Menu
Busca quinta, 22 de agosto de 2019
(67) 9860-3221

A Saúde Pública e o Idoso Douradense, por José Tibiriçá

10 junho 2011 - 13h20

Estive hoje pela manhã no posto de saúde da Seleta Caritas, nome muito bonito, cujo significado em português seleta em português quer dizer caridade escolhida, fundado pelo Tenente Armando da Silva Carmelo, Poconense, fundador desta instituição de caridade em Dourados, homem letrado, autor do hino a Dourados e que foi também proprietário da Livraria Alegria, a qual funcionava na antiga Rua Bahia.

Nem tudo é alegria, afinal estive hoje no Posto de Saúde da Seleta que está instalado ao lado da instituição de caridade, por isso leva o seu nome como ponto de referência, a pedido do idoso Ari Costa Matos que no dia 03 de agosto de 2011, completará 80 anos. Ele dias atrás esteve internado no Hospital da Vida, está se recuperando do mal que obteve em casa, foi atendido no referido posto, cuja médica prescreveu algumas sessões de fisioterapia, pois está com o ombro direito com início de paralisia.

Esta minha denúncia é em função de que o idoso, conforme está prescrito no seu estatuto, tem prioridade no atendimento, o que não está acontecendo na prática em nossa cidade. Fui muito bem atendido pelas pessoas que ali trabalham, mas fiquei decepcionado com a resposta, pois o paciente que ali esteve há várias semanas, necessita urgentemente do tratamento, sob pena de sofrer uma paralisia maior, mas tem que aguardar, não se sabe quanto tempo, visto que existem também muitas outras pessoas na fila esperando pela liberação das sessões de fisioterapias.

Por coincidência hoje pela manhã, assistindo reportagem na Televisão Morena de Campo Grande, cujo repórter adentrou com uma câmera escondida, mostrou o problema que existe também no Hospital Maria Pedrossian, sendo a segunda denúncia apresentada na Santa Casa, onde não havia atendimento, pois alguns aparelhos estavam paralisados, enquanto outros estavam guardados sob a desculpa serem reserva, mas os mesmos aparelhos estavam instalados num hospital em Nova Andradina,ociosos, mas após a denúncia da televisão morena, foram encaminhados para a Santa Casa em Campo Grande.

O problema da saúde no Brasil se arrasta há muito tempo, trocam-se os governos, mas a coleira é a mesma, com o perdão da palavra e, não existe por parte de nossos representantes a nível municipal e estadual uma fiscalização, apesar de haver os conselhos escolhidos para tal. Afinal onde está o direito do idoso? Somente no estatuto? Onde estão os órgãos de fiscalização. Deve ser tomado urgentemente providências, doa a quem dor. ”Dura lex, sed lex" A lei é dura, mas é lei e deve ser cumprida..

Política virou profissão, estão já pensando na eleição municipal do próximo ano em Dourados, cadê a União por Dourados, quando existem muitos problemas para se resolver ou os políticos que apoiaram a escolha da atual administração não estão acreditando na sua gestão?

Anível estadual os deputados e o governador estão duelando pela vaga deixada com o falecimento da ex-deputada Celina Martins Jallad. Quanto a isso reporto ao atual conselheiro do tribunal de Contas, o mirandenseWaldir Neves Barbosa que na época discordou do seu partido na indicação do suplente da senadora Marisa Joaquina Monteiro Serrano,que na época pertencia ao PR, o empresário Antônio Russo que quebrou o Grupo Independência, possivelmente será o suplente que assumirá a vaga de Marisa Serrano no Senado, caso ela seja escolhida a nova conselheira do TCE-MS pelos nobres pares da assembleia estadual de Mato Grosso do Sul.

Segundo um blog que está circulando e notícias do Jornal Midiamax News a suposta manobra de Puccinelli deve dar a vaga no Senado de Marisa Serrano ao empresário Antônio Russo Netto, proprietário do Frigorifico Independência que deixou uma dívida de R$ 3 bilhões, não pagando aos fornecedores pecuaristas, deixando milhares de pessoas desempregadas e não sabemos se ele quitou a dívida trabalhista.

Hoje o governador está interessado na indicação da professora senadora Marisa para o cargo para abrir espaço para sua candidatura ao senado em 2014. Tem razão o presidente da Acrissul, Francisco Maia quando disse que o referido suplente não pode exercer o mandato de senador, pois sua ficha está suja e recentemente a Assembléia Legislativa de nosso Estado de iniciativa do deputado Paulo Duarte aprovou uma lei que proíbe o ingresso de pessoas em cargos de confiança no executivo, daí eles deviam rejeitar o nome da senadora para que nosso estado não caia na mídia outra vez e sejamos envergonhados pelos nossos representantes, importados de outros estados.

O ideal seria que se mudassem as regras para a escolha dos componentes do Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso do Sul, escolhendo pessoas de carreira como aconteceu com opontaporanense Iran Coelhodas Neves que ali ingressou em 1979, exerceu ali vários cargos, chegando a Auditor e depoisalçado ao cargo de Conselheiro. Hoje o Tribunal é um lugar predestinado para políticos em fim de carreira, não só aqui, mas nos estados brasileiros, indicados para atender interesses pessoais do executivo.

Diante das poucas preocupações de nossos representantes com a saúde é que temos vários Aris não só em Dourados, nos outros municípios, enfim no Brasil afora, aguardando uma vaga para ser atendido, quiçá se estarão vivos até lá.

Diante do exposto, gostaria que nossos representantes se preocupassem mais em resolver primeiro os problemas caseiros da saúde, principalmente em favor dos mais idosos, pois amanhã eles poderão estar na mesma situação.
Dias atrás foi publicado pela imprensa nacional que o ex-vice-presidente José de Alencar, empresário riquíssimo, teve suas despesas pagas pelo governo federal durante o tratamento de saúde a que se submeteu, findando somente após seu falecimento, também um idoso, cujo direito deveria também existir para os mais humildes.


José Tibiriçá Martins Ferreira, advogado e produtor rural na Picadinha.

Deixe seu Comentário

Leia Também

AGENDA EM MS
Ministro das Relações Exteriores estuda instalação de escritório do Itamaraty em MS
BRASIL
PGR empossa líder de lista tríplice como procurador-geral do trabalho
TJMS
Feriado do Servidor Público é transferido para o dia 10 de outubro
BRASIL
PF abre inquérito para investigar indícios de sabotagem em sistemas do MEC
MS
Mais três novas frentes são criadas por deputados estaduais
CRIME AMBIENTAL
Desmatamento irregular gera multa de R$ 9 mil a homem
BRASIL
No Senado, CCJ realiza último dia de debates sobre Previdência
ASSEMBLEIA
Deputados aprovam projetos de lei e de emenda constitucional
DOURADOS
Hospital da Vida tem nova captação de órgãos
FLAGRA
Comboio com contrabando é apreendido em MS

Mais Lidas

POLÍCIA
Travesti furta veículo e é presa em Dourados
BR-163
Pedaço de pneu na pista causou acidente com morte que envolveu quatro carretas
CAARAPÓ
Colisão frontal entre carretas deixa um morto na BR-163
CAARAPÓ
Ferido em acidente com morte na BR-163 é transferido para Dourados