Menu
Busca quarta, 14 de novembro de 2018
(67) 9860-3221
SAÚDE

Entendendo os grupos alimentares e seus benefícios, por Fernanda Viana

29 junho 2015 - 06h34

Uma alimentação saudável é aquela que reúne os seguintes atributos: acessíveis e valorizam a variedade de alimentos, harmônicas em quantidade e qualidade, naturalmente colorida e segura sanitariamente. A ingestão de nutrientes, propiciada pela alimentação, é essencial para a boa saúde. Para se adquirir uma alimentação variada, ela deve ser constituída equilibradamente por todos os grupos alimentares, sendo eles:

Carboidratos: podem ser simples (que são os açúcares) ou complexos (que são os amidos presentes principalmente em cereais, tubérculos e raízes). As principais fontes de carboidrato na alimentação do brasileiro são os grãos, como o arroz, o trigo e o milho, os tubérculos, como as batatas, e as raízes, principalmente a mandioca. O carboidrato é a principal fonte de energia para o corpo, para que possamos nos movimentar e consequentemente realizar as atividades diárias. Este é o principal nutriente utilizado para o correto funcionamento cerebral e, por isso, é considerado a base da alimentação.

Entretanto, por ser um grupo essencialmente importante para o corpo, o ideal é dar preferência para um tipo de carboidrato que favorece uma digestão lenta, promovendo saciedade por um período maior, e não eleva os níveis de açúcar no sangue, podemos encontrá-los nos produtos integrais como aveia, centeio, farelo ou gérmen de trigo, produtos que utilizam farinha integral como pães, massas e arroz integral. Além disto, esta qualidade de carboidrato fornece muito mais nutrientes ao organismo.

Frutas, verduras e legumes: são vários os motivos para comer frutas, verduras e legumes, pois são necessários para o bom funcionamento do corpo, auxiliando na prevenção de doenças, favorecem as respostas imunológicas dando proteção ao organismo. Quanto mais colorida e diversificada a ingestão, mais variado será o consumo de vitaminas e sais minerais, o que irá contribuir para o equilíbrio do organismo. Além disso, esse grupo alimentar é rico em fibras, colaborando para aumentar a sensação de saciedade e ainda prevenir doenças como a constipação e câncer.

Carnes, ovos e feijões: este grupo fornece a maior parte da proteína da alimentação, as quais são para a construção do organismo, como pele e músculos. Além disso, este grupo alimentar também favorece a produção de hormônios, enzimas e anticorpos, ajudam a repor os gastos das células e auxiliam em processos de cicatrização e reparação dos tecidos que possam estar comprometidos. São encontrados com facilidade em carnes, ovos, feijões, soja, alguns tipos de grãos como castanhas, amêndoas, avelãs e nozes entre outros. O correto é preferir consumir mais carnes brancas (aves e peixes) e esporadicamente ingerir as carnes vermelhas.

Leite e derivados: os laticínios como leite, queijos, iogurte são a principal fonte de cálcio, responsável pelo crescimento e fortalecimento dos ossos. Também fornecem proteínas, necessárias para o crescimento. Devemos optar por queijos brancos e leites magros, pois possui menos gorduras em sua composição.

Gorduras, óleos, sal e açúcar: recomenda-se utilizar óleos, gorduras, sal e açúcar em pequenas quantidades ao temperar e cozinhar alimentos e criar preparações culinárias, pois são produtos alimentícios com alto teor de gorduras saturadas, sódio e açúcar livre (presente no açúcar de mesa). O consumo excessivo de sódio e de gorduras saturadas aumenta o risco de doenças do coração, enquanto o consumo excessivo de açúcar aumenta o risco de cárie dental, de obesidade e de várias outras doenças crônicas. Além disso, óleos, gorduras e açúcar têm elevada quantidade de calorias por grama. Desde que utilizados com moderação em preparações culinárias os óleos, as gorduras, o sal e o açúcar contribuem para diversificar e tornar mais saborosa a alimentação sem que fique nutricionalmente desbalanceada. As gorduras não devem ser excluídas totalmente da alimentação, pois são responsáveis por manter a temperatura corporal, e fundamental para a produção de hormônios, bem como transportar vitaminas no organismo. Recomenda-se o uso de gorduras “do bem” como azeite de oliva extravirgem, óleos vegetais e oleaginosas (castanhas e sementes).

Contudo, seja saúde, bem estar, qualidade de vida ou emagrecimento todos os grupos alimentares devem estar presentes na alimentação diariamente. Pratique saúde, seu corpo agradece!

Especialização em Terapia Nutricional, Nutrição Clínica e Fitoterapia, especializanda em Nutrição Esportiva - CRN3 27940. Escreve todas as segundas para o Dourados News - E-mail: contatonutrifernanda@gmail.com*

Deixe seu Comentário

Leia Também

DEVOLUÇÃO
Receita paga sexta-feira restituições do sexto lote do IRPF de 2018
CASA NOVA
Reforma e ampliação do Fórum de Nova Andradina será entregue dia 20
NOVOS CANAIS
Disque Lâmpada da Semsur agora terá número de WhatsApp e e-mail
PEDRO JUAN
“Arquivo vivo”, advogada executada na fronteira ameaçava autoridades
LAVA JATO
Após 3 horas, termina depoimento de Lula no caso do sítio de Atibaia
ELDORADO
Vereador morre em acidente na rodovia BR-163 próximo a Itaquiraí
UFGD
Projeto para construção de aeromodelos está com inscrições abertas
CAMPO GRANDE
Pedestre que teve perna esmagada em acidente morre em hospital
RURAL
Iagro divulga regras para declaração do saldo de caprinos e ovinos
ENSINO SUPERIOR
Local de prova do Enade 2018 pode ser conferido no cartão de inscrição

Mais Lidas

PEDRO JUAN
Advogada de narcotraficantes brasileiros morre após atentado na fronteira
PARAGUAI
Polícia paraguaia acredita que pistoleiros brasileiros mataram advogada
FRONTEIRA
Mulher é assassinada a tiros, quase um ano após execução do marido
PEDRO JUAN CABALLERO
Vídeo mostra momento em que advogada é atingida por pistoleiros