Menu
Busca terça, 17 de setembro de 2019
(67) 9860-3221
SAÚDE E ESTÉTICA

Calosidades: Principais causas e tratamentos

31 maio 2019 - 17h00Por Podóloga Neide/Dourados News

Os pés são responsáveis por tarefas como o sustendo do nosso corpo, auxiliar na nossa locomoção e equilíbrio. Por isso, dependendo dos hábitos e estilo de vida de cada um, ele pode estar sujeito a intensas situações de atrito e pressão. Os calos (na ciência chamados de hiperqueratose), ou calosidades, funcionam como mecanismo de defesa do nosso organismo contra essas situações.

Essa resposta se dá pelo espessamento e o endurecimento da pele na área atingida pelo atrito intenso.  Geralmente é indolor, causando apenas incômodo, mas existem tipos variados de calos que atingem diferentes camadas da pele e chegam a causar, além do desconforto, dor intensa. 

A podóloga Roneide de Souza Santos, a podóloga Neide, esclarece sobre o problema. Confira! 


Causas 


Como dito anteriormente, as calosidades surgem como um mecanismo de defesa a constantes situações de pressão e atrito na pele, então, seu surgimento se dá quando nossos pés são sujeitos de forma recorrente a essas situações. 

Na maioria dos casos a causa é relacionada a escolha errada dos nossos calçados, quando muito apertados e usados por um longo período de tempo geram intensa pressão e atrito, resultando nos calos, por outro lado, quando muito grandes os calos surgem da tentativa dos nossos pés permaneceram estáveis e dentro do calçado. 

Há também causas que não estão relacionadas a nossos sapatos, pode acontecer de o indivíduo ter uma má formação na estrutura e, ao caminhar, os pés tentam compensar essa má formação por transferir o peso para uma área específica gerando uma má distribuição do peso e um aumento de pressão nessa área. 

Entre os grupos de pessoas onde as calosidades aparecem com mais recorrência estão os idosos, por conta da diminuição da elasticidade dos tecidos e o enfraquecimento das articulações causados pela idade avançada, os atletas e trabalhadores que exercem atividades onde estão a todo momento forçando a área dos pés também estão propensos a ter mais calos. 

Tratamento 

Antes e depois do tratamento feito pela podóloga Neide.


Primeiramente é necessário identificar qual o tipo de calo e também o motivo de seu surgimento, aí sim é possível indicar o tratamento correto. 

É importante lembrar que não é indicado que o paciente tente remover os calos por conta própria, como por exemplo com tesouras, giletes e outros objetos cortantes, pois isso pode gerar infecções. 

No caso de pessoas diabéticas ou com problemas vasculares a atenção tem que ser redobrada, pois ambas as patologias deixam o paciente mais susceptíveis a ter infecções graves intensificando o perigo ainda mais. 

Por esses motivos que é recomendado que os calos sejam tratados por um profissional de podologia, pois além de tratar o problema de forma segura e indolor, o podologo irá analisar a causa e trabalhar a melhor maneira de prevenir que o problema não volte mais. 

Por exemplo em certos casos, ortóteses plantares (palmilhas compensatórias), prescritas e realizadas pelo podologista, reduzem as  forças de pressão durante o caminhar e proporcionam alivio a longo termo.

Prevenção 

Antes e depois do tratamento feito pela podóloga Neide.



A melhor forma de prevenir os calos é sanar a causa deles, identificar o motivo pelo qual seu corpo os produz é a chave para evitar que eles apareçam novamente.  Preste atenção nos seus pés, se sentir uma pressão em um lugar específico, repare se seus sapatos estão no tamanho certo, outra coisa a se reparar é nas atividades que você exerce, se alguma delas sujeitam seus pés a muita pressão. 

Se essas causas forem descartadas, ou se o problema estiver acontecendo de forma recorrente, é importante consultar um podologo para que ele possa analisar a verdadeira causa e descartar uma possível má formação das estruturas dos pés. 

Uma dica que ajuda à aliviar o incômodo ou a preveni-lo, é aliviar a pressão diária que nossos pés passam durante o dia pelo uso de hidratantes, mas lembre-se que isso só auxilia, mas não resolve o problema por completo . 
 
Sobre a profissional 

Pioneira na área em Dourados, Roneide de Souza Santos - Neide Santos – se formou em Podologia em São Paulo e logo depois em  Estética e Cosmética.  Apesar de atender todas as áreas que a podologia abrange, é especializada em micologia e pés diabéticos. Atualmente leciona no curso técnico de podologia do SENAC, além de atender ao público de todas as faixas etárias, inclusive bebês, em seu endereço na rua Dr. Camilo Hermelindo da Silva ,1046. O telefone para agendamento é o (67) 3427-6662.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SHOWBIZZ
Morando nos EUA Sue Lasmar compra casa para se defender de furacão
CAMPO GRANDE
Motociclista fica ferido ao ser atingido no pescoço por linha chilena
UEMS
Inscrições para Transferência Externa começam nesta segunda-feira
FOMENTO
FCO aprova R$ 335 milhões a mais para atender empreendedores de MS
CAMPO GRANDE
Polícia apreende caminhão com cigarros contrabandeados e 150 kg de maconha
SAÚDE
Cassems realiza ‘1º Seminário em Saúde Mental’ para colaboradores
COMÉRCIO EXTERIOR
Balança comercial registra déficit na segunda semana de setembro
PONTA PORÃ
Homem invade residência e estupra mulher enquanto dormia
EDUCAÇÃO
Palestra 'Negócios que mudam o Mundo' será na UEMS de Dourados
LAVA JATO
Justiça de São Paulo rejeita denúncia contra Lula e Frei Chico

Mais Lidas

DOURADOS
Carro roleta Marcelino, bate em moto e deixa jovem ferida
TRAGÉDIA
Homem morre e três ficam em estado grave em acidente na MS-429
MS
Motorista morre após bater carro em árvore em rodovia
POLÍCIA
Adolescente capota carro com droga na BR-463