Menu
Busca quinta, 12 de dezembro de 2019
(67) 9860-3221
ARQUITETURA

14 dicas para economizar com a construção de casa

10 junho 2019 - 09h51Por Shiota Aquitetura

Muitas pessoas optam por construir a casa dos sonhos e buscam ansiosamente por informações de como economizar na construção de casas. Essa procura se deve ao desejo de imprimir beleza e personalidade à nova residência, sem extrapolar no orçamento.

Algumas dessas pessoas acham que aliar todos esses quesitos é quase impossível e já imaginam a dor de cabeça e os inúmeros gastos resultantes dessa empreitada. O que elas não sabem, entretanto, é que existem algumas dicas práticas, capazes de manter os custos da construção de um imóvel sob controle.

É fato que para tornar tudo isso possível, é preciso eleger um projeto eficiente e detalhado, cuja execução seja acompanhada de perto por profissionais qualificados e competentes.

Quer morar em uma casa moderna e aconchegante sem gastar rios de dinheiro? Apresentamos, a seguir, uma lista com 14 dicas de economia na construção civil. Confira!

1. Contrate um arquiteto


A contratação de um arquiteto garante um projeto que atenda ao gosto e às necessidades dos moradores. E, a supervisão durante a execução dos serviços potencializa a qualidade dos mesmos, evitando o desperdício de materiais e facilitando o término da obra dentro do tempo previsto

Um dos mitos sobre a contratação de um arquiteto é que este profissional seria caro demais para uma obra residencial. Na verdade, o valor do serviço do arquiteto é pequeno em relação ao total da obra e ainda agrega segurança e tranquilidade, já que conta com alguém competente no comando dessa importante empreitada.

2. Escolha muito bem os profissionais


Além de um arquiteto, é conveniente pensar na mão de obra que será utilizada na construção. É sempre bom fazer uma pesquisa para comparar os valores cobrados pelos profissionais do ramo.

É importante, também, escolher alguém que tenha boas referências a fim de contratar bons profissionais para a execução do projeto. Esses cuidados vão maximizar as chances de atendimento de todos os pedidos, sem atrasos e sem desperdícios.

3. Faça a construção em etapas


Fazer vários serviços ao mesmo tempo pode comprometer o orçamento, a organização e o andamento dos trabalhos. O ideal, portanto, é ter em mente o que é essencial e o que é secundário. Aí, então, é aconselhável priorizar o que for fundamental, como as partes elétrica e hidráulica.

Depois disso, será mais tranquilo controlar o orçamento para as etapas complementares, como os acabamentos, que poderão ser feitos de acordo com a disponibilidade financeira.

4. Faça o orçamento em mais de um lugar


Os preços dos materiais podem variar muito de uma loja para a outra, pois os produtos necessários para a construção de uma de casa são muitos. Sendo assim, a compra de apenas alguns itens com valor promocional pode não gerar a economia esperada. Não é vantajoso, portanto, sair comprando tudo na primeira loja, pensando nos descontos isolados de alguns itens.

5.Negocie descontos efetuando compras volumosas


Ao fazer a cotação em cada loja, pergunte sempre quanto eles podem dar de desconto ao comprar todos os materiais ali. Essa estratégia, que também é uma boa alternativa para construtores e empreiteiros, pode render ótimos descontos e ainda economizar muito tempo. Vale aproveitar as promoções mais interessantes de outras lojas.

6. Prefira a compra direta com os fornecedores


As lojas podem oferecer bons descontos em alguns produtos, mas você pode ter descontos ainda melhores se comprar diretamente dos fornecedores. Essa é uma boa opção para adquirir os materiais básicos, que são comprados em grande quantidade, como blocos, tijolos, areia e aço.

7. Compre materiais reutilizados


As lojas de materiais de demolição ou de materiais reciclados podem ter boas opções por preços bem baratos. Nesses locais, pode-se encontrar madeira, pisos, vidros, granito, entre outros materiais em bom estado, incrementando a economia, sem perder o estilo e a elegância.

8. Acerte na escolha do acabamento aliando preço e qualidade


Os itens de acabamento, como pisos, luminárias e tintas podem apresentar grande variação de preços. É importante pensar na necessidade, na praticidade e na qualidade ideal para cada ambiente. Esse planejamento deve ser feito por um técnico, que sem dúvidas, indicará a compra do material certo, economizando onde for possível.

9. Faça um projeto bem detalhado


Uma das coisas que mais aumentam o custo final da obra é a incorporação de novos itens ao projeto no decorrer das mesmas. Isso porque, dependendo das interferências é necessário até mesmo desfazer algum serviço que acabou de ser feito, desperdiçando material e impactando o cronograma para o término das obras.

A fim de evitar tais prejuízos, é aconselhável a elaboração de um projeto eficiente e muito bem detalhado que englobe todos os serviços e materiais necessários para atender satisfatoriamente às demandas, sem necessidade de novos procedimentos.

10. Estabeleça e siga um cronograma


O gerenciamento do tempo total da obra é extremamente importante, pois os atrasos aumentam os gastos com mão de obra e levam à perda de materiais estocados. Sem falar nos aborrecimentos causados por uma obra que se arrasta.

Essa demora é ruim para quem espera ansiosamente para se mudar para a casa nova e, principalmente, quando se trata de um empreendimento, cuja entrega fora do prazo compromete a bom nome do construtor.

CronogramaA falta de acompanhamento especializado é um dos fatores que levam a atrasos e até mesmo à paralisação das obras, gerando prejuízos. Afinal, somente profissionais devidamente qualificados poderão fazer a leitura correta do projeto e acompanhar a execução adequada dos serviços, evitando dessa maneira as perdas de tempo e de dinheiro.

11. Atente-se para o acompanhamento diário das obras


É fato que todo trabalho em equipe pede uma liderança segura para o seu desenvolvimento a contento. Sendo assim, o acompanhamento diário do responsável pelo projeto no canteiro de obras é de fundamental importância. Com essa liderança, os operários se sentirão mais seguros e, certamente, mais comprometidos com a boa execução de seus ofícios.

12. Aposte na compra coletiva dos insumos


Essa é uma tendência cada vez mais seguida em todos os setores do mercado. No caso da construção civil, esse modelo pode gerar economia na compra de insumos, como ferragens, revestimentos, cimentos, louças, tintas e até a locação de equipamentos.

Geralmente, as empresas vinculadas a alguma entidade representativa do setor se juntam para comprar um grande volume de material. Com isso, conseguem descontos consideráveis que podem fazer a diferença no custo total da obra. A cotação de preços e a compra devem ser feitas por uma pessoa que esteja por dentro das novas tecnologias e materiais disponíveis, aliando preço, qualidade e modernidade.

13. Atente para o controle do fluxo de caixa


O controle de qualquer movimentação financeira vai agregar tranquilidade a todas as fases da obra. Uma ótima opção é a adoção de uma planilha de custos, atualizada em tempo real pelo comprador e pelo responsável pelo gerenciamento do canteiro de obras. Assim, todas as atividades e os pagamentos com serviços e compras serão previstos e os gastos atuais e futuros devidamente monitorados.

14. Proceda à estocagem correta dos materiais


A organização e o armazenamento adequado de cada tipo de material, como ferragens, areia e cimento potencializam a segurança e a economia na construção civil. É necessário, ainda, um cuidado especial com as ferramentas utilizadas. Essa providência, com certeza, minimizará os riscos de acidentes com os trabalhadores ou com outras pessoas que venham a acessar indevidamente esses equipamentos.

Todos os itens devem ser protegidos do sol, da chuva e de qualquer outro agente que possa danificá-los. Essas providências devem ser pensadas antes mesmo do início da construção, respeitando-se as normas que regulamentam essa demanda.

Enfim, para garantir o sucesso na incorporação de todas essas dicas é preciso eleger a parceria de profissionais, como arquiteto, eletricista, marceneiro e pedreiro qualificados e experientes. Você verá que o custo-benefício desse investimento vale muito a pena. Afinal, eles cuidarão de tudo e deixarão a residência elegante, funcional e convidativa.

*Crédito blog  Shiota Arquitetura

Deixe seu Comentário

Leia Também

SUL DE MS
Operação desarticula quadrilha, apreende armas, drogas e dinheiro
NAS AREIAS
Atletas de 4 municípios disputam o reinado do beach tennis no MS
MATO GROSSO DO SUL
Projeto de Marçal sobre acompanhamento domiciliar a pacientes com câncer vai à sanção
BRASIL
Bolsonaro sanciona lei que aumenta limite do saque imediato do FGTS
DOURADOS
Pré-matrícula na Rede Municipal vai até dia 23 de dezembro
ALMS
Rotary Club de Maracaju pode ser declarado de utilidade pública
FUTEBOL
Times de MS conhecem adversários na Copa do Brasil
TERCEIRA EDIÇÃO
Festival de Ginástica Artística encerra atividades do projeto 'Ginaslouquinhos'
REGIÃO
PMA aplica multa de R$ 25 mil após constatar degradação em APP
ESPORTES
Pela primeira vez, Dourados realiza festival de Artes Marciais na praça

Mais Lidas

CAARAPÓ
Homem é assassinado a golpes de faca após discussão em bar
DOURADOS
Inteligência da PM prende dois por tráfico no bairro Estrela Tovi
GRANDE DOURADOS
Quadrilha especializada em roubo de caminhonetes é desarticulada e seis são presos
FURTO
Polícia recupera objetos e fecha ponto de receptação em Dourados