Menu
Busca quarta, 22 de maio de 2019
(67) 9860-3221

Leia o artigo "Quando a chuva passar", por Rosildo Barcellos

11 janeiro 2013 - 09h10

Quando a chuva passar
Quando o tempo abrir
Abra a janela e veja eu sou o sol
Eu sou céu e mar
Eu sou céu e fim
E o meu amor é imensidão ...

A composição de Ramon Cruz, vai além de uma simples canção de amor eternizada nas vozes de Ivete Sangalo e de Paula Fernandes. Ela nos faz pensar nos grandes problemas que nos atacam com cada vez mais voracidade no mês de janeiro e por conseguinte antecipa um alerta para que todos os motoristas tenham cuidado na hora da chuva forte. A primeira regra é levar o carro para um lugar seguro assim que perceber o começo da tempestade. Se a chuva já estiver em andamento, o jeito é procurar um local mais alto para deixar o veículo até que a situação melhore. Em alagamentos, o limite para trafegar com segurança é quando o nível da água estiver chegando à metade da roda. Mais do que isso, não arrisque. Ligue sempre os faróis, mesmo que seja durante o dia.

O início da chuva é o momento mais crítico. Seja uma simples garoa, seja um temporal, ela pode surpreender. A pista, assim que recebe o início da água da chuva, transforma-se em uma espécie de armadilha, graças à perigosa mistura de água, resíduos de óleo, combustível e sujeira. Esta mistura gera um líquido extremamente escorregadio, que compromete em muito a aderência dos pneus ao solo, principalmente nas rodovias, facilitando também a aquaplanagem.

Outro problema possível é o choque térmico. Quando bate nos vidros quentes do carro, a água fria da chuva forma o chamado embaço, que é perigoso, pois prejudica a visibilidade do motorista. Mesmo com os pneus e freios em bom estado a frenagem na chuva deve ser suave e progressiva. Assim, quando frear não pressione bruscamente o pedal, mas pise suavemente. Acione sem demora o limpador de para-brisa e o sistema de ventilação (para desembaçar os vidros). Se for atravessar poças, procure pontos de referência como outros carros e postes.

Mantenha a primeira marcha em velocidade constante. Se o carro morrer, empurre-o para um local alto e seco,se possível e não tente dar a partida novamente - se o carro tem seguro pode haver uma dificuldade no recebimento, justamente por esse "agravamento de risco". Depois de atravessar uma poça grande, ande em velocidade reduzida e pise algumas vezes de leve no freio para secar as lonas traseiras (conforme o caso). Outra questão importante são os pneumáticos...observe se estão em condições. É só observar uma marca TWI ela indica se já esta na hora de trocar; em algumas fábricas essa marca é um pequeno triangulo, que faz um ressalto. Abaixo disso é temeroso andar na chuva com esse pneu.

Um outro grande perigo nos dias de chuva é o calço hidráulico, que danifica o motor e provoca prejuízos. Ele acontece quando a água passa pelo filtro de ar e chega ao cilindro. Se for impossível não esperar porque já está na água e se você perceber que o escapamento está submerso (o som muda, fica parecendo som de bolhas; jamais desacelere. Se tiver que parar o veículo pise na embreagem, tire a marcha (coloque em ponto morto) e freie com cuidado (com o pé esquerdo). Tudo isso você deverá fazer o veículo acelerado.naquele momento, é a única forma de proteger o motor.

Saia com condições de chuva forte se realmente for necessário, se puder adiar, retardar ou postergar...faça-o.Sabemos que depois da chuva forte é que as preocupações aumentam.Nas áreas de risco, depois que água escoa é o momento de limpar o estrago que a chuva causou e ver o que foi perdido. No dia seguinte ao caos, é fácil também encontrar na cidade oficinas cheias e muito barro nas pistas que ficaram alagadas. O prejuízo para quem passa pelos pontos de alagamentos é alto e a insistência em atravessar a pista tomada pela água pode custar mais caro do que muitos imaginam. Esteja sempre atento aos alertas da Defesa Civil.





Rosildo Barcellos (*)

(*) Articulista e consultor Educacional do Jornal de Domingo desde fevereiro de 1992


Deixe seu Comentário

Leia Também

MS-270
Caminhão possuía 84 fardos de maconha e droga ultrapassa 1,6 tonelada
ASSEMBLEIA
Aprovado projeto de lei de Renato Câmara que garante cadastro provisório à assentados de MS
MS
Acidente deixa uma pessoa ferida na BR-163, próximo a Naviraí
MS
Carga de maconha apreendida próximo a assentamento deve ultrapassar 1t
APÓS ADIAMENTO DE PROVA
MPF recomenda que IFMS não restrinja caráter competitivo de novos concursos
SAÚDE
Você sabe o que é Lúpus?
CONTRABANDO
Carga com 600 mil maços de cigarros é apreendida em MS
HONRA AO MÉRITO
Sessão solene homenageia quem faz a história de Dourados
BONITO
Congresso Holístico terá palestra sobre “liberdade”, com Caroline Figueiró
PEDRO JUAN
Três suspeitos de chacina na fronteira são presos pela polícia paraguaia

Mais Lidas

DOURADOS
Presos fazem motim na PED em ala ocupada por membros de facção criminosa
POLÍCIA
Após pescaria, marido encontra desconhecido na frente de casa e ameaça mulher com arma em Dourados
ACIDENTE
Motociclista avança preferencial, colide com outra moto e morre
EDUCAÇÃO
Greve atinge escolas em Dourados e prejudica merenda, inspeção e limpeza