Menu
Busca domingo, 21 de julho de 2019
(67) 9860-3221
SAÚDE

Chá de erva-doce: conheça os benefícios diários que ele traz ao seu corpo

23 abril 2019 - 09h39Por Dicas de Mulher

Você conhece o chá de erva-doce? A planta medicinal é originária do Mediterrâneo e cultivada em regiões de clima temperado. Ela traz diversos benefícios para a saúde e é bastante popular.

Assim como a planta, o chá de erva-doce também é benéfico para a saúde devido às suas propriedades. Consultamos a nutricionista Suyara Magalhães para esclarecer todas as dúvidas sobre esse famoso chá e mostrar o que ele pode fazer por você. Olha só:

8 benefícios incríveis do chá de erva-doce:

 

1. Diminui o inchaço
O chá de erva-doce tem ação diurética, o que ameniza a retenção de líquido e, consequentemente, alivia a sensação causa pela distensão abdominal, conhecida popularmente como inchaço.

2. Auxilia na digestão
Desde os tempos antigos, a erva-doce é utilizada para a saúde do sistema digestório. Segundo Suyara, o chá contribui para a melhoria no trânsito intestinal. Além disso, o chá contribui para a diminuição da acidez do estômago e do intestino, auxiliando na diminuição dos enjoos e dores na barriga.

3. Auxilia o sistema imunológico
O chá de erva-doce auxilia no processo de retirada das impurezas do sangue, facilitando o trabalho do sistema imunológico.

4. Alivia as cólicas
Ele também auxilia no alívios das cólicas, devido a sua propriedade antiespasmódica que ajuda na inibição da contração dos tecidos lisos.

5. Alivia o mau hálito
Por trazer melhorias ao sistema digestivo, o chá de erva-doce contribui para uma melhora significativa do mau hálito, se essa condição for fruto de um problema gastrointestinal. Além disso, o gargarejo com chá também ajuda no combate ao mau hálito e até mesmo à dor de garganta.

6. Fonte de nutrientes
O chá de erva-doce oferece ricos nutrientes essenciais para o bom funcionamento do corpo, como ferro, cálcio, potássio, zinco, vitamina A, complexo B e vitamina C.

7. Controle da pressão arterial
Por ser uma planta rica em potássio, o chá auxilia no controle do ritmo cardíaco, levando à diminuição da pressão arterial.

8. Equilíbrio hormonal
O chá auxilia na saúde do fígado e consequentemente melhora a qualidade da produção hormonal. Esse equilíbrio contribui para uma melhor qualidade de vida através da diminuição de sintomas da menopausa e até mesmo TPM.

 

Chá de erva-doce: dúvidas frequentes

Algumas dúvidas podem surgir na hora de introduzir o chá de erva-doce em sua rotina. Por isso, a nutricionista Suyara Magalhães respondeu algumas das dúvidas mais comuns sobre esse chá:

1. Chá de erva-doce emagrece?

Segundo Suyara, o chá é eficaz para aliviar a distensão abdominal, além de possuir propriedades que auxiliam na digestão, melhorando o trânsito intestinal. O chá é diurético, portanto o seu consumo combate a retenção de líquidos, o que, consequentemente, pode contribuir para a perda de peso.Mas ela ressalta que, se o seu objetivo for emagrecer, é essencial ter uma alimentação saudável e praticar atividades físicas.

2. Para que serve o chá de erva-doce para bebê?

Por possuir componentes que auxiliam nos processos gastrointestinais, o chá dessa planta contribui para a diminuição das cólicas dos bebês. Por isso, ele é recomendado para bebês acima de 6 meses de idade.

3. Chá de erva-doce é indicado para recém-nascido?

Até os seis meses de vida não é indicado o consumo de chás ou outros alimentos. Apenas o aleitamento materno ou o uso de fórmulas infantis são indicadas nesse período. Isso porque o sistema digestório ainda não está maduro suficiente para receber outros alimentos.

4. Chá de erva-doce pode ser utilizado na gravidez?

Suyara afirma que o chá auxilia em sintomas comuns como náuseas e vômitos. É importante lembrar que organismos agem de maneira diferente aos alimentos. Ela ressalta a importância de consultar o médico que está acompanhando a gravidez (1).

5. Chá de erva-doce com bicarbonato serve para quê?

Segundo a nutricionista, não existem estudos conclusivos que comprovem que essa mistura seja benéfica para a saúde.

6. Qual a quantidade indicada por dia?

Os óleos essenciais não podem ser consumidos em excesso, portanto o chá deve ser feito nas medidas corretas e deve ser consumido em no máximo 3 xícaras por dia.

7. Quais os possíveis efeitos colaterais?

Se tomado em excesso, o chá de erva-doce pode trazer alguns efeitos adversos como náuseas, vômito ou reações alérgicas.

Essas são as dúvidas mais comuns sobre o chá de erva-doce e como ele deve ser tomado. É importante sempre consultar o seu médico ou nutricionista, pois cada corpo tende a reagir de maneira específica.

 

Assim, percebemos que os benefícios oferecidos pelo chá de erva-doce são diversos. Incluí-lo em sua rotina pode ser uma boa maneira para melhorar a saúde.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CAPITAL
Acidente entre dois carros e carreta mata motorista na BR-163
SHOWBIZZ
Luana Piovani revela o verdadeiro motivo do término com Pedro Scooby
CAPITAL
Homem é morto a facada e testemunha presa por não pagar pensão
BRASIL
Estudo revela que 80% de diabéticos podem ter doenças cardiovasculares
RIO BRILHANTE
Dupla é flagrada com mais de 100 quilos de maconha em veículo
FUTEBOL
Comercial sai atrás, mas arranca empate do Cena pelo Estadual sub-17
MUNDO NOVO
Homem morre no Hospital da Vida após cair de telhado
CRIME AMBIENTAL
Pescador é preso com carne de porco silvestre e pescado em ônibus
AMAZÔNIA
Diretor do Inpe rebate Bolsonaro, reafirma desmatamento e não deixa cargo
FRONTEIRA
Motociclista é arremessada e morre ao bater cabeça no meio-fio

Mais Lidas

TRÂNSITO
Mulher morre após acidente entre carro e moto
DOURADOS
Guarda flagra rapaz empurrando moto e descobre que veículo era furtado
LAGUNA CARAPÃ
Homem chega alterado em casa, bate na mãe e é preso
DOURADOS
Jovem é preso por tráfico internacional na rodoviária