Menu
Busca segunda, 19 de novembro de 2018
(67) 9860-3221
GOIÁS

Rios Parnaíba e Corumbá formam represa tradicional em Itumbiara

09 novembro 2018 - 10h31Por Férias Brasil

A pesca esportiva é o grande chamariz de Itumbiara. A cidade abriga uma represa de 150 quilômetros considerada a melhor e mais tradicional do país para a pescaria do tucunaré.

Formada pelas águas cristalinas dos rios Parnaíba e Corumbá, a obra separa os Estados de Goiás e Minas Gerais. 

Para quem não é fã da atividade, vale pegar uma carona nas embarcações para apreciar a variada paisagem que contorna as margens. São florestas inundadas, bosques de troncos, pastagens e barrancos, além de trechos de areia fina e outros incrustados de pedras.

Na volta do passeio, todos os caminhos levam aos bares da Avenida Beira-Rio, ponto de encontro nas noites de fim de semana. 

Itumbiara merece atenção também por conta da boa estrutura de serviços e da localização privilegiada - a cidade está inserida no corredor rodoviário que liga Curitiba a Brasília.

Deixe seu Comentário

Leia Também

DOURADOS
Pastoral Universitária da Unigran celebram os sacramentos do batismo e 1ª Eucaristia
DOURADOS
Hemocentro atende em horário diferenciado no próximo sábado
TRÂNSITO
Mudança: Rua Manoel Santiago passará a ser mão única até o Parque Alvorada
JOGOS ESCOLARES
Delegação de MS encerra 1ª fase dos JEJ com 10 medalhas e dois títulos inéditos
CAMPO GRANDE
Identificadas mulheres mortas em acidente na BR-060
BRASIL
Publicada exoneração de Sergio Moro no Diário Oficial da União
DOURADOS
Força-tarefa reúne 100 pessoas e faz limpeza na região central após vendaval
FAMOSOS
Grávida, Sabrina Sato posa de biquíni ao lado do marido
REGIÃO
Moradores acionam PMA e realiza vistoria no Rio da Prata
SAÚDE
“Dourados Azul” segue tem programação nos bairros e distritos

Mais Lidas

TEMPORAL
Fortes ventos derrubam mais de 30 árvores e deixa rastro de destruição em Dourados
FACADAS
Traficante brasileiro mata namorada dentro de cela no Paraguai
TEMPORAL
Ventos fortes derrubam árvores em Dourados
DOURADOS
Antes de ser assassinado, homem passou por ‘tribunal do crime’