Menu
Busca sábado, 24 de agosto de 2019
(67) 9860-3221

"O polêmico aniversário de Fátima do Sul", por José Tibiriçá

10 dezembro 2012 - 12h29

Fátima do Sul, chamada de Vila Brasil pertenceu ao Município de Dourados, elevada no dia 12 de novembro de 1958 à categoria de Distrito. Em 11 de dezembro de 1963, desmembrou-se de Dourados, através de Ato assinado pelo Governador Fernando Corrêa da Costa que promulgou a Lei no 2057 passando a chamar-se FÁTIMA DO SUL. O seu primeiro nome foi Porto Ubatuba, nome que tem origem no tupi e antes de Fátima do Sul receber o nome atual, o então prefeito Reinaldo dos Santos Morais, vendo a necessidade de trocar o nome do município, nomeou em 1965 uma comissão para coletar nomes para o local.

Foram sugeridos os nomes de Porto Vitória, Marechal Rondon, Campinas do Sul, Novo Planalto, Rio Brasil, Brasiporã, Novo Brasil, Fátima do Sul e Culturama.
Sempre tenho conversado com pessoas que nasceram nesta cidade, algumas delas vêm a Dourados para trabalhar, diariamente, muitas residem atualmente em Dourados, outras ali chegaram, oriundas de outros rincões, ficam surpresas quando é relatado que sua emancipação aconteceu no dia 11 de dezembro de 1963 e acham ser estranho o aniversário da cidade ser comemorado no dia 9 de Julho.

A resposta que tenho ouvido sobre a data de sua comemoração ser nesse dia, porque foi nesta data que contrariando ordens da direção da colônia agrícola de Dourados um grupo de pessoas no dia 9 de julho de 1953, entraram numa balsa que fazia a travessia do Rio Dourados com a intenção de se apossarem de lotes do outro lado. Evaristo era o dono da balsa do porto Vitória, o qual permitiu a travessia dos aventureiros para fazer as marcações dos lotes e construção de ranchos para receber seus primeiros habitantes. Numa dessas travessias, Evaristo, o balseiro, colocou carga demasiada sobre a balsa, tanto de pessoas como de sacarias e animais, ocasionando a quebra do cabo de aço e com isso ocasionou o afundamento da balsa, morrendo de uma só vez mais de 15 (quinze) pessoas, entre adultos e crianças.

Por causa desse fato, passou-se a comemorar a emancipação em data diferente, um ato unilateral que não justifica a comemoração. A avenida principal da cidade já leva o nome de 9 de julho, homenageando a rebeldia daquelas pessoas que naufragaram na travessia do Rio Dourados.

Fátima do Sul é o único ex-distrito de Dourados que comemora sua emancipação em data diferente, sendo um caso sui generis.

Encontrei-me com o candidato a prefeito de Fátima do Sul, Júnior Vasconcelos, durante sua campanha, comentei com ele o presente caso e percebi que como outros, também desconhecia este fato.

Como douradense, nascido antes da sua emancipação, sugeri a ele que sendo eleito, fizesse um debate junto à população, com a classe política, visto que a data correta para comemoração do aniversário da cidade seria o da emancipação, ou seja: 11 de dezembro.

É um erro histórico que deve ser corrigido e que a comemoração passasse a ser festejada por ocasião do seu cinquentenário de emancipação na data correta, afinal o prefeito eleito representa um resgate para que a cidade volte a ser chamada novamente de favo de mel




(*) José Tibiriçá Martins Ferreira

(*) Advogado, licenciado em Letras com Inglês, produtor rural, Secretário Geral do PSD em Dourados.

Deixe seu Comentário

Leia Também

FUTEBOL DE BASE
Semifinais do Estadual Sub-17 começam neste fim de semana
NOVA ANDRADINA
Cinco são presos pela PM durante ações ostensivas
CLIMA
Especialista diz que MS terá chuva significativa apenas em setembro
CRIME AMBIENTAL
Usina é multada em mais de R$ 270 mil por incêndio em canavial
PREVENÇÃO
Sala integrada para controle e combate de incêndios é criada em MS
BRASIL
Encceja: candidatos com dificuldade de acesso podem ligar para 0800
BRASILEIRÃO
Bahia bate Galo em Minas na abertura da 16ª rodada
MOVIMENTO
Manifestantes vão à Praça Antônio João em ato contra queimadas
DOURADOS
Arraiá da Uems segue hoje na Praça Antônio João
PARQUE DOS JEQUITIBÁS
Homem é flagrado pela Guarda com cachimbo, crack e cocaína

Mais Lidas

DOURADOS
Mulher tem dedo amputado após empilhadeira a atingir enquanto fazia compras
DOURADOS
VÍDEO: Guarda agride rapaz em abordagem na UPA e corregedoria abre inquérito para apuração
VALE QUANTO?
Peritos imobiliários avaliam Douradão para venda ou aluguel a pedido da prefeitura
VIOLÊNCIA
Bandidos encapuzados invadem casa no Santo André e agridem idoso a coronhadas