Menu
Busca quarta, 16 de janeiro de 2019
(67) 9860-3221
SAÚDE

Entendendo os grupos alimentares e seus benefícios, por Fernanda Viana

29 junho 2015 - 06h34

Uma alimentação saudável é aquela que reúne os seguintes atributos: acessíveis e valorizam a variedade de alimentos, harmônicas em quantidade e qualidade, naturalmente colorida e segura sanitariamente. A ingestão de nutrientes, propiciada pela alimentação, é essencial para a boa saúde. Para se adquirir uma alimentação variada, ela deve ser constituída equilibradamente por todos os grupos alimentares, sendo eles:

Carboidratos: podem ser simples (que são os açúcares) ou complexos (que são os amidos presentes principalmente em cereais, tubérculos e raízes). As principais fontes de carboidrato na alimentação do brasileiro são os grãos, como o arroz, o trigo e o milho, os tubérculos, como as batatas, e as raízes, principalmente a mandioca. O carboidrato é a principal fonte de energia para o corpo, para que possamos nos movimentar e consequentemente realizar as atividades diárias. Este é o principal nutriente utilizado para o correto funcionamento cerebral e, por isso, é considerado a base da alimentação.

Entretanto, por ser um grupo essencialmente importante para o corpo, o ideal é dar preferência para um tipo de carboidrato que favorece uma digestão lenta, promovendo saciedade por um período maior, e não eleva os níveis de açúcar no sangue, podemos encontrá-los nos produtos integrais como aveia, centeio, farelo ou gérmen de trigo, produtos que utilizam farinha integral como pães, massas e arroz integral. Além disto, esta qualidade de carboidrato fornece muito mais nutrientes ao organismo.

Frutas, verduras e legumes: são vários os motivos para comer frutas, verduras e legumes, pois são necessários para o bom funcionamento do corpo, auxiliando na prevenção de doenças, favorecem as respostas imunológicas dando proteção ao organismo. Quanto mais colorida e diversificada a ingestão, mais variado será o consumo de vitaminas e sais minerais, o que irá contribuir para o equilíbrio do organismo. Além disso, esse grupo alimentar é rico em fibras, colaborando para aumentar a sensação de saciedade e ainda prevenir doenças como a constipação e câncer.

Carnes, ovos e feijões: este grupo fornece a maior parte da proteína da alimentação, as quais são para a construção do organismo, como pele e músculos. Além disso, este grupo alimentar também favorece a produção de hormônios, enzimas e anticorpos, ajudam a repor os gastos das células e auxiliam em processos de cicatrização e reparação dos tecidos que possam estar comprometidos. São encontrados com facilidade em carnes, ovos, feijões, soja, alguns tipos de grãos como castanhas, amêndoas, avelãs e nozes entre outros. O correto é preferir consumir mais carnes brancas (aves e peixes) e esporadicamente ingerir as carnes vermelhas.

Leite e derivados: os laticínios como leite, queijos, iogurte são a principal fonte de cálcio, responsável pelo crescimento e fortalecimento dos ossos. Também fornecem proteínas, necessárias para o crescimento. Devemos optar por queijos brancos e leites magros, pois possui menos gorduras em sua composição.

Gorduras, óleos, sal e açúcar: recomenda-se utilizar óleos, gorduras, sal e açúcar em pequenas quantidades ao temperar e cozinhar alimentos e criar preparações culinárias, pois são produtos alimentícios com alto teor de gorduras saturadas, sódio e açúcar livre (presente no açúcar de mesa). O consumo excessivo de sódio e de gorduras saturadas aumenta o risco de doenças do coração, enquanto o consumo excessivo de açúcar aumenta o risco de cárie dental, de obesidade e de várias outras doenças crônicas. Além disso, óleos, gorduras e açúcar têm elevada quantidade de calorias por grama. Desde que utilizados com moderação em preparações culinárias os óleos, as gorduras, o sal e o açúcar contribuem para diversificar e tornar mais saborosa a alimentação sem que fique nutricionalmente desbalanceada. As gorduras não devem ser excluídas totalmente da alimentação, pois são responsáveis por manter a temperatura corporal, e fundamental para a produção de hormônios, bem como transportar vitaminas no organismo. Recomenda-se o uso de gorduras “do bem” como azeite de oliva extravirgem, óleos vegetais e oleaginosas (castanhas e sementes).

Contudo, seja saúde, bem estar, qualidade de vida ou emagrecimento todos os grupos alimentares devem estar presentes na alimentação diariamente. Pratique saúde, seu corpo agradece!

Especialização em Terapia Nutricional, Nutrição Clínica e Fitoterapia, especializanda em Nutrição Esportiva - CRN3 27940. Escreve todas as segundas para o Dourados News - E-mail: contatonutrifernanda@gmail.com*

Deixe seu Comentário

Leia Também

AGENDA
Governador vai a Maracaju e entrega estação de tratamento de esgoto
LOTERIA
Mega-Sena acumula mais uma vez e prêmio vai a R$ 27 milhões
EDUCAÇÃO
Inep divulga notas do Enem na próxima sexta-feira
PIS/PASEP
pagamento de abono aos nascidos em janeiro e fevereiro começa amanhã
POLÍTICA
Bolsonaro recebe presidente argentino nesta quarta-feira em Brasília
PROCESSO SELETIVO
Sebrae encerra seleção para profissionais com salários de até R$ 7 mil
CAMPO GRANDE
Mulher é presa com 31 tabletes de maconha que levaria para Goiás
TEMPO
Quarta-feira de sol com aumento de nebulosidade em Dourados
UAU
Paloma Bernardi faz passeio relaxante e impressiona com barriga negativa
SÃO GABRIEL
Trio que matou e deixou corpo de rival amarrado é condenado a 44 anos

Mais Lidas

GRUPOS RIVAIS
Interno do semiaberto de Dourados é morto em briga de facções
POLÍCIA
Motorista que morreu em acidente na BR-163 tinha 28 anos
BR-163
Acidente que matou motorista de ônibus deixou outros cinco feridos
DOURADOS
Délia exonera secretário e coloca interina na Agricultura Familiar