Menu
Busca quarta, 19 de setembro de 2018
(67) 9860-3221
SAÚDE

Entendendo os grupos alimentares e seus benefícios, por Fernanda Viana

29 junho 2015 - 06h34

Uma alimentação saudável é aquela que reúne os seguintes atributos: acessíveis e valorizam a variedade de alimentos, harmônicas em quantidade e qualidade, naturalmente colorida e segura sanitariamente. A ingestão de nutrientes, propiciada pela alimentação, é essencial para a boa saúde. Para se adquirir uma alimentação variada, ela deve ser constituída equilibradamente por todos os grupos alimentares, sendo eles:

Carboidratos: podem ser simples (que são os açúcares) ou complexos (que são os amidos presentes principalmente em cereais, tubérculos e raízes). As principais fontes de carboidrato na alimentação do brasileiro são os grãos, como o arroz, o trigo e o milho, os tubérculos, como as batatas, e as raízes, principalmente a mandioca. O carboidrato é a principal fonte de energia para o corpo, para que possamos nos movimentar e consequentemente realizar as atividades diárias. Este é o principal nutriente utilizado para o correto funcionamento cerebral e, por isso, é considerado a base da alimentação.

Entretanto, por ser um grupo essencialmente importante para o corpo, o ideal é dar preferência para um tipo de carboidrato que favorece uma digestão lenta, promovendo saciedade por um período maior, e não eleva os níveis de açúcar no sangue, podemos encontrá-los nos produtos integrais como aveia, centeio, farelo ou gérmen de trigo, produtos que utilizam farinha integral como pães, massas e arroz integral. Além disto, esta qualidade de carboidrato fornece muito mais nutrientes ao organismo.

Frutas, verduras e legumes: são vários os motivos para comer frutas, verduras e legumes, pois são necessários para o bom funcionamento do corpo, auxiliando na prevenção de doenças, favorecem as respostas imunológicas dando proteção ao organismo. Quanto mais colorida e diversificada a ingestão, mais variado será o consumo de vitaminas e sais minerais, o que irá contribuir para o equilíbrio do organismo. Além disso, esse grupo alimentar é rico em fibras, colaborando para aumentar a sensação de saciedade e ainda prevenir doenças como a constipação e câncer.

Carnes, ovos e feijões: este grupo fornece a maior parte da proteína da alimentação, as quais são para a construção do organismo, como pele e músculos. Além disso, este grupo alimentar também favorece a produção de hormônios, enzimas e anticorpos, ajudam a repor os gastos das células e auxiliam em processos de cicatrização e reparação dos tecidos que possam estar comprometidos. São encontrados com facilidade em carnes, ovos, feijões, soja, alguns tipos de grãos como castanhas, amêndoas, avelãs e nozes entre outros. O correto é preferir consumir mais carnes brancas (aves e peixes) e esporadicamente ingerir as carnes vermelhas.

Leite e derivados: os laticínios como leite, queijos, iogurte são a principal fonte de cálcio, responsável pelo crescimento e fortalecimento dos ossos. Também fornecem proteínas, necessárias para o crescimento. Devemos optar por queijos brancos e leites magros, pois possui menos gorduras em sua composição.

Gorduras, óleos, sal e açúcar: recomenda-se utilizar óleos, gorduras, sal e açúcar em pequenas quantidades ao temperar e cozinhar alimentos e criar preparações culinárias, pois são produtos alimentícios com alto teor de gorduras saturadas, sódio e açúcar livre (presente no açúcar de mesa). O consumo excessivo de sódio e de gorduras saturadas aumenta o risco de doenças do coração, enquanto o consumo excessivo de açúcar aumenta o risco de cárie dental, de obesidade e de várias outras doenças crônicas. Além disso, óleos, gorduras e açúcar têm elevada quantidade de calorias por grama. Desde que utilizados com moderação em preparações culinárias os óleos, as gorduras, o sal e o açúcar contribuem para diversificar e tornar mais saborosa a alimentação sem que fique nutricionalmente desbalanceada. As gorduras não devem ser excluídas totalmente da alimentação, pois são responsáveis por manter a temperatura corporal, e fundamental para a produção de hormônios, bem como transportar vitaminas no organismo. Recomenda-se o uso de gorduras “do bem” como azeite de oliva extravirgem, óleos vegetais e oleaginosas (castanhas e sementes).

Contudo, seja saúde, bem estar, qualidade de vida ou emagrecimento todos os grupos alimentares devem estar presentes na alimentação diariamente. Pratique saúde, seu corpo agradece!

Especialização em Terapia Nutricional, Nutrição Clínica e Fitoterapia, especializanda em Nutrição Esportiva - CRN3 27940. Escreve todas as segundas para o Dourados News - E-mail: contatonutrifernanda@gmail.com*

Deixe seu Comentário

Leia Também

ELEIÇÕES 2018
Candidato do PSOL ao governo diz que pretende encarar o crime organizado com tecnologia
NOVA ANDRADINA
Menor é detida após bater na mãe por não querer estudar
NEGÓCIOS
Sesi continua com inscrições abertas para credenciamento de prestadores de serviços
CONCURSO
Diário Oficial traz resultado preliminar da Prova de Digitação do concurso da Polícia Civil
SHOW
Dourados recebe Zé Ramalho dia 19 de outubro
JUSTIÇA
TJ considera Lei que proibia Uber inconstitucional e transporte se torna legal em Dourados
ESPORTE
STJD rejeita pedido do Palmeiras para impugnar final do Paulistão
DOURADOS
Quase 70% das compras do Dia das Crianças vão ocorrer na semana da comemoração
FAMOSOS
Nasce segundo filho de Wesley Safadão e Thyane Dantas
LIBERTADORES
Cruzeiro encara o Boca hoje na Bombonera

Mais Lidas

DOURADOS
Idoso encontrado morto na pedreira foi vítima de latrocínio
MS-164
Trio é flagrado com mais de 1t de maconha no Copo Sujo
DOURADOS
Colisão frontal mata passageiro de caminhonete e deixa três pessoas feridas
DOURADOS
Homem esfaqueado pelo filho morre no Hospital da Vida