Menu
Busca quarta, 12 de dezembro de 2018
(67) 9860-3221

Saiba o que fazer para acalmar o seu pet na hora dos fogos

30 dezembro 2012 - 10h00

Em época de fim de ano, os animais de estimação tendem a se assustar com os barulhos de fogos e muitos até fogem de suas casas tamanho é o medo que sentem. É o que diz o veterinário José Paulo Bernardes Júnior, do Hospital Veterinário da Pompéia, em São Paulo. Um pouco de algodão no ouvido, brincadeiras para distrair e atenção redobrada são alguns cuidados que os donos devem ter com os seus pets.

“O mais indicado é que o dono fique com o animal no lugar mais tranquilo da casa. Ele precisa se sentir seguro. O dono festar ao lado do pet durante a queima de fogos também é importante”.

Com portas e janelas fechadas, o jornalista e estudante de veterinária, Ricardo Osman, 55 anos, passa todos os finais de ano na sala de jantar da sua casa cercado por sua família- Cláudia, sua esposa, e os seus oito cachorros. Um deles Ricardo comprou e os outros sete foram tirados das ruas. “Toda vez, nesta época do ano, íamos para um hotel em São Francisco Xavier , na cidade de São José dos Campos (SP), mas os fogos eram muitos, e os bichinhos se assustavam. Agora nós só passamos em casa.”

Osman conta que não sai de perto dos cachorros, principalmente quando o barulho começa. “O mais assustado, o Gordo, sempre late muito. Daí eu puxo ele pra perto de mim e fico acariciando a cabeça dele pra mostrar que está tudo bem.”

O que pode ajudar também, explica o veterinário José Paulo, são brincadeiras para distrair. “Chamar a atenção pra outra coisa é sempre uma boa opção – o animal tende a focar mais em quem está ao seu lado, e a brincadeira vai puxar ainda mais a sua atenção.” Algodão e alguns calmantes podem ser usados, explica o veterinário, mas por serem muito invasivos, ele não recomenda.

Outro problema que o dono deve sempre ficar atento é a uma possível fuga de casa. “Um cachorro ou gato muito assustado e que não está sendo vigiado tem muita probabilidade de fugir de casa por medo, por isso o número de animais perdidos aumenta no Ano Novo”, diz João Paulo. Osman já trabalhou muito no feriado por causa dos pets dos vizinhos que fugiram. “Nunca aconteceu comigo, mas já tive que sair no meio da festa pra procurar os pets de vizinhos e amigos”.

Deixe seu Comentário

Leia Também

LOTERIA
Mega-Sena pode pagar prêmio de R$ 36 milhões nesta quarta-feira
UFGD
Abertas inscrições para segunda etapa do II Festival de Graffiti
FABRICA
Chineses anunciam investimentos de R$ 2 bilhões em obra de Maracaju
SEST SENAT
Taxista realizam curso de atualização em Dourados
EDUCAÇÃO
Prouni do primeiro semestre de 2019 abrirá inscrições em 29 de janeiro
TEMPO
Quarta-feira de sol com algumas nuvens em Dourados; não chove
SHOWBIZ
Glenda Kozlowski coloca o bronzeado em dia no Rio de Janeiro
CULTURA
Cineclube UFGD encerra 2018 com o filme Feliz Natal
CORRUPÇÃO
Desembargadora Tânia Borges é alvo de novo processo no CNJ
PETRECHO PROÍBIDO
Ambiental apreende 200 metros de redes de pesca no Rio Paraguai

Mais Lidas

DOURADOS
Contador e esposa são presos na segunda fase da Operação Pregão
DOURADOS
Polícia prende acusado de agredir e esfaquear idosa em assalto
TRAGÉDIA
Neto matou avó com duas facadas nas costas
TRAGÉDIA EM ITAPORÃ
Antes de assassinato, menor discutiu com a avó porque queria vir para Dourados