Menu
Busca quinta, 20 de fevereiro de 2020
(67) 9860-3221

Vítimas reagem e impedem assaltos em Dourados

06 fevereiro 2005 - 09h11

Em pelo menos duas tentativas, os assaltantes levaram a pior ontem ao tentarem praticar assaltos em pontos diferentes da periferia de Dourados. Nos dois casos, as vítimas reagiram e, mesmo enfrentando homens armados, conseguiram evitar o furto, apesar de terem saído feridas do episódio. Na antiga rua W17, no Jardim Água Boa, Jean Azevedo Schevnin, de 22 anos, impediu o assalto à loja de auto peças Riomar, ontem, por volta das 11h20, entrando em luta corporal com Paulo Rogério, que o atingiu com um golpe de faca no pescoço. A vítima foi encaminhada ao pronto socorro do Hospital Evangélico. Já no conjunto residencial BNH 4º Plano, Júnior Ferreira de Araújo, de 23 anos, estava chegando em casa hoje, por volta das 6 horas, quando foi abordado por dois desconhecidos, que queriam levar os tênis dele. Ele também enfrentou os ladrões e acabou levando um tiro no pé, mas não entregou o calçado.

Deixe seu Comentário

Leia Também

DOURADOS
Segundo sorteio do “Nota Dourada” premia cinco contribuintes
ECONOMIA
Vendas no comércio varejista crescem 3,6% em janeiro, diz Serasa
DOURADOS
Câmara aprova efetivação do Conselho de Proteção e Defesa dos Animais
CRÉDITO
Caixa anuncia financiamento imobiliário com juros fixos
BRASILÂNDIA
Homem é preso em flagrante após agredir mulher
DOURADOS
Comissão pede audiência, contratação de auxiliares e professores coordenadores
DOURADOS
Programa IST/Aids realiza ações durante o carnaval
SEGURANÇA PÚBLICA
Governo convoca aprovados para Cursos de Formação de Oficiais da PM e Bombeiros
BRASIL
Por unanimidade, TSE nega registro a Partido Nacional Corinthiano
EDUCAÇÃO
"UEMS Acolhe" divulga cursos de português para estrangeiros em 2020

Mais Lidas

APÓS 9 ANOS
Hipermercado fecha as portas em Dourados no final do mês
DOURADOS
Policial aposentado mata homem e diz ter sido ameaçado com faca
VIOLÊNCIA
Homem é assassinado em frente a padaria em Dourados
DOURADOS
Júri termina com réu condenado a 15 anos por matar desafeto em 2018