Menu
Busca segunda, 21 de janeiro de 2019
(67) 9860-3221
SAÚDE

7 cuidados para ter com os pés no verão

30 novembro 2018 - 12h02

Por vezes eles acabam sendo deixados um pouco de lado, mas são tão importantes quanto qualquer outra parte do nosso corpo, os nossos pés. Se engana você que acha que eles não precisam de cuidados no verão e não pense que as opções são apenas hidratação e protetor solar.

Na estação eles acabam ficando mais expostos devido ao calor, e os pés ficam suscetíveis ao ressecamento, rachaduras e micoses, por exemplo. Com a alta temperatura, eles ainda sofrem com o suor excessivo, que pode vir a provocar odores. 

A maioria destes casos desagradáveis podem ser resolvidos em casa, com medidas simples. Pés sempre limpos, secos e bem hidratados, por exemplo, é essencial, segundo profissionais da área. 

Em seguida, pesquisamos sete dicas importantes para manter os cuidados com os pés. Confira:

1) Use sapatos arejados, pois os mais fechados aumentam o calor e a umidade local. Opte por chinelos e sandálias, mas se for necessário o uso de sapatos fechados, escolha tênis de tecidos e evite os sapatos de plástico ou vinil.

2) Os calçados devem ser alternados, evitando o uso contínuo. Recomenda-se aguardar pelo menos 24 horas antes de calçá-los novamente. Colocar os sapatos para arejar em local ventilado e iluminado ajuda.

3) A recomendação é lavar todo o pé com sabão, especialmente entre os dedos. E não se esqueça de secar com uma toalha, dando atenção para a região entre dedos.

4) Não é recomendado lixar os pés, pois a pele 'entende' que está sendo agredida e acaba espessando-se mais em busca de proteção. Cremes são mais indicados para afinar as partes com calosidades dos pés.

5) Hidratantes comuns nem sempre são suficientes. É importante atentar para as opções com substâncias de poder umectante maior, como ureia, D-pantenol, glicerina e lactato de amônia.

6) O uso de antitranspirantes e antissépticos específicos para os pés são recomendados com a finalidade de amenizar o suor excessivo e o odor.

7) De comum contato no verão, o cloro das piscinas pode provocar irritação cutânea, coceira e intenso ressecamento da pele. Depois do mergulho, é recomendado um banho de chuveiro e hidratação completa.

Lembrando que na praia, o contato com a areia deve ser cauteloso, pois pode estar contaminada por lixo, esgoto ou fezes de animais. Doenças de pele podem ser transmitidas no local, como as micoses, bicho de pé e bicho geográfico.

Problemas mais graves precisam de investigação. Fique atento se perceber fungos nas unhas, frieiras, micoses, calosidades, suor excessivo ou espessamento excessivo da planta dos pés, é indicado procurar um médico.

Deixe seu Comentário

Leia Também

POLÍTICA
Tereza Cristina demite ouvidor do Incra ligado ao PT
RODOVIA
Motorista que causou acidente com 3 mortes cometeu suicídio, diz PRF
EMPREGO
Funtrab tem mil oportunidades de emprego para trabalhadores da cultura da maçã
ENSINO
Faculdades do Senai da Capital e Dourados encerram dia 8 as inscrições do vestibular para 7 cursos superiores
FUTEBOL
Operário vence o Corumbaense por 2x0 na estreia do Campeonato Estadual
DOURADOS
Município troca interino na Secretaria de Obras Públicas
TV
Globo hostiliza jornalismo da Record e insinua parcialidade com Jair Bolsonaro
BALANÇO
Metade das prefeituras gastam menos de R$ 403 ao ano na saúde
CAMPO GRANDE
Três pessoas ficam feridas após atropelamento na Capital
SAÚDE
Grávidas que respiram ar poluído têm maior risco de aborto espontâneo, diz estudo

Mais Lidas

IVINHEMA
Assaltante é morto após invadir chácara, sequestrar duas vítimas e tentar roubar carros
FRONTEIRA
Jogador de futebol, ‘Alicate’ é executado com 26 tiros de fuzil
MONTE LÍBANO
Homem é preso acusado de tráfico de drogas por atacado
PARQUE DO LAGO
Casal é preso por promover festa para adolescentes com bebida alcoólica