Menu
Busca Terça, 12 de Dezembro de 2017
(67) 9860-3221
SAÚDE&ESTÉTICA

Estudo diz que pular o café da manhã dobra o risco de arteriosclerose

06 Outubro 2017 - 09h35Por Da redação

Pular o café da manhã ou se alimentar mal ao começar o dia, pode dobrar o risco de desenvolver uma arteriosclerose, que é o aumento da espessura da parede das artérias e que pode ser fatal, segundo um estudo publicado na última segunda-feira (02).

A pesquisa, publicada na revista médica "Journal of the American College of Cardiology", descobriu sinais de lesões causadas nas artérias antes do aparecimento de sintomas ou do desenvolvimento da doença.

Conforme informou o G1, esta descoberta poderia proporcionar uma ferramenta importante na luta contra as doenças cardiovasculares, que são responsáveis pela maioria das mortes no mundo.

De acordo com dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), cerca de 17,7 milhões de pessoas morreram devido a estas patologias em 2015.

"Este estudo prova que se trata de um mau hábito que as pessoas podem mudar proativamente para reduzir seu risco de doença cardiovascular", indicou.

Os cientistas estudaram durante seis anos 4 mil trabalhadores de meia idade residentes na Espanha. Deles, 25% tomavam um café da manhã rico e ingeriam ao menos 20% das calorias diárias nessa refeição.
A grande maioria (70%), porém, consumia apenas entre 5% e 20% das calorias diárias no desjejum, enquanto 3% não comiam praticamente nada ao acordar.

Este último grupo "tende a ter hábitos alimentares menos saudáveis e uma maior prevalência de fatores de risco cardiovascular", segundo a pesquisa. Estas pessoas também têm um maior "diâmetro corporal na altura da cintura, maior índice de massa corporal, pressão arterial mais alta, mais lípidos no sangue e níveis mais altos de glicose em jejum", afirmou.

Usando tecnologia de ultrassom para identificar eventuais acúmulos de gordura nas artérias ou sinais precursores de doenças, os pesquisadores perceberam que as pessoas que consomem menos de 5% das calorias diárias recomendadas no desjejum têm em média duas vezes mais gordura nas artérias do que as que tomam um café da manhã de alto teor calórico. Este risco aparece independentemente de outros fatores como o tabaco, nível de colesterol e sedentarismo.

Estudos anteriores já tinham associado um café da manhã saudável com um bom estado de saúde, peso mais baixo, regime equilibrado e menor risco de colesterol e pressão arterial altos e de diabetes. Pular o café da manhã também já foi associado a um aumento da probabilidade de desenvolver uma doença coronária.

"Apesar de que os que pulam o café da manhã estão tentando, em geral, perder peso, com frequência acabam comendo mais e alimentos menos saudáveis no final do dia. Pular o café da manhã pode provocar desequilíbrios hormonais e alterar os ritmos circadianos", explicou Prakash Deedwania, professor de medicina da Universidade da Califórnia, em um editorial que acompanha a publicação.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

BLITZ
Comissão da OAB/MS promove orientação “Diga não a captação” em INSS
ESTADO
Em MS, empresas envolvidas em corrupção serão impedidas de firmar contratos com o Governo
FÁBRICA
De uma barra gigante e colorida à boca: veja como é feito o batom
AGENTE DE POLÍCIA
Diário Oficial traz resultado de recursos da avaliação médica do concurso
ASSEMBLEIA
CCJR analisa 15 matérias na reunião desta terça-feira
RENAIS CRÔNICOS
Transporte a pacientes renais gera protesto em Dourados
CPMI DA JBS
Relatório pede indiciamento de Janot, irmãos Batista e mais três
BR-463
Douradense é preso com maconha após luta corporal com policial
MUDANÇA
Novos critérios definem morte encefálica e afetam doação de órgãos
SAÚDE DAS UNHAS
Cinco dicas para manter as suas unhas saudáveis

Mais Lidas

CAPITAL
Mulher morre em acidente na BR-163 e dois ficam feridos
FRONTEIRA
Policial e membros do PCC estariam envolvidos em esquema de cigarros
DOURADOS
Homem morre após ser esfaqueado no Santo André
EDITAL
Escola Vital Brasil abre seleção para bolsas de estudo