Menu
Busca quinta, 27 de fevereiro de 2020
(67) 9860-3221
Educação

Nutrição na Universidade Paulista UNIP Polo Dourados/MS

31 dezembro 2019 - 13h06Por UNIP DOURADOS

O curso de Nutrição da Universidade Paulista tem como objetivos formar nutricionistas com conhecimentos, competências e habilidades gerais adequados para:

• desenvolver ações de prevenção, promoção, proteção e reabilitação da saúde, tanto em nível individual quanto coletivo, atuando, de forma interdisciplinar, em equipes multiprofissionais, com prática integrada ao sistema de saúde local;

• fundamentar-se no trabalho para tomadas de decisões apropriadas, a fim de avaliar, sistematizar e decidir as condutas mais adequadas baseadas em evidências científicas;

• aplicar técnicas de comunicação acessível que permitam adequada relação com o cliente, comunidade e equipe multiprofissional e manter a confidencialidade das informações;

• ampliar a aprendizagem de uma língua estrangeira;

• aplicar as ferramentas de tecnologia, comunicação e informação;

• assumir posição de liderança e tomada de decisão no trabalho em equipe multiprofissional, com compromisso, responsabilidade e empatia;

• realizar trabalho dentro do mais alto padrão de qualidade e princípios éticos;

• ter capacidade crítica, analítica e reflexiva;

• ultrapassar as barreiras culturais, sociais e pessoais na interação com os clientes, grupos e comunidade;

• incorporar a educação permanente como princípio de excelência profissional.

ATIVIDADES PRINCIPAIS

O curso de graduação em Nutrição da UNIP procura estar sempre engajado para manter um currículo adequado às mudanças pelas quais a sociedade vem passando, sem, contudo, deixar de priorizar a atenção dietética, tanto em nível individual quanto coletivo, por meio de ações integradas de prevenção, promoção, proteção e reabilitação da saúde, com ênfase no SUS, nas diferentes fases do ciclo-vital e do processo saúde-doença, para atuar, de forma interdisciplinar, em equipes multiprofissionais e com prática integrada ao sistema de saúde local.

A formação do nutricionista deve dotar o profissional dos conhecimentos, habilidades e atitudes requeridos para atuar com competência em:

• atenção dietética a indivíduos e populações, de diferentes idades e condição de saúde;

• avaliação, promoção, manutenção e recuperação do estado nutricional de indivíduos e
grupos;

• desenvolvimento e aplicação de técnicas de ensino em sua área de atuação;

• atuação na formulação e execução de políticas e programas de educação nutricional, segurança alimentar e sanitária e vigilância nutricional, visando a promoção da saúde em âmbito local, regional e nacional;

• atuação interprofissional em equipes multiprofissionais de saúde e terapia nutricional, realizando a avaliação, diagnóstico e acompanhamento do estado nutricional, planejando, prescrevendo, analisando, supervisionando e avaliando o uso de dietas e suplementos dietéticos;

• planejamento, gerenciamento, avaliação de unidades de alimentação e nutrição com vistas à melhoria das condições de saúde de coletividades sadias e enfermas;

• realização de diagnósticos e intervenções na rede de alimentação e nutrição, considerando a influência sócio cultural, econômica que determina a disponibilidade, consumo e utilização biológica dos alimentos;

• atuação interprofissional em equipes multiprofissionais, realizando planejamento, coordenação, supervisão, implementação, execução e avaliação de atividades na área de alimentação e de saúde;

• desenvolvimento de auditoria, assessoria e consultoria na área de alimentação e nutrição e atuação em marketing de alimentação e nutrição.

• controle de qualidade dos alimentos nas suas áreas de competência e desenvolvimento e avaliação de novas fórmulas ou produtos alimentícios para consumo humano.

• participação em grupos de pesquisa, enfatizando a nutrição humana de forma integral e ética.

MERCADO DE TRABALHO

O nutricionista pode exercer atividades autônomas, trabalhar em instituições de ensino, pesquisa, saúde e abastecimento de alimentos, alimentação escolar, indústrias alimentícias, nutrição e marketing, nutrição e esporte, clínicas, ambulatórios, consultórios, hospitais, academias, spas.

A oferta de postos de trabalho no mercado está em expansão, na medida em que a expectativa de vida da população brasileira tem aumentado e as necessidades de atenção dietética se multiplicado.

Cabe ao nutricionista um amplo espectro de atuação e de participação na sociedade.

PRÁTICAS

• Laboratório de Técnica Dietética e Análise Sensorial
• Laboratório de Avaliação Nutricional
• Laboratório de Anatomia
• Laboratório Multidisciplinar
• Laboratório de Informática
• Clínicas de Saúde da UNIP
• Jornadas Acadêmicas
• Atividades de Extensão Comunitária
• Atividades Complementares
• Estágio em instituições de saúde: Hospitais, Clínicas, Unidades Básicas de Saúde e outros.
• Estágio em Restaurantes Industriais e Escolas
• Monitoria
• Iniciação científica.

Ficou interessado em saber mais?

Faça sua inscrição no www.unipdourados.com.br ou ligue no (67) 3411-7565 e agende seu vestibular.

Leia Também

CHAPADÃO DO SUL
Padrasto é denunciado após passar a mão na perna de enteada
JOGOS DE TÓQUIO
Coronavírus faz Japão cancelar evento-teste de judô paralímpico
DETRAN
Nova portaria possibilita ampliação do número de ECV´s em MS
SAÚDE
Exame dá negativo a 1º caso suspeito de coronavírus em MS; saúde aguarda contraprova
GOVERNADOR
Bruno Covas inicia imunoterapia para tratamento de câncer
REGIÃO
Homem é a 13ª vítima fatal da dengue no Estado em 2020
JARDIM ÁGUA BOA
Cofre furtado de mercado é encontrado em obra; ladrões levaram mais de R$ 3 mil
MATO GROSSO DO SUL
Em dois anos, Defensoria Pública do Estado ajuizou 381 ações contra concessionária
PIRACEMA
Apreensões durante operação chega a 859kg de pescado
DOURADOS
Procon fiscaliza venda irregular de azeite e milho em conserva em supermercados

Mais Lidas

MULTIDÃO
Carnaval na praça central de Dourados termina em ‘confusão e sujeira’
DOURADOS
Mulher tenta sair de mercado com quase R$ 700 em compras sem pagar
INVESTIGAÇÃO
Ex-prefeito de Amambai foi morto após discussão por desacordo trabalhista
PONTA PORÃ
Estado monitora caso suspeito de Coronavírus na fronteira