Menu
Busca terça, 28 de janeiro de 2020
(67) 9860-3221

Piscicultura é debatida na 47ª Expoagro

14 maio 2011 - 07h34

As palestras técnicas mercadológicas estão chamando a atenção do público na 47ª Expoagro. Na sexta-feira, centenas de pessoas entre produtores, acadêmicos e empresários reuniram-se para debater a cadeia da piscicultura, uma atividade que está atraindo olhares de investidores.

Temas como a maximização dos lucros em piscicultura, manejo no cultivo do pintado, licenciamento da piscicultura e perspectivas de estruturação e comercialização do frigorifico de Dourados foram discutidos em palestras gratuitas no auditório do Parque de Exposições João Humberto de Carvalho.

Para o palestrante Alcemir Calazans, o mercado no ramo da piscicultura e a margem de lucro estão em uma crescente, já que as pessoas estão começando a mudar seus hábitos alimentares e o peixe é cada vez mais procurado.

Outro fator importante para o aumento do consumo de peixe é o incentivo que o governo tem dado. De acordo com Calazans, a implantação do frigorifico em Dourados impulsiona a produção e a comercialização da espécie. “Através dos incentivos dados pelo Governo Federal e a busca por novos hábitos alimentares, acredito que o consumo possa crescer cerca de 30%”, disse.

Daniele de Faria, 22 anos, é acadêmica de Zootecnia da UFGD (Universidade Federal da Grande Dourados) e vê o debate desse tema como uma ótima iniciativa para quem pretende iniciar as atividades, já que o mercado é promissor e a criação de peixes na região é viável.

Já Tatiane da Cunha, 21 anos, conta que o dia de palestras possibilitou um novo olhar sobre a atividade e tirou o estigma da maioria das pessoas, que sempre olharam o campo bovino como mais lucrativo. “Para nós acadêmicos que estamos nos preparando para entrar no mercado, é importante conhecer um novo ramo pra investir”. Disse.

Calazans contou também que para se investir em piscicultura deve-se primeiro gostar do ramo, e antes de qualquer coisa, fazer um planejamento do negócio visando gastos, lucros, manutenção do campo e possíveis clientes.

Sobre as dificuldades que o piscicultor pode encontrar o palestrante citou a falta de conhecimento e também a falta de um frigorifico.

O evento foi realizado pela Agraer-MS, Embrapa, UFGD e Sindicato Rural de Dourados. Os parceiros para a promoção das palestras foram a MPA, Sebrae, Seprotur, MS Peixe, Mar & Terra, Projeto Pacu, Câmara Setorial, Semac/Imasul, Semmam/Imam/Dourados.

(Colaborou Jhonatan Xavier do curso de Jornalismo da Unigran)

Deixe seu Comentário

Leia Também

REGIÃO
Corpo de pescador é encontrado em rio a cinco metros de profundidade
DOURADOS
Prazo para pagar IPTU à vista com desconto de até 30% vence dia 10 de fevereiro
CORUMBÁ
Irmão de prefeito agride assessor de deputada em jogo de futebol
ARTIGO
Ele te leva ao céu, e ao inferno ao mesmo tempo
SOCIAL
Fila para obter o Bolsa Família já chega a quase 500 mil pessoas
ECONOMIA
Dourados recebe palestra com técnicas para fugir da rotina na empresa
MIRANDA
PMA promove curso de arte em mosaicos ministrado por casal norte-americado
SAÚDE
Três cidades recebem atendimento do ‘Cassems Itinerante’, nesta semana
POLÍCIA
Governo entrega viaturas para reforçar segurança de Mato Grosso do Sul
ENSINO SUPERIOR
MEC libera consulta de bolsas do Prouni, mas suspende inscrição

Mais Lidas

VÍDEO
Ventania derruba árvores e destelha casas na região sul de Dourados
REGIÃO
Condutor de caminhonete é preso após atingir sete veículos estacionados
IVINHEMA
Confusão em posto termina com um morto e outro ferido por PM de folga
DOURADOS
Mulher deixa carro com chave na ignição e tem surpresa 15 horas depois