Menu
Busca domingo, 18 de agosto de 2019
(67) 9860-3221

É preciso acreditar e trabalhar, por Glauco Pinheiro da Cruz

14 janeiro 2013 - 18h15




Fazer o país crescer, preservando empregos e renda, é o grande desafio de cada um de nós em 2013. Passadas as festas do final do ano, é hora de colocar as duas mãos na massa, sem levar em consideração o slogan de que o país somente costuma voltar ao normal após o Carnaval – neste ano, 12 de fevereiro. Não há tempo a perder.



Governo, empresários e trabalhadores precisam acreditar que é possível, sim, reverter as expectativas um tanto pessimistas em relação ao crescimento do PIB, que ficou abaixo do esperado em 2012. Basta que cada um faça a sua parte e que os médios grandes empresários mergulhem nessa empreitada, seguindo o exemplo dos empreendedores que estão à frente das mais de 6 milhões de micros e pequenas empresas, responsáveis pela maior parte das contratações e manutenção do emprego, como ocorreu em 2012.



Acreditar e trabalhar. Esse é o caminho. Do governo e seus agentes, além do otimismo que a presidente Dilma tenta passar, se espera mais seriedade e controle nos gastos, uma máquina estatal mais enxuta e sem empreguismo, mais empenho na execução das grandes obras de infraestrutura programadas, além de empenho nas reformas mais urgentes, como a tributária, a trabalhista e da Previdência. E tudo isso acompanhado de tolerância zero à corrupção, uma praga que insiste em sobreviver no meio político e econômico.



Do Poder Legislativo se esperam menos polêmicas indigestas para a maioria da Nação e mais compromisso com as reformas e na busca de soluções para os grandes problemas do país, seja na área econômica, política, educacional, da saúde etc., seja na defesa das minorias e dos mais necessitados. É um tanto frustrante vermos nossos parlamentares transformados em meros debatedores de Medidas Provisórias baixadas pelo Executivo. Neste início de ano, antes mesmo da retomada das atividades parlamentares em 4 de fevereiro, já são sete as MPs à espera de análise por comissões mistas da Câmara e Senado. E há ainda outras seis MPs (598 a 602) que sequer foram lidas em Plenário.



Dos grandes, médios, pequenos e micro empresários espera-se arrojo para investir e criar empregos. A presidente Dilma já deu provas de que está empenhada nessa empreitada, ao adotar a desoneração da folha de pagamentos e a redução de impostos, como o IPI, para setores de grande potencial de geração de empregos. Mas, se as grandes e médias empresas são responsáveis pela maioria dos empregos e pelo grosso da massa salarial, não se pode ignorar a força das pequenas empresas e das micros, com até quatro empregados, especialmente em tempos de crise. As MPEs responderam pela maioria das contratações de janeiro até o final de novembro de 2012 - nada menos do que 1,13 milhão, contra 286 mil postos preenchidos por grandes e médias empresas.



Somente em novembro passado, por exemplo, as MPEs fizeram 90.950 contratações, contra 44.855 demissões pelas grandes e médias, ficando as MPEs responsáveis pelo salto positivo do emprego no mês.



Além da melhor preparação dos empreendedores, que veem no próprio negócio mais uma oportunidade do que uma necessidade, o avanço das MPEs, que são hoje 99% do total de empresas do país, também se deve ao apoio de programas como o MEI (Microempreeendedor Individual) e Simples Nacional, que facilitam a formalização e reduzem o cipoal tributário, além do Refis, que facilita a renegociação de tributos devidos.



Se cada um de nós - não importa se professor, cientista ou médico; político, servidor público ou juiz; empregado ou profissional liberal; dono de empresa ou trabalhador do campo – fizer a sua parte, acreditar e trabalhar com seriedade e honestidade, o Brasil com certeza chegará ao final do ano mais rico, mais bonito e mais justo.



(*) Glauco Pinheiro da Cruz é consultor e diretor do Grupo Candinho Assessoria Contábil

Deixe seu Comentário

Leia Também

POLÍTICA
Bolsonaro avalia indicações para PGR
INTERNACIONAL
Ministro da Fazenda da Argentina deixa cargo
ESPORTES
Seleção Sub-17: convocados para amistosos na Inglaterra em setembro
MS
Veículo pega fogo e fica totalmente destruído em acidente, na MS-276
MS
Motorista embriagado abandona carro no meio da rua com celular e pistola dentro
CULTURA
III Festival da Canção da UEMS será neste domingo em Dourados
BRASIL
Maior rendimento do FGTS exige atenção na hora do saque
CAMPO GRANDE
Motociclista morre após avançar via preferencial
MS
“Operação Divisa Segura VII” prende foragido da polícia
MS
Criminoso foge e polícia apreende carro “recheado” de maconha

Mais Lidas

DOURADOS
Acidente com morte pode ter ocorrido após motociclista ser fechado por carro
BR-163
Passageira morre após homem colidir moto contra placa de sinalização em Dourados
DOURADOS
Homem fica ferido após estouro de equipamento na Cabeceira Alegre
POLÍTICA
PSL lança nome para Prefeitura de Dourados e senadora descarta aliança com tucanos