 0 aos 12 anos, a podopediatria. 
 
Essa área busca garantir um crescimento correto das unhas através de tratamentos preventivos, além de cuidar de patologias comuns a todas as idades, mas que podem atingir o pé infantil de maneiras particulares.
 
Problemas em pés infantis podem se prolongar até a vida adulta. Por isso, para auxiliar os pais e responsáveis, reunimos abaixo as principais informações que mostram a importância desses cuidados.  
 
A importância dos cuidados desde os primeiros anos de vida
 
A importância do cuidado com os pés nessa época da vida vem do fato dele ainda estar em desenvolvimento. Ao nascermos os tecidos dos nossos pés são constituídos em sua maior parte de cartilagem, apenas algumas estruturas se encontram calcificadas, o ser humano irá atingir a ossificação semelhante à de um adulto apenas aos seis anos de idade.
 
O profissional de podologia irá garantir que esse processo de amadurecimento dos tecidos aconteça de maneira saudável, garantindo que os pés calcifiquem de maneira correta e evitando problemas maiores na vida adulta. 
 
Além disso a fragilidade do pé infantil em comparação ao pé adulto o torna mais susceptível a patologias que atingem os pés em todas as idades, por isso precisam de um cuidado específico tanto na prevenção quanto no tratamento desses problemas. 
 
Desenvolvimento seguro
 
Na maioria das vezes as alterações nos pés são fatores genéticos, mas devido a fragilidade dos tecidos elas também podem surgir durante o processo de calcificação ou até mesmo na gestação, devido a posição do bebê no útero.  
 
Nos primeiros oito meses de vida o bebê passa a maior parte do tempo deitado então é aconselhável que, quando a temperatura ambiente estiver adequada, ele fique descalço. Também é aconselhado os pés descalços a partir da idade que a criança começar a firmar os pés no chão e a dar os primeiros passos até cerca dos dois anos de idade, pois isso irá exercitar a musculatura dos pés.
 
O calçado está diretamente ligado nos casos de deformação do pé infantil, o modelo errado pode causar danos permanentes em sua estrutura. 
É recomendado que a criança que já caminha utilize calçados com solas grossas e flexíveis, pois isso irá permitir que ela possa sentir as deformidades do chão e desenvolvendo reflexos nervosos e ativando a musculatura, melhorando o equilibro e postura. 
 
É importante lembrar que saltos e saltinhos nessa idade prejudicam a formação dos pés e da coluna vertebral, os calçados devem ter o solado plano para que o peso do corpo seja distribuído de maneira uniforme sob os pés. 
 
Os sapatos servem para agasalhar e proteger e por isso é importante que não estejam apertados nem largos e que não atrapalhem o movimento natural dos pés.
 
Outras patologias 
 
Dentre as patologias dos pés mais recorrentes nessa faixa etária estão a verruga plantar, tudo epidérmico de origem virótica, a frieira, unha encravada e as bolhas. Tais problemas também atingem o pé adulto, mas, no caso do pé infantil, a fragilidade dos tecidos somada com o sistema imunológico ainda em desenvolvimento faz com que elas apareçam com mais facilidade. 
 
 Por isso os mesmos cuidados a serem tomados com os pés na vida adulta devem ser redobrados na infância, como: 
 
Evitar andar descalço em locais onde possa ter agentes infecciosos
 
Manter os pés higienizados e secos, trocar periodicamente de meias de preferência feitas de algodão.
 
Evitar tratar machucados em casa para evitar infecções.
 
Usar sapatos ideias que não pressione os tecidos dos pés nem gere muito atrito
 
Outros cuidados e dicas
     
• Nunca obrigue a criança a andar se ela não estiver realmente preparada.
 
•  Nos primeiros anos alguns defeitos aparentes nos pés são naturais e devem se normalizar com o tempo, mas, se no terceiro ano a criança ainda apresentar dores e mal estar, é a hora de procurar um pedólogo.
 
• Hábito de cortar as unhas é comum e importante para evitar que a criança se machuque porém, se cortadas de maneira errada causa deformação na unha e isso pode causar o encravamento das mesmas, por isso é importante buscar a orientação de um pedólogo para saber a maneira correta de fazer o procedimento de forma segura. 

 

Para mais informaçõe você pode procurar a podológa Neide Santos, que é uma das pioneiras na área da podologia aqui em Dourados.
Seu consultório fica na rua Dr. Camilo Hermelindo da Silva ,1046. O telefone para agendamento é o (67) 3427-6662.

Deixe seu Comentário

Leia Também

BRASIL
Aluno de 14 anos esfaqueia professor em escola na zona leste de SP
SELEÇÃO BRASILEIRA
Tite chama amanhã jogadores para amistosos de outubro
DOURADOS
Uno é consumido pelo fogo e Guarda descobre que carro era furtado
HOMICÍDIO
Homem é preso suspeito de matar colega de quarto a facadas
PESQUISA CNT
Duas rodovias são responsáveis por 1/4 dos acidentes no país
DOURADOS
Délia publica novo decreto para conceder recesso de fim de ano
ARTIGO
O poder do arrependimento!
CAMPO GRANDE
Hospital Cassems realiza semana de ações em prol da Segurança do Paciente
MATO GROSSO DO SUL
Seminário discute políticas públicas para pessoas com deficiência
CNT
Em 2018, houve 69 mil acidentes em rodovias federais, diz pesquisa

Mais Lidas

DOURADOS
De assaltante frustrado a autor de furto, jovem agora é apontado como assassino frio e cruel
DOURADOS
“Terror”: Empresário foi agredido e ameaçado de morte durante roubo de joias
CRIME BRUTAL
Após matar pai e filho, assassino arrancou cérebro de menor e manteve fogo aceso para queimar corpos
DOURADOS
Interno foge da PED durante trabalho de manutenção