Menu
Busca quinta, 12 de dezembro de 2019
(67) 9860-3221
MAIO A SETEMBRO

Combinação de clima seco e festas juninas favorece as queimaduras

13 junho 2019 - 15h33Por Blog.saude.gov

Entre os meses de maio a setembro, o clima em todo o país fica mais seco, o inverno também traz vento e as pessoas ficam mais aglomeradas. 


É também nesta época do ano em que aproveitamos as Festas Juninas, que de tão tradicionais, não acontecem somente em junho e tão pouco apenas na região Nordeste. Por todo o Brasil, as pessoas acendem fogueiras, fazem panelas enormes de caldo e canjica, soltam fogos de artifícios, balões (apesar de proibidos) e as crianças se divertem com estalinhos de fogo. Todo este cenário favorece a ocorrência de queimaduras. 

O ministro da saúde, Luiz Henrique Mandetta, pede atenção à população nesses períodos e lembra que o Sistema Único de Saúde (SUS) oferece assistência gratuita para o tratamento das queimaduras. Assista o vídeo.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SUL DE MS
Operação desarticula quadrilha, apreende armas, drogas e dinheiro
NAS AREIAS
Atletas de 4 municípios disputam o reinado do beach tennis no MS
MATO GROSSO DO SUL
Projeto de Marçal sobre acompanhamento domiciliar a pacientes com câncer vai à sanção
BRASIL
Bolsonaro sanciona lei que aumenta limite do saque imediato do FGTS
DOURADOS
Pré-matrícula na Rede Municipal vai até dia 23 de dezembro
ALMS
Rotary Club de Maracaju pode ser declarado de utilidade pública
FUTEBOL
Times de MS conhecem adversários na Copa do Brasil
TERCEIRA EDIÇÃO
Festival de Ginástica Artística encerra atividades do projeto 'Ginaslouquinhos'
REGIÃO
PMA aplica multa de R$ 25 mil após constatar degradação em APP
ESPORTES
Pela primeira vez, Dourados realiza festival de Artes Marciais na praça

Mais Lidas

CAARAPÓ
Homem é assassinado a golpes de faca após discussão em bar
DOURADOS
Inteligência da PM prende dois por tráfico no bairro Estrela Tovi
GRANDE DOURADOS
Quadrilha especializada em roubo de caminhonetes é desarticulada e seis são presos
FURTO
Polícia recupera objetos e fecha ponto de receptação em Dourados