Menu
Busca quarta, 21 de agosto de 2019
(67) 9860-3221
DÚVIDA

Contratar um decorador ou um arquiteto?

05 junho 2019 - 14h59Por Eh Decor

Devo contratar um decorador? Uma pergunta recorrente que recebo por e-mail é sobre a necessidade de contratar um decorador, arquiteto ou engenheiro para administrar, planejar e acompanhar uma obra de construção ou reforma ou ainda para a decoração da nova casa.

As vezes as pessoas se perguntam “porque contratar um decorador, um arquiteto ou um engenheiro?” Vou colocar aqui minhas considerações a respeito e assim, tentar te ajudar nessa decisão.

Contratar um decorador, arquiteto ou engenheiro?

Bom, como já disse algumas vezes não é minha formação, mas uso este canal para compartilharmos nossas experiências, assim, vou colocar aqui minha opinião em relação ao assunto e como sei que tenho algumas leitoras da área peço que fiquem a vontade para complementar ou corrigir o post nos comentários e claro, se desejar deixem seus contatos.


Vai construir?

Em se tratando de construção ou reforma reforma eu considero indispensável a contratação de um profissional de arquitetura e de engenharia, a experiência e conhecimento dos profissionais da área com certeza evita gastos desnecessários e tornam os projetos mais assertivos.

Mesmo trabalhando em áreas bem similares, o engenheiro civil e o arquiteto têm papéis diferentes em um projeto; o engenheiro esta voltado para a parte estrutural do projeto, aqueles cálculos todos que vão garantir que a casa fique firme e dure anos e anos.
O arquiteto entra com as questões (as melhores) de definição como melhor utilização do terreno, aproveitamento de ventilação, estética, definição de espaços internos, iluminação… enfim, toda aquela outra parte que vemos para a casa se tornar realidade.
E em alguns casos, ainda é necessário o engenheiro elétrico, hidráulico, etc… assim, todas as áreas do projeto são supervisionadas por profissionais capacitados.

Quando se trata de reformar um apartamento, deverá considerar se haverá ou não mudanças estruturais. Se for o caso, geralmente e felizmente os condomínios exigem  um responsável técnico pela obra, uma vez que a reforma em um único apartamento pode influenciar no prédio todo.

Troca de revestimento de pisos e paredes, remoção de paredes, abertura de portas… enfim, são mudanças sérias que precisam de acompanhamento para que o resultado, além de agradar aos donos, não cause nenhum dano ao prédio. Então, considero importantíssimo a contratação de um profissional.


E para decorar? 

Não que seja uma obrigatoriedade a contratação de um profissional da área para planejar a decoração dos espaços, mas com certeza contratar um arquiteto com especialização em interiores ou um decorador o projeto vai aliar a funcionalidade e estética.
Depende muito de pessoa para pessoa. Tem pessoas que, apesar de não ter formação na área elas têm um olhar bacana sobre a decoração, dimensão de espaços, entendem bem seu estilo próprio, sua rotina de uso de cada ambiente, sabe do que gostam e do que não gostam. Estas pessoas geralmente conseguem decorar suas casas de forma bem pessoal, aconchegante e com um ótimo aproveitamento.

Ainda assim, algumas dessas pessoas optam por contratar um decorador ou arquiteto para ajudar em pequenos detalhes, acho válido principalmente se não afetar o orçamento familiar.

Então, se você leva jeito, gosta, tem disponibilidade, se joga…

Esta terceirização tem seus prós e contras como em qualquer situação, acabo pensando que tem mais prós pois um olhar experiente só vem a contribuir.


Prós em contratar um arquiteto ou decorador

Os prós é que o profissional depois de uma entrevista consegue definir além do seu estilo a sua expectativa em relação ao projeto finalizado, como você vive, como vai usar o ambiente, enfim… com sua experiência vai criar um projeto que personalizado.
Provavelmente você terá menos dor de cabeça na execução do projeto já que dependendo do tipo de contrato que fizer ele fará a gestão do projeto. A contratação da mão de obra e aquisição de materiais, mobiliários, objetos… será tudo acompanhado, preços podem ser melhores negociados, assim como prazos.


Contras em contratar decorador ou arquiteto

Os contras, como falei anteriormente, ter um orçamento preparado é a base de tudo pois, caso o  seu orçamento seja tão, mas tão restrito que ao contratar o projeto você não tenha verba para executar, aí não adianta, vai ficar com o projeto na gaveta e nada de poder comprar aquele móvel lindo que ele sugeriu.

Outra coisa a avaliar é a afinidade com o profissional, imagine que você dá carta branca e o resultado final fica com cara de show room.

Precisa verificar se o profissional tem o hábito de incluir no projeto que aqueles objetos, fotos e outros itens pessoais que tornam a casa um lar.

As vezes vemos casas em revistas que parece que não mora ninguém, foi assinado pelo fulano “tal” mas não representa nada.
Então, ao contratar tenha certeza que é uma pessoa que pega a sua essência e transmite para o projeto com as boas soluções que tem conhecimento.

E o preço? É caro contratar um arquiteto ou decorador?

Existem diversas modalidade de contratação de serviços de arquitetos e decoradores. Dos mais variados valores e claro, ainda tem a assinatura do arquiteto, quanto mais conhecido, nas mídias ou de celebridades o valor custo sempre será proporcional.
 
Por hora: durante o período o profissional diz o que fazer ou não fazer nos ambientes em questão. Nem sempre você sai com um projeto nas mãos para poder te conduzir, cuide com isso, afinal, a memória é fraca.

Uma consultoria neste estilo tem um custo médio de R$ 450,00 a hora estimando neste período atender até 3 ambientes.


Por projeto: é a modalidade que a gente sai com o projeto 3D na mão, com definição de espaços, iluminação, projeto de mobiliário… normalmente contempla um número específico de alterações dentro do valor contratado. Em média R$ 1.300,00 por ambiente médio de 10m2.

Acompanhamento de obra: para ter menos dor de cabeça, você pode terceirizar esta etapa ficando a cargo do decorador ou do arquiteto, este honorário pode chegar a 10% ou 15% do valor do projeto contratado.

Como escolher?

Ainda acho que a recomendação é a melhor forma. Quando indicado, recomendado você pode ver o projeto finalizado, conversar com o cliente anterior e sentir como foi o processo, se tudo saiu como previsto, e se não saiu, como foi conduzido.

Outra forma é ver revistas, existem inúmeras revistas de decoração e arquitetura, elas normalmente citam o nome do profissional responsável. E existem diversos tipos de revista, com públicos que variam de acordo com o perfil do público.

Em linhas gerais, eu opto pela contratação do profissional para melhor aproveitamento e uso do espaço, acho um investimento válido principalmente naqueles cômodos que você tem um problema identificado e que não conseguir resolver sozinho. 

Entenderam, acho que é necessário avaliar cada situação, cada necessidade, cada cômodo, seu orçamento.* valores pesquisados em Curitiba.

Espero ter ajudado, se não, podem brigar!

Deixe seu Comentário

Leia Também

ESTADO
Com a inauguração em Ribas do Rio Pardo, 34 municípios passam a contar com Procon
TRÁFICO
Polícia prende traficante que vendia drogas há oito anos em bairro
FISCALIZAÇÃO
Foragido da Justiça de MG é preso na região de Maracaju
PAÍSES VIZINHOS
Portaria impede entrada de altos funcionários da Venezuela no Brasil
FLAGRANTE
Veículo de luxo roubado no ES é recuperado em Rio Brilhante
AQUIDAUANA
Policial aposentado morre ao ser atropelado pelo próprio veículo
EDITAL
Assinatura de convênios garante repasse de R$ 1,5 milhão para pesquisas no Estado
DOURADOS
Inscrições para seleção de novas Famílias Acolhedoras são abertas
CAMPO GRANDE
Polícia encontra maconha escondida em armário de escola
POLÍTICA
Haddad suspende agenda e Caravana Lula Livre é cancelada em Dourados

Mais Lidas

DOURADOS
Ladrão é preso acusado no furto de carro, R$ 30 mil em joias e eletrônicos
ESTUPRO
Homem é preso após dormir com a namorada de 11 anos
POLÍCIA
Integrante de quadrilha especializada em roubo à famílias é apresentado pelo SIG
JOAQUIM TEIXEIRA ALVES
Mulher perde quase R$ 4 mil em assalto no Centro de Dourados