Menu
Busca Terça, 23 de Janeiro de 2018
(67) 9860-3221

2012, um ano que marcou, por Waldir Guerra

29 Dezembro 2012 - 14h12


Nada melhor para se fazer hoje, quando o ano se encerra, que relembrar as coisas importantes que nos marcaram em 2012.

Aposto que você já fez retrospectiva pessoal do ano que está findando. Pois vou fazer a minha também e começar pelo acontecimento que considero ter sido o mais importante para mim neste ano: minha saída de Dourados.

Algumas datas na vida da gente ficam marcadas profundamente e o ano 2012 ficará fixado na minha memória por esse acontecimento, a partida de Dourados. Não somente Dourados, mas o próprio Mato Grosso do Sul estará sempre em minha memória, pois grandes realizações na minha vida aconteceram lá. E foram muitas coisas boas nesses mais de trinta anos de convivência com um povo bom e carinhoso. Gostei e me dei bem lá; e valeu a pena! A prova disso é o diploma que vejo agora pendurado na minha frente, o Título de Cidadão Douradense.

Não vivo mais lá, mas continuarei sendo sempre um cidadão sul-mato-grossense, até porque, a Academia Douradense de Letras me proclamou um douradense imortal; coisa que muito me orgulha.

Dos outros fatos importantes neste ano que se finda, um deles, também me marcou muito e confesso que sofri com ele: foi a queda do Palmeiras para a segunda divisão. Até hoje não me conformo com isso e até prefiro nem alongar este assunto senão vou acabar prejudicando minha saúde.

O ano de 2012 ficará bem marcado e não apenas na minha memória, mas, sobretudo, na história brasileira, por dois acontecimentos muito importantes. O primeiro deles foi o julgamento do mensalão pelo Supremo Tribunal Federal. Os membros do STF se superaram nessa missão – com algumas exceções, como se viu – e desmascararam pública e abertamente políticos que desviaram recursos públicos para conquistar e se manter no poder.

O segundo acontecimento foi ver o Congresso Nacional se depreciar perante os demais poderes.

Aqui um adendo para dizer que concordo com os que afirmam ser o Congresso o poder mais importante numa República. Sei que nosso governo é republicano e pretende ser uma democracia baseando-se em três poderes: Legislativo, Executivo e Judiciário. Sei que uma democracia só sobrevive se os três Poderes forem equivalentes, ou como melhor disse Montesquieu, uma necessária equipotência entre eles. Sim, um equilíbrio de poderes, mas também sei que o Congresso é mais representativo e isso me permite dizer que ele, Congresso, dos três poderes é o maior.

Deveria ser o maior, mas em 2012 se fez o menor dos três poderes.

Há anos o Congresso vem a reboque do Executivo que o atropela com Medidas Provisórias e faz dele gato e sapato. Agora vem o Judiciário, através de seu poder máximo, o STF, afirmando que a última palavra para cassar congressista é dele e não do Congresso. Isso já seria o suficiente para rebaixá-lo mais um pouco, mas um ministro do STF (Luiz Fux) bate mais fundo e determina como a Câmara dos Deputados deve se conduzir para votar a Lei dos Royalties na exploração do Pré-sal. Deputados e senadores tentaram reagir, até espernearam, mas acabaram se submetendo e deu no que deu, o ano de 2012 expôs um Congresso submisso – o que vale dizer, incompetente.

E mais coisas importantes poderiam ser ditas deste 2012, mas as que mais me marcaram foram essas e, para encerrar o ano, nada melhor para fazer hoje que dizê-las.



Membro da Academia Douradense de Letras; foi vereador, secretário de Estado e deputado federal.

Deixe seu Comentário

Leia Também

DEU CALOR!
Gracyane Barbosa exibe barriga sarada e corpão durante foto no deserto
ATENÇÃO
Prazo para microempreendedor regularizar situação é prorrogado até sexta-feira
Prazo para microempreendedor regularizar situação é prorrogado até sexta-feira
VEM NOVIDADES!
WhatsApp altera forma de exibir notificações no Android 8
BRASIL
Intervenção militar seria enorme retrocesso, diz comandante do Exército
Intervenção militar seria enorme retrocesso, diz comandante do Exército
SEGURANÇA
Agepen discute em Brasília integração entre sistemas de informações prisionais do país
Agepen discute em Brasília integração entre sistemas de informações prisionais do país
EMPRESÁRIOS
Começa hoje prazo para preenchimento da Rais
Começou nesta terça-feira (23) o prazo para o preenchimento da Relação Anual de Informações Sociais (Rais) de 2017. Empresários poderão enviar dados até o dia 23 de março, por meio de formulário online. De acordo com o Ministério do Trabalho, não há possibilidade de prorrogação do prazo de entrega do formulário.
ECONOMIA
Dólar fecha em alta e encosta em R$ 3,25
Dólar fecha em alta e encosta em R$ 3,25
POLÍTICA
Julgamento de Lula é "evento natural", diz Temer na Suíça
Julgamento de Lula é "evento natural", diz Temer na Suíça
MENOR TAXA
Prévia indica inflação oficial no início de 2018 0,39%
DOURADOS
Jovem apontado por tráfico no Estrela Tovi é preso

Mais Lidas

DOURADOS
Jovem é preso no Canaã II por posse de munições de uso restrito
CAPITAL
Professor é preso por assediar alunos de escola pública
Professor é preso por assediar alunos de escola pública
BILIONÁRIOS
Cinco brasileiros concentram mesma riqueza que a metade pobre do país
FEMINICÍDIO
Assassinato de mãe de seis filhos foi premeditado, acredita polícia