Menu
Busca quarta, 13 de novembro de 2019
(67) 9860-3221
SAÚDE

Chá de erva-doce: conheça os benefícios diários que ele traz ao seu corpo

23 abril 2019 - 09h39Por Dicas de Mulher

Você conhece o chá de erva-doce? A planta medicinal é originária do Mediterrâneo e cultivada em regiões de clima temperado. Ela traz diversos benefícios para a saúde e é bastante popular.

Assim como a planta, o chá de erva-doce também é benéfico para a saúde devido às suas propriedades. Consultamos a nutricionista Suyara Magalhães para esclarecer todas as dúvidas sobre esse famoso chá e mostrar o que ele pode fazer por você. Olha só:

8 benefícios incríveis do chá de erva-doce:

 

1. Diminui o inchaço
O chá de erva-doce tem ação diurética, o que ameniza a retenção de líquido e, consequentemente, alivia a sensação causa pela distensão abdominal, conhecida popularmente como inchaço.

2. Auxilia na digestão
Desde os tempos antigos, a erva-doce é utilizada para a saúde do sistema digestório. Segundo Suyara, o chá contribui para a melhoria no trânsito intestinal. Além disso, o chá contribui para a diminuição da acidez do estômago e do intestino, auxiliando na diminuição dos enjoos e dores na barriga.

3. Auxilia o sistema imunológico
O chá de erva-doce auxilia no processo de retirada das impurezas do sangue, facilitando o trabalho do sistema imunológico.

4. Alivia as cólicas
Ele também auxilia no alívios das cólicas, devido a sua propriedade antiespasmódica que ajuda na inibição da contração dos tecidos lisos.

5. Alivia o mau hálito
Por trazer melhorias ao sistema digestivo, o chá de erva-doce contribui para uma melhora significativa do mau hálito, se essa condição for fruto de um problema gastrointestinal. Além disso, o gargarejo com chá também ajuda no combate ao mau hálito e até mesmo à dor de garganta.

6. Fonte de nutrientes
O chá de erva-doce oferece ricos nutrientes essenciais para o bom funcionamento do corpo, como ferro, cálcio, potássio, zinco, vitamina A, complexo B e vitamina C.

7. Controle da pressão arterial
Por ser uma planta rica em potássio, o chá auxilia no controle do ritmo cardíaco, levando à diminuição da pressão arterial.

8. Equilíbrio hormonal
O chá auxilia na saúde do fígado e consequentemente melhora a qualidade da produção hormonal. Esse equilíbrio contribui para uma melhor qualidade de vida através da diminuição de sintomas da menopausa e até mesmo TPM.

 

Chá de erva-doce: dúvidas frequentes

Algumas dúvidas podem surgir na hora de introduzir o chá de erva-doce em sua rotina. Por isso, a nutricionista Suyara Magalhães respondeu algumas das dúvidas mais comuns sobre esse chá:

1. Chá de erva-doce emagrece?

Segundo Suyara, o chá é eficaz para aliviar a distensão abdominal, além de possuir propriedades que auxiliam na digestão, melhorando o trânsito intestinal. O chá é diurético, portanto o seu consumo combate a retenção de líquidos, o que, consequentemente, pode contribuir para a perda de peso.Mas ela ressalta que, se o seu objetivo for emagrecer, é essencial ter uma alimentação saudável e praticar atividades físicas.

2. Para que serve o chá de erva-doce para bebê?

Por possuir componentes que auxiliam nos processos gastrointestinais, o chá dessa planta contribui para a diminuição das cólicas dos bebês. Por isso, ele é recomendado para bebês acima de 6 meses de idade.

3. Chá de erva-doce é indicado para recém-nascido?

Até os seis meses de vida não é indicado o consumo de chás ou outros alimentos. Apenas o aleitamento materno ou o uso de fórmulas infantis são indicadas nesse período. Isso porque o sistema digestório ainda não está maduro suficiente para receber outros alimentos.

4. Chá de erva-doce pode ser utilizado na gravidez?

Suyara afirma que o chá auxilia em sintomas comuns como náuseas e vômitos. É importante lembrar que organismos agem de maneira diferente aos alimentos. Ela ressalta a importância de consultar o médico que está acompanhando a gravidez (1).

5. Chá de erva-doce com bicarbonato serve para quê?

Segundo a nutricionista, não existem estudos conclusivos que comprovem que essa mistura seja benéfica para a saúde.

6. Qual a quantidade indicada por dia?

Os óleos essenciais não podem ser consumidos em excesso, portanto o chá deve ser feito nas medidas corretas e deve ser consumido em no máximo 3 xícaras por dia.

7. Quais os possíveis efeitos colaterais?

Se tomado em excesso, o chá de erva-doce pode trazer alguns efeitos adversos como náuseas, vômito ou reações alérgicas.

Essas são as dúvidas mais comuns sobre o chá de erva-doce e como ele deve ser tomado. É importante sempre consultar o seu médico ou nutricionista, pois cada corpo tende a reagir de maneira específica.

 

Assim, percebemos que os benefícios oferecidos pelo chá de erva-doce são diversos. Incluí-lo em sua rotina pode ser uma boa maneira para melhorar a saúde.

Deixe seu Comentário

Leia Também

TRÊS LAGOAS
Homem não aparece para trabalhar e é encontrado morto em fazenda
LIMITE MAIOR
Senado Federal aprova saque do FGTS de até R$ 998; texto vai à sanção
ANTT
Agência adia decisão sobre redução de pedágio na rodovia BR-163
POLÍTICA
Comissão vota contra MP que desobriga publicar balanços em jornais
CAMAPUÃ
Polícia prende motorista com 732 quilos de maconha em rodovia
MINISTÉRIO PÚBLICO
Conselho proíbe exames ginecológicos em candidatas aprovadas
POLÍTICA
Duas chapas disputam mandato tampão em eleição suplementar de Japorã
UEMS
Abertas inscrições para processo seletivo de professor temporário
SAÚDE
Nelsinho Trad faz palestra sobre câncer de próstata e recorda prevenção
CAMPO GRANDE
Homem é preso após invadir casa, amarrar, ameaçar e roubar idoso

Mais Lidas

DOURADOS
Morto em acidente prestava serviços a indústria e teria invadido pista contrária
DOURADOS
Homem sofre acidente de trabalho e morre após ter 80% do corpo queimado
DOURADOS
Polícia prende cadeirante que comandava quadrilha formada por menores
DOURADOS
Ex-secretário de Saúde e empresário são levados à PED e defesas tentam liberdade