Menu
Busca Sábado, 20 de Janeiro de 2018
(67) 9860-3221
Escola Sesc - Janeiro 2018

28 anos de democracia, por Fernando Rodrigues

02 Janeiro 2013 - 14h55

Em 15 de março próximo o Brasil completará 28 anos de democracia. É um caso clássico de copo meio cheio e meio vazio.

A parte cheia é o fato inédito de um país tão sem cultura democrática ter conseguido persistir nesse caminho por tanto tempo. Quando o civil José Sarney assumiu o Planalto, em 1985, o Brasil encerrava 21 anos de ditadura militar.

Antes do regime de arbítrio instaurado em 1964 houve um ou outro hiato democrático. Mas no passado mais remoto, embora o país tenha experimentado algum tipo de eleições diretas, seria uma licença poética classificar a República Velha de democracia plena.

Não são pouca coisa então os quase 28 anos de democracia já desfrutados pelos brasileiros. A repetição das regras de liberdade eleitoral tem sido essencial para enraizar esses valores civilizatórios no país.

O problema é que há ainda a parte meio vazia no copo quando se trata da democracia brasileira. Foram criados e fechados dezenas de partidos nas últimas décadas. Nenhum consegue ser nacional. A cada eleição, multiplicam-se os escândalos de financiamento ilegal de políticos em campanha.

A presidente atual, Dilma Rousseff, e seus dois antecessores imediatos, Lula e FHC, pouco fizeram para aperfeiçoar o modelo político-eleitoral brasileiro. Inexistem sinais de mudança à vista nessa área no restante da administração dilmista. Do Congresso nada se deve esperar.

Como é possível existir democracia verdadeira com um sistema partidário apodrecido? Ou com total falta de transparência a respeito de quem financia candidatos a cargos públicos?

No Congresso, vigora um democratismo com 24 partidos. A maioria não tem votos para estar ali. Muitos representam interesses próprios e não os dos cidadãos. Enquanto não houver correção dessa anomalia, a quase longeva democracia brasileira não estará completa.


(*) Fernando Rodrigues é repórter em Brasília. Na Folha, foi editor de "Economia" (hoje "Mercado"), correspondente em Nova York, Washington e Tóquio. Recebeu quatro Prêmios Esso (1997, 2002, 2003 e 2006). Escreve quartas e sábados na versão impressa Página A2.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SAÚDE
SP tem 3 mortes por reação à vacina da febre amarela; casos da doença somam 81
SP tem 3 mortes por reação à vacina da febre amarela; casos da doença somam 81
MAIS UM CASO
Drone é abatido na Penitenciária Estadual de Dourados
Drone é abatido na Penitenciária Estadual de Dourados
MS
Governo assina acordo que prevê estágio aos alunos de Medicina da UFMS de Três Lagoas
Governo assina acordo que prevê estágio aos alunos de Medicina da UFMS de Três Lagoas
DECISÃO
STJ libera posse de Cristiane Brasil no Ministério do Trabalho
AÇÃO
Turismo de Mato Grosso do Sul apresenta na Espanha mais uma etapa da campanha Visit MS
INTERNACIONAL
China afirma que navio de guerra dos EUA 'violou' sua soberania
China afirma que navio de guerra dos EUA 'violou' sua soberania
INTERNACIONAL
Morre o chef Paul Bocuse, considerado 'papa' da gastronomia francesa
Morre o chef Paul Bocuse, considerado 'papa' da gastronomia francesa
MS
Bombeiros de Corumbá viajam 3 horas de barco para socorrer jovem no Pantanal
Bombeiros de Corumbá viajam 3 horas de barco para socorrer jovem no Pantanal
CAPITAL
Homem é preso por estuprar enteada de 7 anos
Homem é preso por estuprar enteada de 7 anos
POLÍTICA
Regras mais transparentes para partidos serão analisadas pela CCJ
Regras mais transparentes para partidos serão analisadas pela CCJ

Mais Lidas

Homem é executado com 12 tiros de pistola 9 milímetros
DOURADOS
Homem é rendido por bandidos, levado para mata e tem Amarok roubada
Homem é rendido por bandidos, levado para mata e tem Amarok roubada
DROGAS
Douradense é preso durante “Operação Tagi” desenvolvida pelo GAECO
GUERRA DE FACÇÕES
Justiça determina prisão de 11 envolvidos em morte brutal e liga crime ao PCC
Justiça determina prisão de 11 envolvidos em morte brutal e liga crime ao PCC