Menu
Busca quinta, 28 de maio de 2020
(67) 99659-5905
DÉCOR DO DIA

Papel de parede azul se destaca no quarto de casal

06 março 2019 - 09h05Por Casa Vogue

O pé-direito alto pode gerar alguns conflitos na hora de decidir como será aproveitado. Prateleiras, plantas pendentes, gallery wall, árvores e plantas grandes... tudo é possível. Porém, um único item pode resolver o preenchimento do espaço: o papel de parede colorido.

Neste quarto de casal, o modelo que lembra uma aquarela da Murals Wallpaper escorre pela parede principal, formando uma cabeceira lúdica e interessante. Sua grandiosidade estética é acompanhada de uma decoração minimalista, dentro dos tons do próprio revestimento.

A roupa de cama acinzentada, o banquinho de madeira como mesa lateral e a luminária pendente compõem a estética artsy e jovem. Note que a estrutura da cama de casal faz com que ela flutue no meio do cômodo - essa composição toda é um sonho acordado.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ECONOMIA
Dólar fecha em alta e vai a R$ 5,38
EDUCAÇÃO
Professor douradense publica 4 ª edição de livro de Direito Internacional
DATAFOLHA
Rejeição a Bolsonaro aumenta após vídeos de reunião ministerial, afirma pesquisa
PESCA PREDATÓRIA
Policiais apreendem redes de pesca e anzóis de galho em rios de MS
BRASIL
Covid-19: planos de saúde incluirão mais 6 exames na lista obrigatória
8H ÀS 12H
Três agências da Caixa abrem em Dourados neste sábado para saque de auxílio
DOURADOS
MP pede extinção de processo contra casal acusado de "furar" quarentena
PANDEMIA
Dourados registrou um caso de Covid-19 a cada 1h30 nos últimos dez dias
MERCADO DE TRABALHO
Quase 7 mil postos de trabalho são fechados somente em abril em Mato Grosso do Sul
POLÍTICA
TJ absolve ex-deputado estadual em caso de “servidora fantasma”

Mais Lidas

DOURADOS
Paciente com suspeita de coronavírus afasta mais de 20 profissionais da saúde no HV e UPA
PANDEMIA
Dourados é "campeã" de casos de coronavírus em MS pelo 3º dia consecutivo
PANDEMIA
Dourados investiga morte com suspeita do novo coronavírus
DOURADOS
Empresários cobram de Délia prova científica para justificar toque de recolher